Publicidade

Estado de Minas PELO YOUTUBE

Live reúne Pato Fu depois de quase um ano sem shows

Grupo mineiro leva ao palco ''Música de Brinquedo 2'' e já começa preparativos para os 30 anos da banda em 2022


07/03/2021 04:00 - atualizado 07/03/2021 10:06

Apresentação do Pato Fu com instrumentos infantis será transmitida via YouTube(foto: Dudi Polonis/Divulgação)
Apresentação do Pato Fu com instrumentos infantis será transmitida via YouTube (foto: Dudi Polonis/Divulgação)

De volta aos palcos pela primeira vez durante a pandemia de coronavírus, o Pato Fu se apresenta neste domingo (7/3), às 16h, com o show “Música de brinquedo 2”. A live será transmitida diretamente do Centro Cultural Unimed-BH Minas e contará com a participação de bonecos do Grupo Giramundo. O repertório traz composições próprias e clássicos nacionais e internacionais, interpretados em instrumentos infantis, como saxofones, pianos e teclados. Com duração de 60 minutos, a transmissão será via YouTube da Fundação ArcelorMittal e pelo Facebook do programa Diversão em Cena.

Em 2011, o Pato Fu foi agraciado com o Grammy Latino de Melhor Álbum Infantil por “Música de brinquedo 1”. Já o álbum “Música de brinquedo 2” (DeckDisc) foi lançado em 2017. No ano passado, a turnê foi interrompida no começo da pandemia. A produção tem certo grau de complexidade. “Precisamos de 10 pessoas, entre marionetistas e músicos, para poder executar as músicas, uma vez que não há nada gravado. É tudo tocado ao vivo”, pontua a vocalista Fernanda Takai.

Ela promete um show sem superficialidades. “Vamos tocar sem plateia, mas no palco é como se fosse um de show de ‘verdade’, com todo mundo ali, como ele é normalmente. Mas como é uma live, o negócio é tentar interagir ao máximo entre nós mesmos, porque muito do espetáculo tem a reação da plateia quando é um show normal. E quando é assim, entre uma música e outra, contamos um pouco de cada canção e faço piada sobre algum momento, entre outros acontecimentos.”

O grupo tocará praticamente o repertório inteiro do “Música de brinquedo 2”, além de umas três canções do volume 1. “Vamos cantar 14 músicas, porque temos uma restrição de 60 minutos para fazer a live. Mas aí tem muita conversa e momentos divertidos entre a gente.”

Expectativa de turnê para 2022 

Chegando aos 30 anos, o Pato Fu promete comemorar a data em 2022. “Por enquanto, o que estamos fazendo é abrir os nossos baús e colocar no nosso canal no YouTube. Temos 12 discos lançados e em janeiro postamos vários vídeos do primeiro, “Rotomusic de Liquidificapum”, de 1993. Em fevereiro foi a vez de “Gol de quem?”, lançado em 1995. Neste mês é a vez do disco “Tem mas acabou”, de 1996. Colocamos nas redes sociais tudo que está relacionado a eles e assim será durante todo o ano. Um álbum a cada mês.”

Fernanda explica que o plano, caso esteja todo mundo vacinado, é fazer uma turnê no próximo ano. “Será um grande show comemorativo dos 30 anos. Mas, por enquanto, prefiro focar no que estamos fazendo, que é trazer à tona todo esse material, essa memória para as pessoas. É importante trabalhar a própria memória. Se não o fizermos enquanto estivermos vivos, é difícil crer que alguém o fará com todo o cuidado e se utilizando do material que temos.”

A cantora conta que cada integrante tem um acervo grande. “Vamos fazer essa recuperação da memória do Pato Fu até o final do ano. Se no segundo semestre do ano que vem pudermos voltar aos shows com a presença de plateia, aí, sim, faremos uma turnê comemorativa”.

Para o guitarrista John Ulhoa, live é uma experiência diferente. “Falo isso porque o “Música de brinquedo” é apresentado para as crianças e de uma forma bem espontânea. Para nós é um desafio e isso está acontecendo por causa das circunstâncias. A banda está parada desde o ano passado, porém, andamos fazendo algo separadamente. Fiz uma live com a Fernanda na cozinha da nossa casa. Ela também fez uma apresentação solo, acompanhada pela Orquestra Ouro Preto.”

Reencontro motiva banda

Sem público, por causa das restrições da COVID-19, John diz que sente falta, mas promete que o espetáculo não será frio. “Temos uma química dentro da banda que supre o fato de não ter plateia”.

Para o baixista Ricardo Koctus, só a expectativa de reunir a banda no palco novamente já é motivante. “Tocar é sempre bom. Ficar longe dos palcos, para o músico, é uma tortura.” Embora a live seja um formato novo de se fazer shows, Koctus garante que não se compara nem um pouco à apresentação presencial. “Há muita gente trabalhando de maneira virtual, com todos tentando dar sequência à vida, para não ficar parado no tempo.”

MÚSICA DE BRINQUEDO 2
Domingo (7/3), 16h, como a banda Pato Fu e bonecos do grupo Giramundo, com transmissão pelo Youtube 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade