Publicidade

Estado de Minas

'The morning show' tem doses certas de ironia e suspense

Série com Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carell é bom aperitivo do catálogo da iniciante no streaming Apple TV


postado em 31/01/2020 04:00 / atualizado em 30/01/2020 20:11

Jennifer Aniston e Steve Carell dividem a bancada de telejornal na série do catálogo da iniciante no streaming Apple TV (foto: AppleTV/Divulgação)
Jennifer Aniston e Steve Carell dividem a bancada de telejornal na série do catálogo da iniciante no streaming Apple TV (foto: AppleTV/Divulgação)
The morning show é a melhor razão para conhecer o ainda incipiente catálogo da Apple TV+, a platafoma de streaming da Apple. O título se refere a um tradicional programa matutino jornalístico de uma TV aberta norte-americana, que entra em colapso depois de um escândalo.
 
Seu apresentador, Mitch Kessler (Steve Carell), é acusado de ser um predador sexual, o que abala as estruturas do canal como um todo e, particularmente, sua relação com sua parceira de bancada.

Jennifer Aniston, que levou o prêmio de melhor atriz em série de drama no recente Prêmio do Sindicato dos Atores pelo seu desempenho como Alex Levy, é a coapresentadora que nega saber de qualquer abuso cometido por Mitch, mesmo que tenha dividido a bancada com ele ao longo de 15 anos.
 

Movimento #MeToo, Twitter, relações de trabalho, disputas de poder, está tudo junto e misturado na trama de The morning show. O elenco estelar – Billy Crudup, como o cínico chefe de jornalismo do canal, completa o time – coroa uma série tensa, com diálogos inteligentes e irônicos (por vezes, um pouco acima do tom) e um suspense na medida. É daquelas séries para ver de uma vez só. São 10 capítulos, com a segunda temporada prometida para este ano.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade