Publicidade

Estado de Minas ESTÉTICA

Três procedimentos em um só: Você conhece a lipodrenagem?

Método criado por fisioterapeuta promete resultados estéticos imediatos e duradouros


20/06/2021 04:00 - atualizado 20/06/2021 07:36

Michelle Miranda Bastos de Villefort, fisioterapeuta especialista em estética corporal, diz que na lipodrenagem, ao término da sessão, as clientes já sentem o resultado(foto: Marcia Rodrigues/Divulgação)
Michelle Miranda Bastos de Villefort, fisioterapeuta especialista em estética corporal, diz que na lipodrenagem, ao término da sessão, as clientes já sentem o resultado (foto: Marcia Rodrigues/Divulgação)


Sabe aquele dia em que você tem uma festa incrível e precisa “entrar” em um vestido lindo que está guardando há anos no seu guarda-roupa, mas as medidas não deixam? Pois então, basta você ter uma horinha livre e a lipodrenagem vai te “salvar” e dizer adeus às incômodas e apertadas cintas.

“Esse é um tratamento desenvolvido por mim junto à minha equipe na Clínica Sempre Mais. E é a associação de três técnicas já conhecidas: drenagem linfática, massagem redutora e um equipamento, o Cellutec. Iniciamos com drenagem em todo corpo para melhorar a circulação linfática e retenção de líquidos. Depois, realizamos massagem redutora nas regiões de maior acúmulo de gordura e, em seguida, aplicamos o aparelho nas regiões com mais celulites”, explica Michelle Miranda Bastos de Villefort, fisioterapeuta especialista em estética corporal, facial e tricologia, e também criadora do método.
 
Segundo ela, é utilizado no procedimento, também, um creme dermocosmético. Trata-se de um termoativador que aquece e deixa a pele avermelhada, estimulando a circulação. Esse mesmo creme é utilizado e indicado para as clientes seguirem o tratamento em casa.

“Ao término da sessão as clientes já sentem o resultado. “Inclusive, é comum logo após as clientes já irem ao banheiro, pois o tratamento melhora muito a retenção de líquidos e elimina as toxinas do organismo”, diz.

De acordo com a hipnoterapeuta Maria Cristina Garcia dos Santos, de 64 anos, adepta do método desde novembro do ano passado, o resultado é mesmo momentâneo. “A gente entra incomodada com o inchaço da retenção de líquido e depois de uma hora já sai com um resultado incrível. A diferença é realmente muito grande. Sempre vejo o resultado na hora. Claro que, com o decorrer das sessões, os resultados são potencializados, mas é muito visível e imediato”, conta.

A ideia era criar um tratamento que trouxesse um resultado imediato e duradouro ao decorrer das sessões. Desenvolvido por mim junto à minha equipe, é a associação de três técnicas já conhecidas: drenagem linfática, massagem redutora e um equipamento, o Cellutec

Michelle Miranda Bastos de Villefort, fisioterapeuta especialista em estética corporal e facial



Michelle Villefort se sente realizada, haja vista que o objetivo principal da criação do método foi atingido: a satisfação das clientes. “A ideia era criar um tratamento que trouxesse um resultado imediato e duradouro ao decorrer das sessões, principalmente para aquelas pessoas que têm algum evento e precisam estar melhor e entrar em um vestido. Isso porque muitas clientes chegam buscando um resultado rápido para alguma ocasião e, como a maioria dos tratamentos demanda um tempo maior para resultados, pensei em uma técnica que trouxesse efeito mais rápido”.

“E tem sido um sucesso. É um tratamento superqueridinho aqui na clínica. As clientes amam”, afirma. É o caso da administradora Betina Savassi, de 44. Ela conta que costuma fazer com frequência o procedimento, principalmente no verão. “Eu amo a lipodrenagem, porque trabalha a parte da drenagem, da modelagem e da celulite ao mesmo tempo. E realmente eu sinto que a textura da minha pele mudou e a quantidade de celulites reduziu bastante. Não à toa, eu não consigo ficar sem a lipodrenagem. É um tratamento excelente.”

BENEFÍCIOS 


A lipodrenagem, segundo comenta Michelle Villefort, é um tratamento que reduz medidas, modela, melhora as celulites, estimula a circulação, desincha, reduz a retenção de líquidos e melhora o funcionamento do intestino. “Os resultados são imediatos, mas recomendamos normalmente 10 sessões para que a pessoa tenha um resultado muito bom e que seja mantido. Recomendamos uma periodicidade de duas vezes por semana.”

De acordo com a especialista, o procedimento é indicado para todas as pessoas que querem se sentir melhor com o corpo, reduzir medidas e inchaços, melhorar as celulites e que querem se cuidar física e emocionalmente. “Sabemos que o autocuidado nos deixa melhores e também porque em alguns momentos da técnica, é bem relaxante.”

Adepta do método desde novembro do ano passado, Maria Cristina Garcia dos Santos, de 64 anos, diz que a técnica ajuda na autoestima(foto: Arquivo pessoal)
Adepta do método desde novembro do ano passado, Maria Cristina Garcia dos Santos, de 64 anos, diz que a técnica ajuda na autoestima (foto: Arquivo pessoal)
Maria Cristina Garcia dos Santos concorda. “É uma coisa que faz um bem muito grande para a autoestima. Além disso e de ser um momento de estética, você também trabalha um pouco a questão do relaxamento, porque como é um procedimento que não incomoda e é agradável de se fazer, a gente consegue relaxar, porque tem a drenagem e depois o Cellutec, que tem uma vibração que ajuda a relaxar. Então, além disso tudo, ele traz um relaxamento para o músculo muito grande. É muito bom.”

A técnica é contraindicada apenas para gestantes, pessoas com câncer ativo ou com distúrbio circulatório grave. Apesar disso, o método não oferece riscos. “A aplicação é muito tranquila e antes da realização do tratamento, fazemos uma avaliação. Com essa análise, sabemos se a técnica é indicada e assim o procedimento torna-se totalmente seguro”, afirma Michelle.

Por não ser um procedimento invasivo, depois é vida normal, mas, claro, com indicações de se manter uma boa ingestão de líquidos, alimentação adequada e prática de atividades físicas. Isso potencializa os resultados. “O método não exige restrição em relação a sol, medicação ou a rotina. Antes e depois, é vida normal”, diz a especialista.

*Estagiária sob a supervisão da editora Teresa Caram


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade