Publicidade

Estado de Minas SAÚDE

FDA aprova novo medicamento para tratamento de Alzheimer precoce

Aduhelm é o primeiro fármaco aprovado que retarda a progressão da doença. Porém, efeitos colaterais da droga causam polêmicas


07/06/2021 13:21 - atualizado 07/06/2021 14:00

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)


A Food and Drug Administration (FDA), agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, aprovou, nesta segunda-feira (7), o uso de um novo medicamento para o tratamento de Alzheimer precoce. Trata-se do Aduhelm (aducanumabe), produzido pela Biogen.

Esse é o primeiro medicamento capaz de retardar a progressão da doença e, também, o primeiro tratamento aprovado para doença em anos. 

O aducanumabe busca remover depósitos de uma proteína, a beta amiloide, nos cérebros de pessoas com Alzheimer para evitar sua destruição, que causa perda de memória e da capacidade de cuidar de si.

Conforme os testes avançados para essas placas anormais, o medicamento pode ser prescrito como terapia, em conjunto com mudanças no estilo de vida, para pacientes com diagnóstico precoce, ou seja, ainda nos estágios iniciais da doença. 

Apesar disso, o medicamento carrega uma polêmica, em razão dos efeitos colaterais do fármaco - inchaço e pequenos sangramentos no cérebro. Em comunicado oficial de anúncio da aprovação, o FDA reconheceu a controvérsia como "perspectivas diferentes" em torno de Aduhelm.

Ainda segundo o órgão regulador dos EUA, os dados que sustentam a aprovação do medicamento são "altamente complexos" e deixam "incertezas residuais" sobre seu benefício. 

Assim, o FDA exigirá que a Biogen, empresa e biotecnologia responsável pelo desenvolvimento do remédio, conduza um novo ensaio clínico para determinar o benefício do medicamento.

Segundo a agência, ela se coloca no direito de rescindir a aprovação no futuro. No entanto, enquanto isso, os pacientes terão acesso ao medicamento, que é administrado por infusão intravenosa. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade