Publicidade

Estado de Minas SAÚDE

Fim de ano: reumáticos precisam tomar cuidado com alimentos da ceia

Especialista alerta para necessidade de pacientes reumáticos manterem a dieta e evitar o consumo de alimentos inflamatórios; confira as dicas


15/12/2020 14:49 - atualizado 15/12/2020 16:31

Pacientes reumáticos devem optar por uma alimentação mais saudável e regrada nas festas de fim de ano(foto: Pixabay)
Pacientes reumáticos devem optar por uma alimentação mais saudável e regrada nas festas de fim de ano (foto: Pixabay)

Natal e réveillon estão se aproximando e, com eles, a tendência de excessos em relação à dieta. Isso porque, nas comemorações de fim de ano, entre ceias e petiscos, o desejo é comer rabanadas, doces, tortas, entre outras delícias.

orém, é preciso muito cuidado, principalmente aquelas pessoas diagnosticadas com doenças reumáticas inflamatórias imunomediadas – artrite reumatoide, espondilite anquilosante, lúpus etirematoso sistêmico e atrite psoriásica. Mas, por que isso? 

De acordo com a presidente da Sociedade Mineira de Reumatologia (SMR), Viviane Angelina, a necessidade de atenção redobrada tem relação direta com a característica de alguns alimentos de predispor uma piora da inflamação.

São os chamados alimentos inflamatórios. “Nesse período de festas, esses alimentos normalmente são os ricos em gorduras saturadas, açúcar e álcool”, explica.  

Carnes, vísceras, porcos e lacticínios também devem ser evitados, uma vez que eles são capazes de impedir o acúmulo de ácido úrico no sangue, aumentando as dores nas articulações.

“Recomendamos que os pacientes não se excedam. Não é para deixar de ingerir determinado alimento, mas o excesso é o prejudicial. Sempre é importante se atentar para a moderação”, pontua a especialista.  

Os pacientes portadores de gota, apesar de não se enquadrarem no grupo de doenças reumáticas inflamatórias imunomediadas, também devem ter cuidado redobrado durante a ceia de Natal e réveillon.

 “A gota tem uma íntima relação com a dieta, principalmente, com carne vermelha, frutos do mar, alimentos embutidos ou enlatados, e bebidas alcoólicas. Esse grupo, portanto, merece ser lembrado e essa recomendação de não se excederem e de tentar substituir os alimentos inflamatórios por outros, deve ser reforçada para eles”, afirma Viviane Angelina. 

Para além da alimentação, os pacientes reumáticos precisam cuidar, também, da ingestão correta de água. “O paciente em geral deve se hidratar bastante, porque isso ajuda a evitar a retenção de líquido e outras complicações dos alimentos, que são comuns tanto na ceia de natal quando do ano novo. Também é muito interessante manter uma rotina de exercícios físicos. Eles ajudam a atenuar todos esses efeitos deletérios”, indica a presidente da Sociedade Mineira de Reumatologia. 

Ceia ideal? 


Viviane Angelina, presidente da Sociedade Mineira de Reumatologia (SMR)(foto: Zoom Comunicação/Divulgação)
Viviane Angelina, presidente da Sociedade Mineira de Reumatologia (SMR) (foto: Zoom Comunicação/Divulgação)
Viviane Angelina destaca que uma dica valiosa para os pacientes reumáticos no período de festas de fim de ano é substituir alimentos considerados inflamatórios por outros que não têm ou têm pouca relação com a piora de sintomas.

“Por exemplo, se for ingerir uma carne, dê preferência por uma carne magra, um frango ou um peixe (carne branca). Evite que esses alimentos sejam fritos, dê preferência para alimentos grelhados e salada, que já dá uma sensação de saciedade antes do prato principal.” 

“Verduras e legumes também grelhados são agradáveis e podem substituir os alimentos que predispõem uma piora da inflamação. Além disso, é importante estar atento à quantidade de sal ingerida. Ele pode ser bastante prejudicial quando ingerido em doses mais altas. Outra dica é tentar substituir a sobremesa por fruta”, completa a presidente da Sociedade Mineira de Reumatologia (SMR). 

*Estagiária sob supervisão da editora Teresa Caram 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade