Publicidade

Estado de Minas Dica de saúde

Invista em alimentos anti-inflamatórios, saiba quais

A dica é investir em uma dieta pobre em açúcar, carboidratos simples, frituras, alimentos processados e industrializados


25/10/2020 04:00 - atualizado 25/10/2020 08:27

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
Além da prática de exercícios, a alimentação deve ser o foco para quem quer chegar em forma no verão. Pesquisas sugerem que alimentos processados, como carboidratos refinados, refrigerantes, gorduras trans e carnes vermelhas, podem promover inflamação crônica do corpo, resultando no aparecimento de celulites na pele.

Por isso, para quem está de olho no verão e quer eliminar as celulites, vale apostar em uma alimentação anti-inflamatória, com o aumento do consumo de fibras, frutas vermelhas, oleaginosas, sementes, peixes ricos em ômega 3, vinho e água.

Para a médica da Clínica Leger Simone Henriques, a melhor forma de reduzir a inflamação do corpo é a mudança dos hábitos alimentares. "Uma dieta pobre em açúcar, carboidratos simples, frituras, alimentos processados e industrializados faz bem à saúde do corpo como um todo", diz.

Estratégias que driblam a fome emocional


Estudo feito pelo Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) indicou um salto de 8,7% para 14,9% de brasileiros com quadros de ansiedade desde o início da quarentena. A especialista em emagrecimento Edivana Poltronieri explica que a inquietação mental pode desencadear outros distúrbios, como a compulsão alimentar, principalmente à noite. Entenda como identificar e tratar o problema.

» Descubra a causa – fome fisiológica ou emocional?
A fome fisiológica acaba logo após a refeição; já a fome emocional é ligada a sentimentos provocados pelo excesso de ansiedade e estresse, com curta duração de saciedade.

»Faça ajustes no jantar
Dê preferência por pratos mais leves com leguminosas, proteína, pouco carboidrato e vegetais, e sempre em porções menores. Se possível, invista em carnes magras ou em lanche natural.

» Monte uma rotina alimentar
Prepare porções menores, especialmente para o momento da janta, e, sempre que possível, faça uma alimentação balanceada ao longo do dia para diminuir a fome à noite.

» Abasteça a casa com alimentos saudáveis
O termômetro para saber se está comprando corretamente é, ao abrir o armário ou a geladeira, ter o menor número de alimentos embalados possível. Isso é sinal de que frutas, legumes, proteínas, cereais e leguminosas estão ganhando mais espaço na despensa.

» Tire o foco da comida
A fome emocional está relacionada com gatilhos, como tristeza ou felicidade. Nesse caso, tente fazer outras atividades, principalmente no momento em que esses sentimentos costumam ser mais aflorados, como ver uma série, ler, escrever, pintar.

Dicas para se preparar para o verão

 
(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
 
O verão ainda nem chegou, mas as temperaturas já estão altas e, com a pandemia, o jeito mais seguro de se refrescar é em casa. E não é porque o cenário não permite encontros em praias e piscinas que os cuidados com a forma física devem ser deixados de lado. Pelo contrário, perder os quilinhos ganhos na quarentena é importante para manter a saúde em dia e uma boa autoestima.

“Para isso, a ajuda de um nutricionista é essencial. Muitas pessoas acabam fazendo dietas por conta própria com restrições excessivas que podem levar a transtornos alimentares, compulsão e até mesmo à perda de massa muscular”, destaca a nutricionista ortomolecular Claudia Luz, do Departamento de Inovação da Via Farma. Para ajudar na missão de emagrecer de forma efetiva e com saúde, a nutricionista separou algumas dicas sobre o assunto. 

Confira:

1. Aposte na alimentação natural
2. Fique de olho na compulsão
3. Mantenha-se firme nos exercícios
4. Beba água
5. Durma bem
6. Conte com extratos naturais


Saúde da mulher


A campanha Outubro Rosa é realizada todos os anos. Porém, a conscientização precisa ser feita diariamente. Pensando nisso, o Biocor, em parceria com a Oncobio, está realizando o projeto “Saúde da mulher”, que consiste em realizar um checape geral em mulheres durante os meses de outubro e novembro.

“Sabemos que a mulher atualmente é multitarefa, cuida de casa, dos filhos, às vezes dos pais idosos e ainda trabalha fora, e com a pandemia do novo coronavírus essas tarefas até triplicaram, fazendo com que elas deixem os cuidados com a própria saúde para depois. Nessa parceria, ajudamos nisso. Basta ligar, marcar um horário e ir ao hospital para realizar consultas com vários especialistas”, explica a mastologista do Biocor Marília Felicíssimo.

Participe!

Dia e horário: às sextas-feiras (manhã e tarde) 
dos meses de outubro e novembro
Contato: (31) 3888-9300
Local: Hospital Biocor, localizado na Alameda Oscar Niemeyer, 217 – Vila da Serra, Nova Lima

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)


Calvície feminina


O ser humano perde entre 60 e 100 fios de cabelo diariamente. Não é à toa que muitos deles são percebidos com mais frequência no ralo do banheiro, no travesseiro, na escova ou até mesmo caído nas roupas. O problema é quando os fios começam a cair em maior quantidade, induzem à calvície ou perda parcial ou total dos cabelos do couro cabeludo.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, embora a calvície seja mais comum entre o sexo masculino, a alopecia androgenética, desencadeada por inúmeros fatores de ordem genética e hormonal, também pode afetar as mulheres.

"Esse problema pode afetar as atividades psicológicas e sociais dos indivíduos, com impacto na qualidade de vida", explica Carla Nogueira, dermatologista da Mais Cabello. Entre as técnicas mais procuradas pelas mulheres para resolver o problema está o transplante capilar aliado à aplicação de vitaminas no couro cabeludo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade