Publicidade

Estado de Minas conta-gotas

Metade da população não sabe se as vacinas estão em dia


20/09/2020 04:00 - atualizado 18/09/2020 14:23

(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press - 26/08/2019)
(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press - 26/08/2019)

Durante a pandemia de COVID-19, a importância da vacinação tem chamado a atenção das pessoas em todo o mundo. Mas, embora 90% dos brasileiros reconheçam que a imunização é importante, apenas 50% verificam a carteirinha de vacinação regularmente. Esses são alguns dados da pesquisa Vacinação no Brasil: a percepção do brasileiro sobre a importância da imunização nos dias atuais, realizada pelo Ibope Inteligência, a pedido da Pfizer, em julho de 2020. O estudo mostra que uma em cada cinco pessoas só checa se está com as vacinas em dia em casos de solicitação médica, quando algum familiar fala sobre o assunto ou durante surtos, epidemias e pandemias. Além disso, 13% acompanham somente a carteirinha dos filhos e 17% nunca verificam, não têm, não sabem se têm ou onde está o documento. Essa porcentagem sobe para 29% a partir dos 55 anos. "Embora muito se fale sobre imunização neste momento, é importante que a população sempre esteja atenta para as vacinas requeridas na carteirinha. Apesar de simples, esse ato é capaz de salvar vidas. Quando não prevenidas, diversas enfermidades podem, juntas, levar a quadros de saúde graves e de difícil identificação", afirma a diretora médica da Pfizer Brasil, Márjori Dulcine.
 
 

Evite marcas na pele após a depilação

A temível mancha que pode vir em decorrência da depilação tem a ver, na maioria dos casos, com o tipo de pele e o organismo de cada pessoa. Mas, nem tudo é tão cruel assim e existem muitas formas seguras de minimizar as chances de aparecimento dessas “vilãs”. Com a ajuda de Regina Jordão, CEO e fundadora do Instituto Pello Menos, listamos alguns cuidados para minimizar os riscos de aparecimento de manchas. Confira:

£ Esfoliação: o ideal é fazer a esfoliação na região a ser depilada três dias antes do procedimento, para promover a renovação celular da pele da região, facilitando, assim, a remoção dos pelos e minimizando os riscos de causar manchas e alergias.

£ Cremes calmantes: seu uso é indicado no período pós-depilatório e tem por objetivo aliviar a vermelhidão.

£ Exposição solar: é importante evitar a exposição direta ao sol por pelo menos 48 horas após o procedimento de depilação.

£ Uso de cera extremamente quente: a temperatura da cera também pode influenciar no aparecimento de manchas. Caso o produto esteja muito quente, as chances de danificar a pele são muito maiores.

Ainda, segundo Regina, não é indicada a aplicação de produtos com ácidos e álcool em sua formulação na região depilada no período em que a pele estiver sensível.
 
 

Vilões do emagrecimento

A perda de peso não depende exclusivamente de dietas e exercícios físicos. Para emagrecer de forma saudável, os níveis hormonais também precisam estar regulados. O nutrólogo e especialista em emagrecimento Sandro Ferraz explica que os hormônios são os responsáveis por manter a harmonia do corpo. “Eles funcionam como uma sinfonia, na qual todos têm uma função importante. Se um desafina, o conjunto da obra é prejudicado”, elucida. Quando o assunto é perda de peso, os hormônios desregulados podem ser os responsáveis por dificultar a queima de calorias e aumentar a predisposição ao armazenamento de gordura. Alguns deles são: insulina, cortisol, leptina, GH, T3 e T4 e testosterona.
 

Bebidas mancham os dentes?

(foto: Emmanuel Pinheiro/EM/D.A Press - 01/07/2008 )
(foto: Emmanuel Pinheiro/EM/D.A Press - 01/07/2008 )

Vinho tinto, café e refrigerante. Apesar de convidativos para muitas pessoas, essas bebidas são popularmente consideradas como vilãs do sorriso branco. Isso acontece porque esses líquidos têm a pigmentação escura e podem acelerar o processo natural de amarelamento dos dentes. Outros fatores também podem contribuir para o aparecimento de manchas nos dentes, como má higiene bucal, tabagismo e tratamentos estéticos caseiros.
 

Quatro erros que podem destruir escovas de dentes

(foto: Pixabay )
(foto: Pixabay )

 

Trocar a escova de dentes a cada três meses é essencial para a boa higiene bucal. Porém, o que muitas pessoas não sabem é que ela pode perder a sua eficácia antes dos três meses se não receber os devidos cuidados. Luciana Bruzadin, dentista parceira Kess, lista quais são os erros cometidos e como evitá-los.

1 - Força excessiva na escovação

“É comum as pessoas aplicarem muita força durante a escovação, por pensar que isso vai tornar a limpeza mais eficiente. Mas, além de desgastar mais rápido o esmalte dos dentes, gerar retração gengival e deixá-los mais sensíveis, essa prática deforma as cerdas das escovas, fazendo com que elas percam a sua performance”, afirma Bruzadin.

2 - Não secar a escova corretamente

“É superimportante deixar que a escova seque completamente. Evite recipientes ou armários totalmente fechados e abafados, pois isso aumenta as chances de proliferação de germes, fungos e bactérias”, explica a dentista. Ela recomenda agitar a escova sob água corrente após cada escovação e guardá-la em .

3 - Guardar todas as escovas juntas

“Guardar as escovas de todas as pessoas da casa no mesmo recipiente facilita a contaminação cruzada das bactérias da boca de outras pessoas”, pontua. A orientação é que cada um use uma capinha protetora, recipientes diferentes ou recipientes separadores.

4 - Usar a mesma escova após quadros infecciosos

“Principalmente no cenário atual, é fundamental trocar a escova de dentes no começo e no final de um ciclo de doença, seja ele causado pelo vírus influenza, rinovírus ou COVID-19. Esse processo evita maiores chances de reinfecção e de proliferação desses tipos de micro-organismos nas escovas”, alerta.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade