Publicidade

Estado de Minas AUTOCUIDADO

Rotina diária de beleza na quarentena

Ter um tempo reservado só para você é um gesto de carinho e amor. Essa ação é essencial para lidar melhor com o desafio desta pandemia. Melhora o astral, faz bem à saúde e à autoestima


postado em 12/07/2020 04:00 / atualizado em 11/07/2020 22:04

(foto: Alexandr Ivanov/Pixabay )
(foto: Alexandr Ivanov/Pixabay )


Há quem simplifique a pura vaidade. Outros, futilidade, frivolidade. No entanto,  o autocuidado nada mais é do que a atenção que você dedica a você mesmo. Um carinho com benefícios para o físico, a mente e as emoções. A rotina da vida normal já preenche quase todo o tempo com tarefas acumuladas para terceiros. Para ter qualidade de vida e conquistar o bem-estar, mesmo enfrentando a pandemia do novo coronavírus, e todo o caos instalado, é fundamental saber reservar parte das horas para desacelerar e cuidar de si.

Já pensou o quanto faz só por você no dia a dia? Quais gestos tem feito para lhe trazer boas energias e prazer e que refletirão em você e no outro? Se não entendeu ainda, estar bem, fazer o bem para você, vai propagar para seu entorno, contagia.

Como é o sorriso, o astral e o prazer de se cuidar da empresária Cássia Ximenes, presidente da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG). Ela conta como está tentando se virar em casa. Pintando ela mesma os cabelos, arriscou até cortar as pontas baseado num tutorial da internet. “Ia com frequência ao salão e agora estou há 100 dias em casa. Tenho feito cachos, dando uma finalização e ficado bacana. Já fiz mil receitas de hidratação caseira usando de café solúvel a gema de ovo, de óleo de coco a cremes caros de marca. Maquiagem não é problema. Rímel, delineador e batom sempre. Hidratante no rosto.”
 
 
(foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)

"Como diria minha avó: quem não se enfeita, se rejeita. Era uma sábia"

Cássia Ximenes, empresária


Afinal, ressalta a empresária, home office não é férias. A necessidade de chamadas de vídeo e reuniões virtuais o dia inteiro requer uma apresentação da imagem, da mesma forma dos encontros presenciais. “Tenho igual cuidado comigo e com o outro. Afinal, a imagem continua valendo por mil palavras”, diz.

Você sempre tem de estar em primeiro lugar. Não é egoísmo, egocentrismo. Agindo assim saberá cuidar e olhar para o outro. Para quem já viajou de avião, sabe de cor esta orientação: “Em casos de emergência, máscaras de oxigênio cairão automaticamente à sua frente. Caso esteja acompanhado de alguém que necessite de ajuda, coloque primeiro a sua máscara para em seguida ajudá-lo”. Cuide-se antes de querer cuidar dos outros. Deveria ser filosofia de vida.

É o que Cássia Ximenes procura exercitar. Amar-se primeiro para amar os demais. É um aprendizado. Assim, nesta quarentena, ela tem desenvolvido outras habilidades. Menos uma, confessa, tem sido desafiada no dia a dia pelas unhas: “Nenhuma destreza para passar esmaltes. Então, as mantenho lixadas e com muita parcimônia tiro as cutículas de forma superficial”. Está feliz porque alcançou a meta de emagrecer na quarentena, faz 30 minutos de esteira de duas a três vezes por semana (não é tão fã), a alimentação é balanceada e começou uma série de exercícios dos “Cinco ritos tibetanos”. Meditação diária para manter corpo, mente e espírito alinhados e fortalecidos.

Automotivação e autocuidado impactam a vida pessoal e profissional. “Socorro ficar em casa de pijama o dia todo, ninguém merece. Talvez um ou outro domingo de frio. Tenho o hábito de ao acordar fazer um exercício de gratidão, espiritual, pego com o Espírito Santo, minha inspiração, para que seja a morada dele, e assim consigo levantar e sair da cama sem abandonar sonhos e metas mesmo diante da pandemia.”

Cássia não deixa de se arrumar. Vestir uma roupa bonita, acessórios, brinco, anel, só abriu mão do salto alto, constante em sua rotina. “Desci do salto, mas não deixei de lado os cuidados pessoais. Tudo isso é uma terapia, é gostoso se cuidar. E não posso esquecer que perfume é fundamental. Adoro pensar em todos os sentidos, do tato ao olfato. Ter a pele macia, o cheiro gostoso, em mim e também na aromatização dos ambientes. A intelectualidade também contribui, é autocuidado. Afinal, quando a vida voltar ao novo normal, a pandemia passar, quero ser um bom resultado de tudo isso.”

AMOR-PRÓPRIO 


Aline Mori, diretora de marketing de produtos de O Boticário, enfatiza que em cenário de tantas incertezas e angústias, o tempo dedicado ao autocuidado, de amor-próprio em casa, é algo valioso. A rotina de beleza ajuda as pessoas a se sentirem melhores. Segundo ela, essa é uma forma de se olhar, se explorar e, a partir daí, refletir o que temos de mais belo por dentro. “Os produtos de beleza são aliados. É inspirador encarar isso com um momento de reflexão.”

Para Aline Mori, cada um, mulheres e homens, deveria valorizar esse ritual, ainda mais neste período de isolamento social. “Permitam-se usar um creme, passar perfume para ficar em casa, reforçar a hidratação ou tratar os cabelos. E por que não aproveitar o tempo livre para se maquiar, treinar aquele contorno ou delineado que você sempre quis aprender? Isso é muito poderoso. Não só porque ajuda a aliviar a tensão, mas porque aumenta a autoestima e faz você se conectar ainda mais com você mesma. Quando tudo isso acabar – e vai acabar – estaremos ainda mais bonitas e nos amando ainda mais.”





receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade