Publicidade

Estado de Minas FORÇA FEMININA

Depois de ser curada de grave doença, mulher se dedica a ajudar outras ao redor do mundo

A russa Ladamira, lendária guardiã das tradições eslavas e sabedoria antiga feminina, marca presença em seminário na capital mineira


postado em 24/09/2019 15:00 / atualizado em 24/09/2019 15:00

Ladamira promove o seminário Cura da ancestralidade feminina em BH(foto: Reprodução da internet)
Ladamira promove o seminário Cura da ancestralidade feminina em BH (foto: Reprodução da internet)
Desesperada, depois de um diagnóstico de leucemia em estado avançado, Ladamira se conecta à ancestralidade feminina na esperança de viver. “O meu movimento surgiu quando quis muito viver, quando os médicos me passaram o diagnóstico e disseram que eu morreria em três meses. Então, encontrei métodos não oficiais de cura pelo poder da linhagem”, lembra. Ela explica como foi seu contato com esse tipo de tratamento. “Durante longo tempo, estudei o método e, graças a ele, me conecto à psicologia científica e aos métodos antigos, o que possibilitou o despertar da força que está na linhagem feminina, responsável pela cura”, explica. 

O projeto é realizado por meio do estudo da força feminina, que, segundo Ladamira, é a resposta para as catástrofes. “O programa poder da linhagem feminina se baseia na compreensão de que a energia feminina divina é predestinada a salvar o mundo, pois a força da mulher está no coração. E, justamente o amor, a diplomacia e a graça são o néctar que curará as feridas da nossa terra, que está tão preenchida com guerras “, exemplifica.

Ladamira elenca três forças básicas utilizadas no processo. “A primeira é a compreensão da sua missão, aqueles dons que existem em mim e minha linhagem, aqueles bloqueios que me atrapalham, aqueles rituais que vão me ajudar a alcançar meu objetivo. A segunda, é a liberação e purificação dos problemas repetidos, como doenças crônicas, solidão, dificuldade em se relacionar, problemas financeiros. E a terceira é o preenchimento com fé, por meio das próprias forças, pois temos rituais únicos”, esclarece.


 

Um caso de superação 

 
Ladamira revela um fato que marcou sua vida de sacerdotisa. “Uma mulher veio me encontrar, pedindo para ajudar seu filho, que estava doente, um menino de 4 anos, que tinha asma. Quando fiz o diagnóstico dela, o método único chamado diagnóstico do carma, vi que as sete gerações dos antepassados dela envolvia relacionamento ruim com parceiro. Surpresa, ela confirmou. Inclusive, me contou que foi largada com a mãe quando pequena, e o mesmo ocorreu com ela quando o filho nasceu", conta. “Dei então a ela um objeto de poder especial, que abre um destino feminino feliz. Convidei-a para nossa apresentação da prática feminina e depois pedi a ela que lesse Aventuras místicas, um livro que fala sobre cura. O tempo passou, ela me ligou e disse que havia mudado depois da prática, entendeu que odiava todos os homens na vida, inclusive o filho, por ser menino, realizamos o ritual da purificação do carma, da mágoa com os homens e com o filho dela. No dia seguinte, ele parou de tossir, ele se curou. Os médicos ficaram chocados, pois passaram quatro anos tentando curar o menino”, recorda Ladamira, emocionada. 

 

 Seminário em BH
 
A sacerdotisa, além de viajar o mundo para realizar palestras e seminários sobre o tema, também dedica a vida a ajudar entidades sociais, como lares de idosos, mulheres que sofrem violência e crianças abandonadas, por meio da força feminina que ela cultiva. E, agora, é a vez de as mulheres da capital mineira conhecerem esse método. "Convido todas as mulheres que desejam, por meio dos métodos antigos, se tornar saudáveis e encontrar suas almas gêmeas, se tornar bem sucedidas.” O pré-seminário ocorre nesta quarta-feira, 25, e conta com rituais de bênçãos para família. Já o seminário ocorre do dia 26 de setembro a 1º de outubro, e explora a força feminina para o poder da cura, estabilidade financeira e bons relacionamentos.


Serviço:

Seminário “CURA DA ANCESTRALIDADE FEMININA”
Inscrições pelo link: https://bit.ly/2kGtNCk
Endereço: Espaço despertar – Rua Helena Antipoff, 275, Santo Antônio – BH
Data: 26 de setembro a 1º de outubro 
 
 
 
* Estagiária sob a supervisão da subeditora Elizabeth Colares 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade