Publicidade

Estado de Minas ATIVIDADE FÍSICA

Crossfit personalizado conquista crianças, mas é preciso atenção

Modalidade tem chamado a atenção dos pais, mas é bom estar atento aos limites dos pequenos para que não venham sofrer as consequências de uma possível sobrecarga


postado em 23/09/2019 06:00 / atualizado em 20/09/2019 16:39

Os trigêmeos Helena, João Pedro e Sofia, de 8 anos, fazem as atividades na academia e gostam muito (foto: juArez rodrigues/EM/D.A Press)
Os trigêmeos Helena, João Pedro e Sofia, de 8 anos, fazem as atividades na academia e gostam muito (foto: juArez rodrigues/EM/D.A Press)


Um esporte derivado de outros, como atletismo, ginástica olímpica e levantamento de peso, que surgiu nos Estados Unidos, na década de 1990, o crossfit tem chamado a atenção de adultos ao redor do mundo. Mas agora é a vez de crianças aderirem à modalidade. Entretanto, é preciso ter atenção quando os pequeninos forem praticar a atividade.
 
“O crossfit pode sim, ser praticado por crianças, desde que passe por adaptações. Não pode ser aquele crossfit tradicional, como o dos adultos, em que carregam peso até o limite do corpo. O ideal é que a criança evite cargas muito altas, não pratique execução incorreta dos movimentos, mantenha a postura ereta e alto volume de treino. Evitando essas situações, conseguimos também evitar sobrecarga nas articulações e musculaturas envolvidas, a fim de minimizar os riscos de lesão”, alerta Victor Borges, fisioterapeuta da clínica Massoterapias Orientais.
 
Já o ortopedista Daniel Oliveira recomenda que qualquer atividade física que for praticada por uma criança precisa ser rigorosamente monitorada. “Uma sobrecarga das articulações e da coluna pode levar a problemas que os acompanharão para o resto da vida”, evidencia.
 
O crossfit kids nasceu baseado na modalidade voltada para adulto, como explica a educadora física Letícia Freitas de Carvalho. “Utilizamos a base do crossfit adulto (LPO, movimentos ginásticos e cardio), mas de maneira extremamente lúdica. Trazendo movimentos diferentes de forma segura, desafiadora e divertida para as crianças. A ideia surgiu por causa da demanda dessa nova geração. A geração Y, ou geração Milênio, é uma geração que gosta de dinamismo e de fazer o que está 'na moda'. O crossfit kids traz todo esse dinamismo quando se trata opções de exercícios e de demandas metabólicas, além de ser uma atividade que eles veem os pais e 'famosos' fazendo também.”
 
Segundo Letícia, a prática do crossfit kids auxilia no desenvolvimento mental e físico e é destinada para crianças de 7 a 14 anos. “As crianças devem praticar exercícios constantemente, para terem uma vida adulta saudável e com bons hábitos de atividade física. O crossfit kids vem como uma maneira divertida e atual de desafiá-las, mas principalmente com o intuito de oferecer experiências motoras diferentes, que é o que elas mais precisam nesta fase, em termos de desenvolvimento motor.”


BENEFÍCIOS


 
A nefrologista Flávia Carvalho é mãe dos trigêmeos Helena, João Pedro e Sofia, de 8 anos. Ela confessa que, no começo, ficou com medo, mas percebeu que não era nada além do que os filhos já estavam acostumados a fazer. “Na realidade, meus filhos praticam atividade física desde os 3 anos. Assim, não os matriculei especificamente para a aula, mas como ela é ministrada no período em que eles estão na academia, acabaram fazendo.”
 
Ela conta que teve receio de ser algo muito pesado fisicamente por eles serem crianças. “A imagem que tenho do crossfit é de pessoas musculosas levantando pneus de caminhão (rsrsrs). Mas eles gostam muito”, lembra a nefrologista. E as crianças não se arrependem de ter escolhido a modalidade. “Vi minha mãe praticando algumas atividades, decidi tentar e estou gostando, porque usa vários objetos e exercitamos em forma de brincadeira”, diz Helena. “Quis tentar porque era novo e gosto de coisas novas. Praticamos muito, subimos em corda, malhamos, e hoje sou o melhor em subir na corda”, conta João, animado. “Gosto bastante, faço novas amizades, os exercícios são bons. No começo, tive dificuldade de subir na corda, mas agora, é tranquilo”, diz Sofia.
 
Bruna, de 10 anos, pratica crossfit kids na mesma academia que a mãe, a arquiteta Renata Vilhena(foto: juArez rodrigues/EM/D.A Press)
Bruna, de 10 anos, pratica crossfit kids na mesma academia que a mãe, a arquiteta Renata Vilhena (foto: juArez rodrigues/EM/D.A Press)
 
 
Outra mãe que não se arrepende de ter matriculado a filha nas aulas é a arquiteta Renata Vilhena. A filha, Bruna, de 10, pratica o crossfit kids há um mês. “Ela fazia outras atividades, como funcional e taekwondo. Mas quando foi aberta a nova grade do crossfit para crianças, chamou nossa atenção e resolvemos matriculá-la. Claro que tive um pouco de receio, por ser mais radical e exigir certas habilidades, mas vi que era adaptado para crianças e bem tranquilo”, lembra. Mesmo com dificuldade no começo, Bruna está feliz com a escolha. “Chamou muito minha atenção, por ser uma aula nova, com novos objetivos, novos desafios. No começo, tive um pouco de dificuldade, como subir na corda e no caixote, mas depois me adaptei e percebi que poderia fazer um exercício de que não gosto de forma divertida e brincalhona”, relata.

* Estagiária sob a supervisão da subeditora Elizabeth Colares
 
 

3 perguntas para...

Otávio Melo -  Ortopedista 
 
O crossfit pode ser praticado por crianças?
Considerando o alto nível impacto e sobrecarga articular exigido por essa atividade, não se recomenda essa modalidade para crianças. Há riscos de lesões e dores que podem causar sequelas permanentes.

Quais cuidados a criança deve ter ao fazer exercícios? 
Em  primeiro lugar, os pais devem escolher uma atividade que a criança goste de praticar. Crianças devem estar sob supervisão  constante de adultos. Em caso de apresentar dores recorrentes ou  aumento de volume nas articulações, um médico deverá ser consultado.

Quais os  benefícios da atividade física para a  criança?
Os benefícios são inúmeros: socialização, desenvolvimento  neurológico e físico. Melhora da concentração, redução da obesidade, prevenção de  doenças da infância como a asma e bronquite e melhora da capacidade física.Crianças que praticam atividade física regular vivem mais e têm menor incidência de doenças crônicas. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade