Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Psicologia positiva

Como deixar nosso cérebro e mente mais felizes?

Somos o que nosso cérebro consegue "comunicar"


12/06/2022 09:05 - atualizado 12/06/2022 09:07

Ilustração para coluna da Sofia Bauer
(foto: Ilustração)

"Somos o que nosso cérebro consegue 'comunicar'. Ele se comunica por meio desses neurotransmissores amigos"



É possível estimular a felicidade?

Estudos de neurociência investigaram o que acontece quando estamos mais felizes. E as descobertas são incríveis, o que nos ajuda a fazer pequenos ajustes em nossa rotina e mudar tudo. Existem ações simples que podemos introduzir em nossa rotina que estimulam as células cerebrais, nossos neurônios, a produzirem serotonina, endorfina, dopamina, ocitocina, gaba. Você, em algum momento, já ouviu falar desses neurotransmissores – nossos amigos do peito! 

Pois é, a vida só se faz porque essas pequenas moléculas têm seu papel na regulação de nosso humor, ações e vontades. E muitas vezes, um estresse, uma pandemia, uma COVID pode atrapalhar e muito a produção e liberação dos neurotransmissores.


Estou indo na raiz do problema. Somos o que nosso cérebro consegue "comunicar". Ele se comunica por meio desses neurotransmissores amigos, que fazem cada um seu papel no cérebro, trabalhando nossa mente de forma a estar apta a todos os obstáculos, tornando-os desafios e nos dando um impulso com alegria de vencer os mesmos.

Mas, e se você tiver uma baixa em um desses amiguinhos cerebrais? Ou ter uma desregulação deles? O que pode ocorrer é desde uma simples irritação, uma insônia, uma depressão, um pânico, uma ansiedade a uma compulsão por compras, bebidas, comidas, jogos e muito mais, até mesmo adoecer cronicamente de doenças autoimunes.

Você deseja melhorar?

Siga então minhas sugestões abaixo:

Dopamina - é um neurotransmissor que dá um "empurrão" para conquistar algo. Ela é a sua motivação. Está relacionada ao primeiro passo, a tomar atitudes, a ter memória, a estudar, ter impulso na direção desejada do fazer algo novo, um sonho ou objetivo. 

Como estimular:

>> Meditar. Fazer exercícios físicos e yoga;

>> Definir metas a curto prazo – fáceis de serem cumpridas;

>> Estudar mais – traz um ânimo especial. 

Endorfina - tem uma potente ação analgésica e quando liberada estimula a sensação de bem-estar, conforto, melhor humor e traz alegria. 

Como estimular:

>>  Praticar atividade física do seu interesse e desejo;

>>  Dar boas risadas.

Serotonina - conhecida como o neurotransmissor da felicidade e do bem-estar. Promove relaxamento e pensamentos mais positivos. Traz o bom humor. É liberada sempre que realizamos algo de que gostamos, também quando somos reconhecidos em algo bom

Como estimular:

>>  Tome mais sol;

>>  Veja fotos de bons momentos, recorde-se de bons momentos;

>>  Consuma mais ômega 3 e triptofano;

>>  Divirta-se apreciando mais o belo, foque no que funciona;

>>  Faça yoga e medite.

Ocitocina - também é conhecida como oxitocina - ela tem a função importante da conexão, do amor, da ligação e regulação do bem-querer entre dois seres. Traz as sensações de prazer no corpo e a ligação afetiva que cria os vínculos do amor mais profundo. Sempre que gostamos de algo ou de alguém, liberamos este neurotransmissor, que funciona como wi-fi de corregulação, fazendo uma conexão entre um ser e outro (mãe e bebê ao amamentar, enamorados, pessoas admiradas etc.) 

Como estimular:

>>  Contato físico com quem ama - abraço, beijo, carinho;

>>  Presenteie pessoas queridas com qualquer coisa, como uma palavra, um doce, um mimo;

>>  Faça ações do bem - corrente do bem, ações solidárias.

Viu só?

Maneiras simples de melhorar seu bom humor e ter uma vida mais saudável.
Se gostou, passe à frente, pois muitas pessoas vão se descobrir aprendendo de forma fácil a ter uma vida mais feliz com pequenos gestos.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade