Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Faça uma escuta profunda

Pare, escute seu corpo, perceba a dificuldade de desacelerar, respire fundo e fique parado. Você vai se recuperar naturalmente


15/11/2020 04:00 - atualizado 12/11/2020 12:49


 
Em tempos de pandemia que nunca terminam, nossa energia e alegria se findam. Além de ter que ter muita paciência com o tal “novo normal”, precisamos ter ânimo para seguir em frente. Nada se sabe ao certo sobre esta COVID-19. Que bicho é esse que causa tamanha guerra no mundo? Deixa as estruturas abaladas e todos em estado de esgotamento nervoso?!
 
O aumento crescente de casos de depressão, bournout (esgotamento), pânico e brigas entre familiares, filhos adolescentes entediados, separação de casais e muito mais, tem sido uma constante.

Mas a maior constante tem sido a FALTA DE DESCANSO. Essa se torna a vilã da história no momento. Uma pessoa cansada não está em seu estado normal para tomada de decisões, trabalho, ou seja, lá o que for.
 
Quem pensa que ficar em casa, dar conta dos filhos, afazeres domésticos, trabalhar quase em tempo integral é bom, já desistiu dessa ideia e está voltando ao seu local de trabalho para ter um pouco de sossego. É de rir, mas é verdade, ir ao local de trabalho para se ter sossego, buscar a velha rotina, para se ter normalidade?! Essa é a verdade.
 
Do que todos precisamos? Descanso! O que não temos? Descanso em casa. Onde buscamos? No local de trabalho.Onde conseguimos fazer uma coisa de cada vez e assim, buscamos o velho local de trabalho para ter um tempo dedicado ao FOCAR em FAZER uma coisa de cada vez.

E aqueles que passaram a pandemia trabalhando no sufoco. O hospital, no caminhão de lixo, no supermercado, na farmácia e outros lugares que não pararam sua rotina, esses podem dizer “estou exausto”. Quero férias e todos vão dizer mais que merecidas. Até eu mesma. E além disso, são nossos heróis de guerra.

Mas, infelizmente, ficar em casa não foi dife- rente. Houve uma guerra silenciosa e diferente. Mudança de hábitos, vigilância, trabalho extra etc. O que veio foi uma tremenda falta de descanso.

O que o corpo pede urgente – por favor, me deixe em silêncio, quieto e em paz. Preciso ficar em silêncio. Chamo isso de ESCUTA PROFUNDA. Um momento que você vai reservar a si mesmo, num lugar quieto, em que você consiga se relaxar.

Divida as tarefas de casa de forma que um ajude o outro. Assim, num casal, um fica com as crianças enquanto o outro descansa um pouco. Ou faça um acordo, filminho para filhos ou aulas dos filhos e seu tempo de descanso por alguns minutos.

Separe meia hora de seu dia para baixar a guarda. Ficar em silêncio e se escutar. O que seu corpo pede – silencie. Pare, escute seu corpo, perceba a dificuldade de desacelerar, respire fundo e fique parado. Você vai se recuperar naturalmente.
 
A ESCUTA PROFUNDA só conseguimos no silêncio profundo.
Ela nos traz o equilíbrio. Você pode fazer uma escuta profunda caminhando no parque, deitado na rede, escutando música, apreciando o belo, ou simplesmente fechando seus olhos e se deixando ficar quieto.

Quando ficamos em silêncio escutamos aquela voz suave que vem de dentro nos aconselhando, limpando nossa mente, trazendo o aconchego, o conforto.
 
Nessas horas, temos brilhantes ideias, recuperamos nossa saúde física e mental e mandamos uma mensagem ao nosso corpo, de que agora nos equilibramos. Pois estamos em estado de guerra – luta ou fuga. Quando não, alguns já se congelaram no medo, no desamparo e nem acreditam em mais nada.

Antes que você adoeça, pare e vá buscar sua escuta profunda. Ouça o que seu copo pede. Escute sua alma e veja que pode caminhar mais devagar e voltar a sentir a vida em cada detalhe.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade