Publicidade

Estado de Minas O FATO EM FOCO

Delegado Edson Moreira atua em Julgamento em Fórum de São Paulo

Policial aposentado estreia como assistente do MP em tribunal que decide o destino de réu acusado de homicídio qualificado contra um homossexual


31/08/2021 21:35 - atualizado 31/08/2021 21:56

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
O julgamento do cozinheiro Fúvio Matos nesta quarta-feira (01/9) promete movimentar o Fórum da Barra Funda, na capital paulista. 
 
Ele é acusado de matar o cabeleireiro Plínio Henrique de Almeida Lima, em dezembro de 2018, a golpes de canivete. O Ministério Público denunciou o cozinheiro por homicídio qualificado. 
 
O delegado aposentado Edson Moreira, que ficou famoso no país pela investigação do Caso Bruno, em 2010, fará sua primeira atuação como assistente do Ministério Público, ao lado de Marco Antônio Siqueira, que também atuou no Caso Bruno , e de Ângelo Carbone, que, na época, foi defensor do ex-goleiro Bruno Fernandes, e depois foi destituído do cargo. 
 
O julgamento já foi adiado duas vezes(foto: Reprodução)
O julgamento já foi adiado duas vezes (foto: Reprodução)
 
 
O julgamento já foi adiado duas vezes. 
 
Edson Moreira fala sobre o Tribunal, e traz à baila informações que ainda estavam obscuras sobre o sumiço e morte de Elisa Samúdio. Confira.
 
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade