Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DO JAECI

Exclusivo: Cuca tem amplo retrospecto contra argentinos

'O Galo, mesmo com um time que considero limitado, neste momento é superior ao Boca, e tem todas as condições de avançar'


01/06/2021 14:30 - atualizado 01/06/2021 16:19

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
O técnico Cuca, em conversa com esse colunista, após o sorteio, definiu dessa forma: “Jogo equilibrado. Meio a meio. Não digo que há favorito. São duas grandes equipes. E como a competição parou, os times podem se preparar melhor para o recomeço, em julho”. Cuca tem histórico quando enfrenta o Boca. Ele diz que só tem duas derrotas contra os argentinos: “sempre que vou lá na Argentina, eles falam disso. Tenho sorte contra o Boca, e sei jogar contra os times de lá."



O retrospecto dele é de 13 jogos, 8 vitórias, 3 empates e apenas 2 derrotas. "Na última Libertadores, vencemos por 3 a 0, na Vila Belmiro, e empatamos em 0 a 0 em La Bombonera, e chagamos á final. Vamos nos preparar para avançar”. O Atlético Mineiro vai pegar o Boca Juniors nas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América. Neste momento, vejo o Galo superior, com todos os seus problemas. O Boca tem sido derrotado por equipes brasileiras. O Galo, mesmo com um time que considero limitado, neste momento é superior ao Boca, e tem todas as condições de avançar.

Se isso acontecer, pegará o vencedor de Ríver Plate x Argentino Juniors, e, nas semifinais, poderá encarar Palmeiras ou São Paulo, caso um deles avance. Ou seja, o time mineiro não terá moleza pela frente. Em compensação, se passar por todos os adversários, chegará muito forte para a final. E, vale lembrar que poderemos ter Atlético x Flamengo na final, em novembro, no estádio Centenário, em Montevidéo, quem sabe, com público. Acho que o Galo fez a sua parte, conquistando 16 dos 18 pontos possíveis, e ficando em primeiro geral. Sorteio é assim.

Esses são os confrontos das oitavas-de-final da Libertadores: Defensa Y Justicia x Flamengo. Boca Juniors x Atlético Mineiro. Universidade Católica x Palmeiras. Cerro Portenho x Fluminense. Vélez Sarsfield x Barcelona de Guaiaquil. São Paulo x Racing. Ríver Plate x Argentinos Juniors.  Olímpia x Internacional. O chaveamento ficou assim: Se o Galo passar pelo Boca, vai pegar Ríver ou Argentinos Juniors. O Flamengo, se passar, vai pegar Olímpia ou Internacional. Teremos grandes confrontos. E Galo x Flamengo só poderá acontecer numa possível final. O lado do Galo ficou muito pesado. Poderemos ter Fla x Flu numa semifinal. Poderemos ter Galo x São Paulo numa semifinal. Enfim, teremos confrontos maravilhosos.

Imaginem o Estádio Centenário, em Montevidéo, recebendo Galo x Flamengo na final da Libertadores? Seria fantástico. É intenção da diretoria alvinegra, contratar mais dois grandes jogadores, que poderão chegar ainda este mês. O objetivo é ganhar a Libertadores e partir em busca do Brasileirão, grande sonho da torcida. Como tem um grupo numeroso, o Galo pode pôr alguns jogadores na troca de possíveis reforços. Savarino está na boca para ir embora. Tem uma proposta segura. Nathan, Hyoran, Sasha e Vargas poderão servir como moedas de troca. Enfim o Galo não está parado no que se refere ao mercado de jogadores.

Torcedor alvinegro. Não desanime. Essa Boca, atualmente, não é aquele bicho papão, mas, é claro que os argentinos têm uma raça incomparável e sabem jogar os mata-matas. Porém, é preciso analisar com frieza, e, neste momento, vejam bem: neste momento, o Galo é superior ao Boca. Como os próprios jornais argentinos colocaram em suas manchetes: “os times argentinos temem pegar o Galo”. E é justamente isso que vai acontecer. No caminho do Galo há ainda Ríver, Argentinos Juniors, Racing, São Paulo, Palmeiras, dependendo dos confrontos dessas equipes. Libertadores é isso. Não tem jogo fácil, e, dessa forma a competição fica mais equilibrada, qualificada e emocionante. Neste momento, sou mais o Galo! Porém, vale lembrar que a competição só recomeçará em 13 de julho. Até lá, as equipes podem se fortalecer, inclusive o time mineiro.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade