Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Ministro da Saúde ganha máscara para entrar na Santa Casa de BH

Ministro da Saúde visitou o 10º andar, onde fica o Centro de Terapia Intensiva (CTI), no qual começou o fogo


02/07/2022 04:00 - atualizado 02/07/2022 07:18

Marcelo Queiroga chegou sem máscara à Santa Casa e recebeu uma para circular na instituição
Marcelo Queiroga chegou sem máscara à Santa Casa e recebeu uma para circular na instituição (foto: JAIR AMARAL/EM/D.A.PRESS)

“Daqui a quatro anos, a gente vai ter gente nova disputando eleições. Vai ter gente nova sendo candidato a presidente. O que eu quero é deixar o país preparado, o que eu quero é lutar contra a fome, a miséria e a pobreza. O que eu quero é gerar emprego, diminuir a inflação e aumentar o salário.”

A declaração é do pré-candidato à Presidência da República Federativa do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele afirmou ainda que não pensa em se reeleger em 2026, caso vença o pleito de outubro deste ano.

O petista acrescentou: “Não vou ser o presidente da República que está pensando na sua reeleição. Vou ser o presidente que ficará pensando em governar este país por quatro anos. E deixar ele tinindo, tinindo”.

Já o general Walter Braga Netto foi exonerado da assessoria da Presidência da República nesta sexta-feira. O militar é cotado para ser vice do presidente Jair Messias Bolsonaro (PL) nas eleições deste ano. Para concorrer à vice-presidência, Braga Netto não poderia estar em cargo público.

Ele é hoje um dos militares mais próximos do chefe do Executivo federal, inclusive já foi minitro da Defesa do atual governo.

O posto dele será assumido por José Vicente Santini, que estava na Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública. E é oficial. A troca já foi publicada na edição no Diário Oficial da União (DOU) de ontem.

Para lembrar, José Vicente Santini já ocupou o cargo de secretário-adjunto da Casa Civil da Presidência da República e foi exonerado em janeiro de 2020, isso mesmo, dois anos atrás, pelo atual presidente da República. Foi depois de ele ter usado um voo da Força Aérea Brasileira (FAB) para acompanhar a comitiva presidencial em viagem oficial à Índia.

Ainda ontem, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, visitou o 10º andar da Santa Casa de Belo Horizonte, onde fica o Centro de Terapia Intensiva (CTI), no qual começou o incêndio na última segunda-feira. Ele chegou ao hospital sem máscara e perguntou à equipe que o acompanhava se o uso era necessário.

Antes de entrar no prédio, o ministro recebeu uma proteção facial para que pudesse fazer a visita. Já com ela, Marcelo Queiroga anunciou a liberação de R$ 10 milhões para a reconstrução de leitos da instituição da capital mineira.

Nova delegacia

Foi inaugurada em Belo Horizonte, a Delegacia Especializada na Investigação e Repressão a Crimes Rurais e Roubos de Carga, criada por meio da lei do deputado Antônio Carlos Arantes (PL). O prédio, que fica no bairro Gameleira, em Belo Horizonte, foi destinado pelo Governo de Minas à Polícia Civil. Ele também passou por obras orçadas em R$ 950 mil, que foram doados pela iniciativa privada, isso mesmo, não houve gastos de recursos públicos, o que é raro nas questões políticas.

Proteção no campo

Tudo foi realizado sob a supervisão do delegado-chefe de polícia, Joaquim Francisco Neto, pelo delegado-geral de Polícia, Márcio Naback e ainda pelo chefe do Departamento Estadual de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio, Kleyverson Rezende. “Essa delegacia é de grande importância para o agronegócio e para o transporte de cargas no Estado. Vamos aumentar a proteção a quem trabalha no campo”, ressaltou o deputado Antônio Carlos Arantes do Partido Liberal (PL) que tem extensa carreira política.

Com segurança

“A partir de hoje, a Ucrânia pode exportar eletricidade para o mercado da União Europeia (UE)”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, pelo Twitter. Ela considerou esse passo uma vitória para os dois lados. “Isso trará uma fonte adicional de eletricidade para a UE. E uma receita muito necessária para a Ucrânia”. O fato político é que a Ucrânia começou a exportar eletricidade de maneira significativa para a União Europeia (UE), por meio da Romênia. O anúncio foi feito pelo presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Curto-circuito

O custo da energia elétrica no Ceará, considerado abusivo pela população, foi debatido, ontem, em Fortaleza pela Comissão de Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC). Autor do requerimento para a audiência pública, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) declarou que o estado tem uma das contas de luz mais caras do mundo, resultando em muitas reclamações nos órgãos de defesa do consumidor. Girão disse que, se for preciso, também apresentará requerimento que aprofunde o assunto.

Vai vigiar

“O Supremo Tribunal Federal permanecerá vigilante e sempre à altura de sua mais preciosa missão, a de guardar a Constituição Federal e zelar pela segurança jurídica, com atenção ao sentimento constitucional da população brasileira e mantendo a sua vigilância suprema em prol da higidez da realização das eleições no nosso país”, alertou o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), na solenidade que marca o início do recesso forense e é realizada regularmente no plenário da corte, em Brasília.

Pinga-fogo

Em tempo, sobra nota Com segurança: a Ucrânia estava ligada à rede elétrica russa até o início da invasão, em 24 de fevereiro, tendo operado de forma autônoma até meados de março, quando foi associada à rede europeia, o que deve ajudar o país a manter o funcionamento apesar da guerra.

Mais um Em tempo, da nota Vai vigiar: em julho, só casos urgentes serão analisados pelo STF, que retomará os julgamentos em agosto. Fux indicou que a pauta deve ser retomada com a análise de questionamentos das alterações recentes na Lei de Improbidade Administrativa.

E tem mais ainda da nota Vai vigiar: outros julgamentos na pauta de agosto envolvem os direitos à educação básica, à saúde, ao transporte e ao sigilo de dados pessoais, bem como temas de direito ambiental e trabalhista, disse o ministro do STF Luiz Fux.

Tem mais só que agora é da nota Curto-circuito: um pacote de iniciativas da Enel Distribuição Ceará é esperado para os próximos dez dias como resultado da audiência. Alguns debatedores sugeriram medidas como a revisão de contratos de concessão.

Diante de tudo isso, é o suficiente por hoje. Bom fim de semana a todos. FIM!


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade