Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

José Datena elogia Bolsonaro e desiste de candidatura ao Senado

''Queria deixar a minha palavra de carinho para o presidente da República, mas pensei bem e resolvi seguir meu caminho, disse ele''


01/07/2022 04:00 - atualizado 01/07/2022 09:00

Datena desistiu mais uma vez de entrar na política
Datena desistiu mais uma vez de entrar na política (foto: INSTAGRAM/REPRODJÇÃO)

Em mais um decreto publicado, ontem, no Diário Oficial da União (DOU), o presidente da República  criou um programa de proteção dos profissionais de segurança pública e defesa social. É praia dele, fica à vontade com eles.

Basta acrescentar que entre os agentes de segurança pública, estão policiais e agentes penitenciários, considerados parte importante da base eleitoral do presidente Jair Messias Bolsonaro (PL). Eles já deram em inúmeros acontecimentos, alguns bem violentos nas ações.

E como não poderia deixar de ser, Bolsonaro sancionou a medida. As futuras medidas de promoção dos direitos humanos não foram detalhadas pelo governo. Entre os objetivos do programa, está a diminuição da “vitimização e do suicídio” dos profissionais.

Entre os agentes de segurança pública, estão policiais e agentes penitenciários, que são considerados parte importante da base eleitoral do presidente Jair Messias Bolsonaro (PL), que sancionou a medida.

Já com o apresentador não deu muito certo. José Luiz Datena anunciou na tarde de ontem que desistiu de candidatar ao Senado por São Paulo. Ele entraria de férias de seu programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, mas apareceu para trabalhar normalmente e comunicou que continua à frente da atração.

“Agradeço pelo carinho, mas não foi por parte dele que não deu certo”, afirmou Datena. “Em primeiro lugar, eu queria deixar minha palavra de carinho para com o presidente da República, que ontem de manhã deu declaração que tinha me escolhido como candidato ao Senado em São Paulo”, completou.

O apresentador da TV Bandeirantes já foi filiado a vários partidos nos últimos anos e já foi também cotado para concorrer a diversos cargos, sempre desistindo da candidatura na reta final das alianças políticas. Ele faz o seu comercial e na última hora chispa fora.

Tanto que José Luiz Datena disse que o último cara em que votou foi no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). E depois do Lula não votei mais em ninguém. Só justifiquei. Eu não sou responsável por boa parte do Brasil que está aí”.

Para encerrar: “Eu fechei com o Datena”, havia dito o presidente da República Federativa do Brasil, Jair Messias Bolsonaro (PL). Ficamos assim então por hoje.

Queixas e pedidos

Na quarta edição do Assembleia Fiscaliza, que busca aprimorar a função Fiscalizadora da Assembleia Legislativa (ALMG), o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, levou para o gabinete alguns deveres e queixas. O presidente da Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias Mineiras, deputado João Leite (PSDB), lamentou sobre o serviço prestado pela Vale na linha Vitória-Minas. “Há muito tempo, os usuários do serviço estão sendo obrigados a descer na estação de Antônio Dias, no Vale do Rio Doce, e completar a viagem de ônibus.

Por nos trilhos

Tudo por problemas de linha. “Já reivindiquei também investimentos em trens metropolitanos, já que a nossa Região seria a única das seis maiores do país a não contar com essa modalidade de transporte”, disse ainda o deputado João Leite ao comentar ainda a importância da criação de uma linha férrea ligando Varginha a Lavras, no Sul de Minas. “Assim seria multiplicada a capacidade para escoar as sacas de café produzido em Minas Gerais pelo porto seco de Varginha”.

Corajosa ela

“Com o coração cheio, aceito a solene responsabilidade de apoiar e defender a Constituição dos Estados Unidos e de administrar a justiça sem medo ou favor”, declarou Ketanji Brown Jackson, que agora é a primeira juíza negra da história da Suprema Corte dos Estados Unidos da América (EUA). E terá muito trabalho, já que ela assume em um momento de decisões polêmicas tomadas por magistrados conservadores como o aborto e, o pior, posse de armas. Os norte- americanos conservadores vão ficar no pé dela, pode esperar para ver e crer.

E tem protesto

Convidados para dar uma palestra sobre cotas raciais e financiamento das universidades, o vereador e pré-candidato a deputado federal Fernando Holiday e os pré-candidatos a deputado estadual Leonardo Siqueira e Lucas Pavanato, todos do partido Novo, foram alvo de protesto na Unicamp. Estudantes ocuparam o espaço para o evento, e a palestra acabou sendo cancelada. Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver um grupo de alunos gritar em coro: “Recua, fascista, recua, a Unicamp nunca vai ser sua”. Antes tarde que nunca, vale o registro. Os “Novos” ainda aprendem.

Por fim…

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deverá atingir crescimento de 1,8% este ano, chegando a 1,3% de crescimento em 2023. A estimativa é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que divulgou, ontem, a Visão Geral da Conjuntura, análise trimestral da economia brasileira.  De com o instituto, o destaque será para o setor de serviços, com estimativa de alta de 2,8%, enquanto os setores de agropecuária e industrial devem mostrar relativa estabilidade. Do lado da demanda, a projeção de crescimento do consumo das famílias ficou em 1,6% para este ano.

Pinga-fogo

Em tempo, sobre a nota Corajosa ela: Ketanji Brown assume o cargo em um momento conturbado para a Suprema Corte, que vem aprovando decisões polêmicas aprovadas por juízes conservadores que pretendem atacar os direitos das mulheres.

Bastam alguns exemplos, só nas duas últimas semanas, os magistrados conservadores, sendo que três deles indicados pelo ex-presidente republicano polêmico Donald Trump conseguiram derrubar o direito constitucional ao aborto no país.

O presidente Jair Messias Bolsonaro (PL) foi surpreendido nesta quinta-feira durante um evento em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, quando entregava moradias populares do programa Casa Verde e Amarela, aquele que era o petista Minha Casa, Minha Vida, que é bem melhor.

Já durante o discurso à plateia presente, Bolsonaro perguntou e certamente não saiu satisfeito: “O que falta para nós é sermos felizes e aproveitarmos?”. Neste momento, uma pessoa não identificada da plateia gritou: “Lula vai voltar”.

Hoje é sexta-feira, o fim de semana está quase chegando, quem sabe as notícias melhoram? Vale torcer. Sendo assim, lá vem o já manjado… FIM!
 



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade