Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Que o Natal consiga mudar o atual cenário de resistência a vacinar crianças

''Com esse gesto, o Brasil contribui com o objetivo de salvar vidas e dá mais um passo para a superação da pandemia da COVID-19''


25/12/2021 04:00 - atualizado 25/12/2021 06:59

Contrariando orientação do governo, estados não vão exigir receita médida para vacinar crianças
Contrariando orientação do governo, estados não vão exigir receita médida para vacinar crianças de 5 a 11 anos (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
“Infelizmente há quem ache natural perder a vida de vocês, pequeninos, para o coronavírus. Mas com o Zé Gotinha já vencemos a poliomielite, o sarampo e mais de 20 doenças imunes–preveníveis. Por isso, no lugar de dificultar, a gente procura facilitar a vacinação de todos os brasileirinhos.

E é esse recado que queremos dar no dia de hoje, véspera de Natal: quando iniciarmos a vacinação de nossas crianças, avisem aos papais e às mamães: não será necessário nenhum documento de médico recomendando que tomem a vacina. A ciência vencerá. A fraternidade vencerá. A medicina vencerá e vocês estarão protegidos”.

Tudo isso vem do presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Eduardo de Oliveira Lula, que divulgou mais uma carta, ontem, isso mesmo na sexta–feira, véspera do Natal, em que afirma que os estados não vão exigir pedido médico para a vacinação de crianças.

Antes de dar início às comemorações do Natal, parte da população de Belo Horizonte fez uma parada importante ontem. Muita gente aproveitou a manhã para tomar a vacina contra a pandemia da COVID-19. É isso mesmo, melhor detalhar.

A campanha foi mantida neste recesso. Os convocados da vez são gestantes, puérperas, pessoas com deficiência permanente e com síndrome de Down maiores de 18 anos, eles também receberam a dose de reforço.

Os pontos de vacinação também oferecem a repescagem de segunda dose de Pfizer para a faixa de 30 a 12 anos. O médico veterinário Lucas Queiroz, de 26 anos, apareceu para a repescagem da segunda dose da Pfizer. “É um presente que damos a nós mesmos e ao próximo, já que a vacina é um pacto coletivo de proteção”.

“Desde o surgimento do novo coronavírus, a diplomacia da saúde brasileira tem priorizado a promoção de iniciativas de solidariedade internacional, a fim de alcançar soluções para a crise sanitária, que afeta a todos os países. Com esse gesto, o Brasil contribui com o objetivo de salvar vidas e dá mais um passo para a superação da pandemia da COVID-19”.

O fato é que o Brasil anunciou a doação de 500 mil doses de vacinas contra pandemia da COVID-19 ao Paraguai, país vizinho.
Diante de tudo isso, só resta torcer para que as crianças cresçam em um cenário mais otimista daqui pra frente.

Sem descanso

Engana-se quem acredita que o trabalho do senador mineiro Antonio Anastasia se encerrou no Congresso Nacional com sua eleição para o Tribunal de Contas da União. Até tomar posse no cargo, em fevereiro, ele continua trabalhando e apresentando resultados. Na última semana, por exemplo, o Plenário do Senado aprovou projeto de lei apresentado por Anastasia, que regulamenta e dá segurança jurídica às associações de municípios. Essa lei foi a que confirmou o acordo da União com os estados por causa das perdas ocorridas com a Lei Kandir.

Energia limpa

A Câmara dos Deputados aprovou o avanço do uso da energia solar e quem comemorou foi o deputado Gil Pereira (PSD-MG). Estima-se que, em 2024, o território brasileiro contará com aproximadamente 887 mil sistemas de energia solar ligados à rede, estabelecendo uma maior economia em relação às distribuidoras convencionais, além da manutenção e preservação ambiental do país. E Gil ressalta: “Traz a possibilidade de destravar dezenas de bilhões de investimentos até 2030 em geração de energia renovável, solar além de gerar milhares de empregos verdes”.

Pelé poliglota

A foto sorrindo não é a toa. Como eu havia lhes prometido, vou passar o Natal com a minha família. Estou voltando para casa. Obrigado por todas mensagens de carinho. Ainda o registro sobre o Rei do Futebol, Pelé o poliglota. Tudo isso no Instagram. “My family. I'm coming back home. Thanks for all the kind messages. The king of football. The smiling photo is not for nothing. As I promised you, I will spend Christmas with my family. Register about” Edson Arantes do Nascimento.

Os estragos

O deputado estadual Doutor Jean Freire (PT) peregrinou por cidades dos vales do Jequitinhonha e Mucuri, para ver de perto os estragos causados pelas fortes chuvas. Segundo o vice-presidente da Assembleia Legislativa, que é médico, pediu ao governo o envio adiantado dos recursos do acordo com a Vale. Ou seja, isenção das tarifas de água, esgoto e energia elétrica e por aí vai. O parlamentar citou, por exemplo, a suspensão da cobrança do ICMS e ações emergenciais para reparar as estradas que ficaram danificadas pelos temporais.

Para encerrar

“O ministro Gilson Machado Neto foi imunizado e estava com o certificado. No entanto, na ocasião, algumas das pessoas que o acompanhavam estavam sem o certificado em mãos e não poderiam entrar, o que fez o ministro cancelar a visitação. Cabe ressaltar que o ministro é contrário a qualquer medida de segregação entre brasileiros ou que vá contra o direito de ir e vir do cidadão.” Ao entrar em um estabelecimento fechado, o cidadão tem de provar que tomou as duas doses do imunizante. Foi o que ocasionou o cancelamento o seu acesso ao estabelecimento.

Pinga-fogo

E tem mais do futuro ministro do TCU: “Outra boa notícia é que o leilão de petróleo garantirá recursos adicionais de R$ 4 bilhões para os estados por causa da Lei Complementar 176/2020, que foi relatada por Anastasia”.

Em tempo: Gilson Machado Guimarães Neto, mais conhecido como Gilson Machado, é um empresário e político brasileiro filiado ao Partido Social Cristão (PSC). Atualmente é ministro do Turismo do Brasil, no governo do presidente Jair Messias Bolsonaro (PV).

A Zona de Convergência do Atlântico Sul se configura sobre o Brasil nesta sexta-feira (ontem), véspera de Natal, e favorece a formação de nuvens muito carregadas no centro-norte do Brasil. A tendência é de muita chuva nestas áreas.

E melhor se precaver, já que muitos transtornos podem acontecer ao longo dos próximos dias. Enquanto isso, o ar mais seco atua sobre parte do centro-sul do país e deixa o tempo firme no fim desta semana.

Diante disso, é o suficiente por hoje. Um BOM NATAL a todos com a família. É isso que vale a pena no atual cenário político. FIM
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade