Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Presidente Bolsonaro terceirizou inauguração de fábrica de biogás

Chefe do Executivo esteve em agenda presidencial no interior de São Paulo


17/10/2020 04:00 - atualizado 17/10/2020 06:58

Bolsonaro deve participar de evento militar hoje no Rio de Janeiro(foto: MARCOS CORREA/PR)
Bolsonaro deve participar de evento militar hoje no Rio de Janeiro (foto: MARCOS CORREA/PR)


Primeiro, deu um gás ontem o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), ao participar da inauguração de fábrica de biogás da empresa Raízen, em Guariba, uma cidade do interior de São Paulo. O presidente esteve na inauguração de fábrica de biogás da empresa Raízen, em Guariba, interior de São Paulo, mas terceirizou.

Quem detalhou foi o ministro de Minas e Energia, o almirante de esquadra Bento Albuquerque: “O biogás e o biometano, além de utilizados para geração de energia elétrica, podem também substituir o óleo diesel nos ônibus, caminhões e máquinas agrícolas. Ou mesmo, no caso do biometano, ser injetado na rede de gasodutos, sendo consumido como substituto do gás natural”.

A unidade será a primeira em escala comercial no mundo a usar a conversão da torta de filtro e da vinhaça para gerar energia elétrica usando subprodutos da produção de etanol e da cana-de-açúcar. De São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro viajou para Porto Real, no Rio de Janeiro. Hoje, a previsão é de que ele participe de mais um evento militar na cidade.

Então, chama que o suplente vem aí, para mudar de assunto e trazer um detalhe familiar. Nada a ver com os filhos encrencados do presidente. Trata-se de outro filho. O pai dele corre sério risco de se afastar do mandato de senador.

É ele mesmo, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que se for afastado ou até mesmo cassado no plenário, quem assume é Pedro Arthur Rodrigues, seu filho. Para os parâmetros do Senado, é bem jovem, de fato um novato nos dois sentidos. Ele tem 41 anos.

Para atualizar o cenário, é melhor trazer o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que ontem avisou ser necessário “esperar”. Ou seja, adiou. É só essa a atualização. Basta o que ele argumentou: “Nós precisamos aguardar a informação completa dos fatos que motivaram a investigação judicial, que motivaram a operação da Polícia Federal, para que a gente possa agir tomando ciência dos fatos”.

O senador acrescentou a necessidade de deixar claro como será “poder posicionar o Senado Federal e, preliminarmente, a Mesa Diretora do Senado”. Só depois, alega o emedebista, ver, de forma já detalhada, como “encaminhar uma posição para apreciação do plenário”. Sem nem tentar procurar os detalhes o senador ainda não achou, o jeito é encerrar por hoje. Afinal, o fim de semana chegou, quem sabe os políticos consigam arejar um pouco para os eleitores e, em especial, os contribuintes.

Sem retorno

O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), incluiu na pauta de julgamento em 27 de outubro a ação, por alegada improbidade administrativa, que atinge o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. “Caso não haja a cautelar de afastamento, o aumento exponencial e alarmante do desmatamento da Amazônia pode provocar o desmonte deliberado das políticas voltadas para proteger o meio ambiente.”

Ter proteção

Com base nos princípios da inafastabilidade da apreciação jurisdicional e da razoável duração do processo e por aí vai… Acrescenta o magistrado Ney Bello que isso “pode levar a floresta amazônica a um ponto de não retorno, ou seja, a floresta pode correr o risco não conseguir se regenerar”. Se tem  “desestruturação dolosa das estruturas de proteção ao meio ambiente”, nada a acrescentar. Só um registro, para ficar claro. Dolosa é quando o acusado tinha intenção do que estava fazendo.

DNIT em ação

As obras de duplicação e melhorias da BR-381/MG, no trecho localizado entre Belo Horizonte e Governador Valadares, estão com a licença de instalação renovada por mais quatro anos. A solicitação foi feita pelo Ministério da Infraestrutura, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e aprovada pelo Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam), vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad-MG). A licença obtida abrange toda a extensão de 303 quilômetros da rodovia, onde são realizadas as obras.

O gasoduto

“Darei um gás nesse trabalho, pois quero vê-lo bem-feito.” É expressão que parecia estar quase esquecida, mas quem a trouxe de volta foi o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), em evento da inauguração de uma planta de biogás, a usina da Raízen, em Guariba, São Paulo. “O Brasil, na parte econômica, é um daqueles que melhor tem saído dando uma resposta a essa pandemia. A nossa economia tem reagido muito bem, cada vez mais eu acredito na palavra, no trabalho do Paulo Guedes”. Já que incluiu a COVID-19, só resta torcer que dê certo. Mas é melhor esperar para crer.

A pesquisa

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) tem grande chance de vencer a disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) mais uma vez. Pode ser reeleito já no primeiro turno. Os percentuais indicam que ele tem 59% das intenções de voto de acordo com a pesquisa Ibope desta semana. O segundo colocado está bem distante dele. É João Vitor Xavier (Cidadania) com 7%. Para registro, o nível de confiança da pesquisa Ibope é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.


PINGA FOGO

  • A propósito da nota do DNIT: “A renovação tornará o empreendimento ainda mais atrativo para a concessão. Esse é mais um compromisso do governo federal em priorizar obras estratégicas, que vão levar mais segurança aos usuários”, ressaltou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. 
  • Os demais lotes da rodovia também passarão por obras de duplicação, mas o processo será realizado através do Programa de Concessões do Governo Federal. A expectativa é de que a rodovia seja concedida já no primeiro trimestre do ano que vem.
  • O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) afirmou que é bem-visto pelos profissionais do agronegócio por causa da maneira como a sua gestão atua. Melhor detalhar de uma vez. São os ruralistas, aqueles que pretendem desmatar a Amazônia do que preservar. Só que tem mais.
  • “É um ministério que não atrapalha a vida de vocês, muito pelo contrário, ajuda-os e muito. Relembrem, há algum tempo, como o Ibama e o ICMBio tratavam vocês e como esse tratamento hoje em dia é dispensado. Nós não criamos dificuldade para vender facilidade.” Ainda do presidente.
  • Diante disso, o jeito é encerrar por hoje. Não anda de fato encontrar boas notícias na política, mas a esperança, como sempre, é a última que morre. Melhor acreditar, o fim de semana chegou mesmo. Aproveite!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade