Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA

Reflexões sobre a mulher na vida profissional e pessoal

O preconceito e a discriminação também são modalidades de violência que devem ser combatidas pela sociedade como um todo


17/01/2021 04:00 - atualizado 14/01/2021 12:18




Interessante escrever sobre a mulher no desenvolvimento profissional e sua vida particular. Hoje, as mulheres estão consolidando cada vez mais a sua ascensão social na vida moderna e se fazendo cada vez mais presentes nas atividades políticas, administrativas e culturais da sociedade em geral.
 
A participação feminina vem se consolidando em definitivo em áreas que antes eram consideradas redutos exclusivos dos homens, não sendo raro encontrar mulheres policiais, delegadas, frentistas de caminhões, motoristas de ônibus, árbitras de futebol e tantas outras funções que antes eram eminentemente masculinas. Assim, é bastante atual o poema Mulher, de autor ignorado, que nos diz:
 
"No princípio eu era Eva / Criada para a felicidade de Adão / Mais tarde eu fui Maria / Que deu à luz ao que nos trouxe a salvação / Depois, passei a ser Amélia / A mulher de verdade / Que, para a sociedade / Não tinha qualquer vaidade / Mas eu sonhava igualdade / E então decidi: Não quero mais... / Quero a minha dignidade / Pois eu tenho ideais! / Hoje eu não sou só esposa ou filha / Sou pai, mãe, arrimo de família / Sou caminhoneira, taxista / Piloto de avião / policial / feminista / operária de construção ... / E ao mundo eu peço licença / Para atuar onde eu quiser / Meu sobrenome é competência / E o meu nome é MULHER .!!!"
 
Parabenizo todas as mulheres por suas conquistas pessoais e profissionais, que cada vez mais se destacam e fazem toda a diferença positiva em nossa sociedade. É importante reconhecermos que a dedicação feminina está gerando resultado positivo em todos os segmentos da sociedade; consequentemente, vem crescendo o número de mulheres em cargos de liderança.
 
Outra conquista recente que deve ser reconhecida por todos é a aprovação da Lei 11.340/2006, popularmente conhecida como Lei Maria da Penha. Essa importante lei criou mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, estabelecendo medidas para a prevenção, assistência e proteção às mulheres em situação de violência. Sem dúvida, a sua adoção rompe com o silêncio.
 
Por outro lado, apesar das conquistas dos últimos anos, a violência física não é a única que vitima a mulher. O preconceito e a discriminação também são modalidades de violência que devem ser combatidas pela sociedade como um todo.

É necessário investir ainda mais na eliminação das desigualdades entre homens e mulheres, isto é, promover a igual oportunidade de empregos, de salários e de estudos. Esse é um dos caminhos a percorrer para o desenvolvimento do Brasil. Presto aqui minha homenagem às mulheres com uma poesia que retrata o carinho e respeito que devemos a elas.
 
“Mulher, antes que mulher, sou pássaro/ Na viagem incontida de voar liberdade.
Antes que mulher, sou árvore/ Criando raízes, agasalhando frutos
– alimentação/ Antes que mulher, sou luta/ No caminhar dos direitos, pisar o chão, quebrar correntes.
Antes que mulher, sou história/ Guardiã das sementes – perpetuação/
Antes que mulher, sou conquista/ Igualdade, trabalho – espalhação de vida.
Antes que mulher, sou flor/ Na companhia feminina/ Do arco-íris.
Antes que mulher, muito antes que mulhe/ Sou GENTE.”

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade