Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas ANNA AOS DOMINGOS

Flores natalinas verde, vermelho e branco

'Por aqui, a novidade foi a adoção plena do bico de papagaio como novo símbolo natalino - algo já antigo nos EUA e Europa'


26/12/2021 04:00 - atualizado 26/12/2021 07:54

Taciana Mascarenhas e Elisa Atheniense
Taciana Mascarenhas e Elisa Atheniense, que faz aniversário no dia 31 (foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press)
A inflação atual não é privilégio brasileiro, uma vez que está assolando (em maior ou menor grau) a maioria dos países. E o fato pode ser comprovado numa simples árvores de Natal: seja no Canadá, França ou Estados Unidos, os famosos pinheiros naturais triplicaram de preço. O custo ficou ainda mais salgado por causa da seca, alta temperatura e doenças nas plantações comerciais por lá. Por aqui, a novidade foi a adoção plena do bico de papagaio como novo símbolo natalino (flores vermelhas e folhas verdes) – algo já antigo nos EUA e Europa. Como temos, sempre, que ser diferentes, inventamos até uma espécie com flores chapiscadinhas de branco. E ficaram lindas! 

NOVIDADES

filas e impaciência

Brasileiro é muito esquisito mesmo. Reclama de tudo, mas não pode saber de uma novidade que quer conferir de perto.Assim que abriu a loja da famosa cafeteria Starbucks em um shopping da cidade, imediatamente as pessoas lotaram o lugar para provar o tão falado produto. Até aí, tudo bem, mas chegar ao local, ver que tem uma fila de zigzag, pior do que aquelas de entrega de remédio gratuito, e ficar ali por horas, para comprar um café? Sinto muito, tem que ser muito bobo ou não ter nada melhor para fazer na vida. Fiam e não reclamam.

Por outro lado, no mesmo shopping, abriu a primeira loja da também famosa Sephora, de maquiagem e produtos cosméticos e perfumaria. Claro que estava cheia, e mesmo com três caixas atendendo, é natural que tenha uma fila, já que atualmente tudo é fila única. E ali, uma das clientes não parava de reclamar dizendo que era um absurdo esperar na fila. Bem fez uma conhecida da coluna que foi a uma loja de departamentos comprar vários presentes de Natal – ela é um verdadeiro Papai Noel –, quando viu o tamanho da fila largou tudo, deu meia volta e foi para casa.

NATAL

Ilusão dos números

Mesmo com as vendas natalinas no país, chegando a R$96 bilhões + R$ 56 bilhões nos shopping centers, as estimativas das entidades do setor calculam que houve queda de 2,6% em relação ao ano passado. Como o movimento foi intenso e as compras poucas, acreditam que o vilão da vez foi a inflação. Falta dinheiro no bolso, e na bolsa. E tem razão: muita gente desistiu até de fazer decoração em casa, quando viu o preço dos enfeites. Quanto aos presentes do Papai Noel, o vestuário venceu (mais de 50%), os cosméticos e acessórios foram os campeões de vendas.

JATINHOS

Overbooking 1ª classe

Entre os milionários, o fim de ano está se complicando pela falta de equipamentos e serviços para garantir a doce vida na abertura do ano novo. Curiosa pesquisa publicada semana passada, revelou que faltam jatinhos no mercado para atender a alta demanda das aeronaves executivas nesta época. E o culpado, indireto, é o coronavírus. O fato é que, para evitar aglomerações e possíveis contaminações, os endinheirados optam por voos exclusivos para seus destinos estivais, mas a fila de espera está grande. O resultado é uma corrida para garantir sua viagem, mas não há avião para todo mudo. Detalhe: o fenômeno já havia sido registrado, em menor escala, no ano passado.

CATAR

Elegância, poder e futebol

Com a aproximação da Copa do Mundo 2022, a ser realizada no Catar, ganhou também destaque a principal feminina do emirado, a Xeika Mozah, cada vez mais constante nas redes sociais que tratam de moda e beleza. Tudo por conta da sua elegância e poder, já que é considerada uma das mulheres mais bem-vestidas do mundo e por ser mãe do atual xeique, Tami bin Hamad al Thani. Ela é superatuante e teve papel decisivo para levar o campeonato mundial para seu país. Já esteve algumas vezes no Brasil, inclusive como embaixadora da ONU para a educação. É muito amiga da mineira Bethy Lagardère. E mais: tem em seu guarda-roupas algumas peças (caftans) do estilista Victor Dzenk. Só para ilustrar um pouco de quem se trata: ela é dona da marca Valentino, da Harrods (de Londres) e do clube de futebol Paris Saint-Germain – além de vários outros negócios do mesmo calibre.
 

PRÉ-NATAL

Gravidez abençoada

Nas festividades religiosas do Natal, comemorando a chegada de Jesus, vão surgindo novidades surpreendentes, até para os mais modernos. Uma delas é o culto mais intenso à Nossa Senhora Grávida, com direito a orações em missa transmitida pela TV e iconografia revelando a santa em adiantado estado de gestação. Na realidade, essa nomenclatura ganhou força recentemente, uma vez que, até aqui, era chamada apenas por Nossa Senhora do Ó ou da Expectação. Para ficar mais explícita e de fácil entendimento, passaram a usar uma terminologia mais direta. Afinal, sua ajuda é sempre abençoada, até que entra em cena Nossa Senhora do Bom Parto.

RÉVEILLON

Animação na areia

O tempo passa, o vírus foi controlado (por enquanto) e a turma dos animados aproveita para curtir a passagem do ano com tudo a que tem direito. Só para ficar nas praias famosas, a agenda passa por Noronha (que voltou a ser point, após dissipar um pouco a fama de ‘ilha das orgias’ dos celebs), deixa Trancoso um pouco de lado (as chuvas dos últimos dias na região provocaram muitos estragos, inclusive na infraestrutura local) e bomba em Angra (com os hotéis mais bacanas, já lotados). Mas o título de mais acessível vai para Cabo Frio e arredores, cujo aeroporto tem agora vôos diários para São Paulo, e, portanto, conexão para todo o país. Já o Rio, só mesmo para os corajosos, ou saudosistas.
 

PALÁCIO MINEIRO

Luxo no vale do aço

Em apenas 18 meses o empresário Anderson Franco construiu uma das 10 maiores casas do país, para ser seu novo lar. Proprietário de 200 empresas espalhadas por 15 estados brasileiros e alcance na Colômbia, Anderson escolheu Ipatinga, cidade que o acolheu na adolescência, para a construção. Fez três dias de inauguração com eventos, jantares e apresentação da casa que já é o maior empreendimento imobiliário do Vale do Aço. São 6,5 mil metros quadrados construídos, 10 suítes e um espaço externo que contempla uma vista panorâmica de Ipatinga e das montanhas da região. Destaque para o heliporto acoplado de um hangar capaz de abrigar três helicópteros do tipo esquilo.

Anderson se inspirou no que viu na Europa, Arábia e Egito. Em uma das entradas, a arte romana faz presente nas colunas e no acabamento das pilastras, paredes e portas. Destaque para a claraboia, remetendo os afrescos da Capela Sistina, no Vaticano, e uma escadaria inspirada em hotéis dos Emirados Árabes, com detalhes em ouro e degraus de cristallo pik – uma espécie de quartzo raro. A suíte principal, tem 300 metros quadrados, lembra os palácios de Versalles e Windsor pela arquitetura e móveis. A cama é inteiramente revestida em ouro. Todo o closet e o lavado são revestidos em cristallo pink. Ainda na suíte principal tem uma piscina privativa de borda infinita.

A piscina principal faz referência à cultura grega, seu interior é coberto com azulejos valorizando figuras mitológicas, como a Medusa, mito pelo qual Anderson sente familiaridade. Ainda completam o empreendimento uma sala de cinema para 20 pessoas, dois salões de jogos, academia, duas salas de jantar, 12 banheiros, duas garagens para até 40 carros, adega inspirada em Dubai e um salão aberto para realização de shows e eventos. O projeto arquitetônico foi de responsabilidade da arquiteta Carol Zancanaro e sua equipe.

CONFRATERNIZAÇÃO

O ano todo

Quem conhece a empresária Liliane Carneiro Costa sabe o quanto ela é dinâmica e animada. Outra qualidade é ter muitas amigas. Por isso mesmo, assim que a pandemia deu um pouco de sossego, ela passou a fazer encontros em seu apartamento no Olimpus, para pequenos grupos de amigas. Reuniões em petit comitê para matar a saudade, sem aglomeração e conseguir um bom bate-papo. A última confraternização deste ano foi na segunda-feira passada. Entre as amigas que transitaram nesse circuito de miniencontros já passaram Maria Ines Vasconcellos, Jacqueline Assumpção, Maria Elvira Salles, Martha Ramos, Talísia Costa, Daniela Ribeiro, Renata Cançado, Cristiana Nepomuceno, Moema Balbino, Dalva Camilo, Isabela Gamboa, Christina Guerra, Junia Bethônico, Angela Alvim, Alessandra Alvim, Renata Araújo Notini e muita gente mais.

FIM DE ANO

Abençoado

Quem está muito feliz neste fim de ano é o padre Fernando, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima. Graças à grande ajuda do seu grupo de patronesses voluntárias, os bazares mensais, dízimos e doações espontâneas, conseguiram começar as obras de restauração da Casa de Apoio à Saúde Nossa Senhora da Conceição, que atende aos moradores em situação de rua, pós-procedimentos cirúrgicos. A Paróquia conseguiu doar todo o material para a restauração da casa, e já doaram R$ 12 mil para pagamento da mão de obra.

JORNADA SOLIDÁRIA

Brinquedos entregues

A Jornada Solidária Estado de Minas ficou mais um ano sem fazer sua grande festa de Natal para as crianças das creches. Mas, pelo segundo ano, enviou mais de dois mil brinquedos para as 13 creches beneficiadas pelo programa de responsabilidade social dos Diários Associados em Minas. As creches fizeram a entrega para as crianças. Os brinquedos foram embrulhados pelos voluntários Maria Tereza Calvo, Sandra Botrel, Carlos Antônio dos Santos, Débora Bessa, Renata Maia, Heloisa Consolação Silva, com apoio da Embalagens Santa Luzia. No início do ano, a equipe da Jornada se reunirá para analisar uma lista de itens de necessidades, enviada pelas instituições, e ver o que poderá ser atendido.

BANCA espanhola

em belo horizonte

Mesmo com a grave crise financeira que atinge o Brasil, o advogado tributarista carioca Marcos 
Catão, sócio da banca espanhola ECIJA – acredita e investe no país –, esteve em Belo Horizonte no último, sábado, 18, para participar da cerimônia que selou a sua  associação com o  escritório Maneira Advogados  (com sede no Rio, SP e Brasília) ,  que agora chega à capital mineira e  inicia suas atividades com 30 advogados, com sede do bairro Funcionários.

Na ocasião, também foi celebrada a  recente fusão da banca fundada pelo advogado mineiro Eduardo Maneira, presidente da Comissão Direito Tributário da OAB Nacional, com dois escritórios de BH, o Brito & Maia Advogados e o Carneiro Advogados.  A banca espanhola ECIJA está em 14 países e assume o posto de maior escritório espanhol na América Latina, tendo recentemente aberto firmas no México e no Equador. O evento foi realizado em torno de um almoço, que se prolongou por todo o dia, no salão social  do Morro do Chapéu.

Catão viajou para Espanha, no dia seguinte, onde tem negócios e considera o país como a sua segunda pátria. Para o sócio-fundador da  banca, Eduardo Maneira, a chegada à capital mineira marca um momento especial. 

POR AÍ...


Na última semana, Mary Figueiredo Arantes movimentou o seu showroom da Serra, com mais uma Quermesse da Mary. Sempre com uma curadoria primorosa, descobre coisas bacanésimas. Desta vez, uma das descobertas mais interessantes foram os banquitos com tampos em tressê manual da marca Capibica, dos irmãos Márcio e Francisco Gabrich. As tramas são inspiradas nas esteiras de bambu, utilizadas pela arquitetura colonial brasileira. Vale a pena conferir.

Ana Luiza Store, depois de décadas no Funcionários, mudou para uma casa em Lourdes, na semana do Natal. Agora está pertinho do Minas 1. O projeto da nova casa foi assinado pela decoradora Valéria Junqueira. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade