Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas ANNA AOS DOMINGOS

Noite de Prêmios Virtual da Jornada Solidária Estado de Minas

Nesta segunda, uma nova live vai transmitir o sorteio de outra rodada de presentes recebidos pela Jornada


03/10/2021 04:00 - atualizado 03/10/2021 08:13

Jornada Solidária
Nazareth Teixeira da Costa e Tânia Salles na Noite de Prêmios de 2019 (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

 

Foi um sucesso a Noite de Prêmios Virtual da Jornada Solidária Estado de Minas, na última quinta-feira. E ainda não acabou a festa. Amanhã, dia 4, terá mais uma live no  instagram da Jornada  para sortear mais de 50 presentes que foram recebidos, entre eles Ákora, cesta do Albano’s, camisa autografada do América, Atrós, B.Boucle, Chris Barros, Companhia da Carne, Coziness Confort Food, Origem Ateliê, Decopa, Trussardi, Eduardo Amarante, Espaço Benessere, Gisela Witmann Organize, Ju Raid, Kláucia Badaró, Les Chemises, Luiza Barcelos, Lume, Marília Pitta, Miz Temper, Pedro Padeiro, Perfetto Saboaria, Venoah, Villa Café, Rita Guimarães, Rita Tanimoto, Tif’s Belvedere, Pousada Flat Sem Maresias, Verde que te quero Verde, Pousada Pouso da Torre.

A presidente da Jornada, Nazareth Teixeira da Costa, desbancou a campeã de vendas de todas as edições, Tânia Salles, e levou o prêmio da Patronesse Campeã, um lindo colar de pérolas de Júnia Giannetti. 

Nazareth doou a peça para as ações sociais do grupo Marias Bonitas de Lourdes, que ajudou muito no evento este ano. Semana que vem, faremos a cobertura da reunião virtual, pelo Zoom, cedido pelo Instituto MRV. A Noite de Prêmios virtual teve parceria do Buffet Célia Soutto Mayor, padaria Pedro Padeiro e Café do Pedro  e Benerick's Drinks.
 
Noite de Prêmios
Mirele de Castro Veado e Maria Antônia Calmon (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
 


RECONHECIMENTO
internacional

O Brics – aliança de países emergentes: Brasil, Rússia, Índia, China e Sul da África – lançou uma revista escolhendo 10 mulheres de cada país que são case de sucesso no empreendedorismo. A estilista mineira Christina Gontijo foi uma das brasileiras escolhidas, por traçar uma longa trajetória de trabalho nos últimos 15 anos à frente da sua empresa, Chris Gontijo. A empresa se destaca no mercado pelo crescimento, geração de empregos para várias mulheres, ter um trabalho incrível de sustentabilidade gerando zero de lixo da matéria-prima utilizada,  redução na área administrativa e ações sociais, com participação de asilos e instituições carentes. A marca já ganhou vários prêmios como case de sucesso do programa da Al invest, do Enai, certificaçao do Peiex, Rota Global para exportação, entre outros. Outras duas mineiras também foram escolhidas: Mariana Vasconcelos, da Agrosmart, em Itajubá, e Tânia Reis, do grupo Serpa, de Itaverava.

FESTIVAL
Pão em poesia

O projeto “Pão em poesia”, criado pelo Festival Literário Internacional de Itabira (Flitabira), está distribuindo sacos de pães personalizados com poemas de Carlos Drummond de Andrade para 11 padarias da cidade. No total, serão distribuídas 60 mil embalagens de um, três e cinco quilos. Cada pesagem e tamanho tem no verso os poemas “Segredo”, “Estampas de Vila Rica” e “Rifoneiro divino”, respectivamente. Além de levar a literatura ao dia a dia dos moradores de Itabira, a iniciativa pretende envolver os itabiranos no clima do Festival, que será de 27 a 31 de outubro. O Flitabira é viabilizado com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo. O projeto conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Itabira, da Secretaria Municipal de Educação de Itabira e da Fundação Carlos 
Drummond de Andrade.
 
Festa
Adriana Vasconcelos Oliveira e Helô Newton, aniversariante da semana (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
 
 
PORTUGAL
negócios remotos

Com quase tudo sendo feito através da internet, as distâncias entre países sumiram. E a prova mais contundente disso, entre nós, tem sido o pessoal das artes aplicadas – com muitos indo de armas & bagagens para Portugal. O resultado são lives, bate-papos e muito mais com designers ou agências criativas dirigidas por mineiros em Lisboa e mesmo consultores de moda trabalhando remotamente – à beira do Tejo. O distanciamento geográfico, porém, às vezes cobra seu preço: algumas ‘dicas’ lançadas por eles não conseguem se encaixar na realidade da economia brasileira, em franca corrosão.

BARBEARIAS
lenhadores em ação

Quem anda por aí já deve ter observado o elevado número de barbearias que surgem em todo lugar da cidade. Depois que os marmanjos voltaram a exibir suas barbas (o chamado estilo lenhador) e até ‘decorá-las’ com cortes especiais e fazer o mesmo com os cabelos (a maquininha zero voltou com força e raspando tudo), a coisa virou um negócio e tanto. O fenômeno começou em 2014, cresceu, diminuiu na pandemia e, agora, retornou com tudo. Mas a pulverização desses endereços afetou as redes pioneiras e acabou seduzindo até quem não tem vocação para o assunto. Com isso, os profissionais mais sérios já preveem um estouro da bolha, brevemente.

ROÇADO
matos & matas

A rigidez da legislação ambiental para a conservação de matas & matos acabou fazendo o feitiço virar contra o feiticeiro. O fato é que em qualquer terreno ou lote um pouco maior, ninguém mais pode deixar arvoredos crescerem e ganhar porte – a menos que queiram ter enormes dores de cabeça legais. Se o matinho virar árvore, a burocracia para cortá-la torna-se incrível, as multas pelo corte tornam-se absurdas e o dono do lugar é transformado em diabo pelos verdes de plantão. Daí, ceifar tudo virou o caminho mais fácil. Com isso, a cidade vai perdendo áreas arborizadas, o capim vai crescendo, secando e pegando fogo. Mais um capitulo para a recorrente falta de bom senso que assola o país.

DIOR
vestígios do tempo

O resgate de criações de Marc Bohan (das décadas de 1960 e 70) pela Dior, nesta semana, durante a Paris Fashion Week, revela a mudança radical de atitude na moda – e no mundo. A saber: quando o estilista chegou à maison da Av. Montaigne, tentou fazer algo criativo e mais acessível – assim como fizeram Cardin e Yves Saint-Laurent, entre outros, na época. A debandada das clientes mais sofisticadas foi geral, inclusive uma brasileira com imenso prestígio na casa. Indignada com essa ‘popularização’ , abandonou a grife por achar que ele abrira as portas para quem não estava à altura da marca. Pois esses mesmos modelitos voltaram agora, como referências repaginadas, na colorida passarela do prêt-à-porter da coleção proposta pela italiana Maria Grazia Chiuri. Com sucesso!

TELEVISÃO
o pior e o melhor

O circuito da comunicação televisiva viu dois episódios de relevo indo ao ar, durante a semana, com desfechos inversos. O primeiro caso foi a saída de Alexandre Garcia da CNN, depois de insistir em suas opiniões sobre efeitos positivos de medicamentos preventivos para a COVID-19. O negacionismo engajado do jornalista não só causava constrangimentos, como fazia o canal perder audiência. No lado oposto, a gentileza e lucidez do mineiro Lucas Mendes no “Manhattan Connection” deixaram a tv Cultura. Consta que ele já está acertando com outro canal. Vamos torcer.
 
IEPHA CINQUENTÃO
palestras & homenagens

O Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais realiza ciclo de palestras em comemoração aos 50 anos de criação do Iepha/MG, a instituição responsável pela preservação do patrimônio cultural mineiro. O evento vai até 7 deste mês e tem coordenação de Adalberto Andrade Mateus – que recebe os pesquisadores Myriam Ribeiro, Fabiano Lopes de Paula, Fernando de Castro Veado e Ivo Porto de Menezes. Durante a abertura das palestras, nesta semana, foi prestada homenagem à historiadora Ruth Villamarim Soares, responsável por inúmeros trabalhos técnicos do órgão. Detalhe importante é que as palestras podem ser acompanhadas no canal IHGMG Virtual, no Youtube.
 
TAMBOR NA PRAÇA  
 novos convidados 

Com novas dobradinhas, Tizumba está de volta com o seu Tambor na Praça em 2, 3 e 9 de outubro. Os convidados dividirão o palco do Teatro Santo Agostinho com o multiartista e idealizador do projeto, em shows que serão transmitidos ao vivo pelo YouTube da Cia. Burlantins (youtube.com/CiaBurlantins), sempre às 20h.  
 
MODA
que muda

O impossível, o impensável realmente acontece. A lendária Galeries Lafayette de Paris está anunciando a criação da (RE)STORE, novo espaço para comercialização de vestuário de segunda mão, em ação que reúne lojas dos mais variados estilos.Ocupando as instalações do 3ª andar da loja, a maior e mais tradicional varejista da Europa, apresenta um setor totalmente dedicado à moda circular. Seu funcionamento se baseia em parceria com os principais players da modalidade ‘segunda mão’ e criação engajada, entre eles Monograma, Personal Seller, CrushON, Relique, Culture Vintage, Salut Beauté, Patina, etc. Vale citar que o conceito GL para ‘produto responsável’ segue os protocolos do selo Go for Good, lançado em 2018, que indica menor impacto sobre o meio ambiente, apoio à produção local e contribuição para o desenvolvimento social.

DOCUMENTÁRIO
Somos comunidade

O Projeto Somos Comunidade, realizado pela Coreto Cultural, apresenta o espetáculo-documentário “Não há sol a sós”, criação híbrida e coletiva que, entre relatos de vidas e montagens de dança e música, aborda a história do Morro das Pedras. O filme traz a comunidade redescobrindo sua vocação e identidade, com apresentações das diversas manifestações culturais da Escola de Artes Instituto Unimed-BH. Protagonizado por artistas, empreendedores e moradores do Morro, o filme conta com participações especiais de nomes do cenário cultural brasileiro de renome internacional, como Elza Soares, Carlinhos Brown, Fernanda Takai, Mônica Salmaso, Adriana Moreira e Mauricio Tizumba. O lançamento será sábado (9/10), às 20h, no canal do YouTube e site do Somos Comunidade.

SAVASSI
em festa

O Savassi Fashion Web já mostrou a que veio nesta sua primeira edição. Empresas de diferentes setores da economia criativa mostraram que estão mais do que prontos para a retomada dos negócios no bairro, tendo a moda como carro-chefe.“Nosso maior desafio foi realizar um projeto do zero, numa versão digital, e mobilizar todos os envolvidos a sair dessa sensação de inércia que a pandemia nos colocou”, conta Natalie Oliffson, coidealizadora do evento, e cofundadora do movimento Savassi Criativa. “Estamos bem satisfeitas com o resultado desta edição e agradecemos a todos que toparam essa ideia”, completa Taciana Teodoro, nome também por trás do projeto. No projeto, vale destacar o painel Moda e Turismo, que discutiu o potencial turístico da moda para a cidade de Belo Horizonte e que contou com a participação especial do consultor de moda Paulo Pereira, diretamente de Paris. Também no painel, Carolina Ladeira gestora do MUMO – Museu Municipal de Moda diz que “o evento promove Belo Horizonte como capital da moda e valoriza seus talentos criativos, estimulando o destino turístico focado no setor”. O projeto contou com o apoio do edital 4 Estações da Belotur e com as parcerias da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Depyl Action, Sebrae, Belo Horizonte Convention and Visitors Bureau(BHCVB), além do apoio da Associação de Moradores e Amigos da Savassi (Amas), Savassi Criativa, VivaSavassi, Voluntários do Mario Penna (Volmape), Escola de Moda Denise Aguiar e Associação dos Criadores e Estilistas de Moda de Minas Gerais (A. Criem).
 
POR AÍ...

A chamada cozinha mediterrânea (que privilegia azeite, frutos do mar & afins) ganhou endereço bacana na cidade com a abertura do Restaurante Oliva Mediterrâneo. A iniciativa é dos empresários Didio Mendes, Felipe Tiradentes e Leandro Araújo, e tem como chef, o Jorge Ferreira. Fica na região do Villa da Serra.

Depois de ser realizada através de lives e fashion films durante a pandemia, a nova edição da Proação chegou em forma de revista digitalizada, mas com direito a lançamento de versão impressa no espaço Sátira, da Avant Garde. São 14 grifes mostrando suas novidades %2b editoriais variados.

A fotógrafa Leca Novo abriu a expô ‘Simbionte’, instalada entre árvores nos jardins da CasaCor, mostrando as novas relações de morar durante a pandemia. A ambientação das fotografias é ressaltada pelas vestimentas escolhidas pela stylist carioca Mariana Sucupira e tem conceito do arquiteto Alexandre Rousset. Vale a pena conferir.
 
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade