Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Câncer de mama é alvo de importantes campanhas de conscientização

Outubro Rosa, Câncer no Alvo da Moda e outras iniciativas chamam a atenção para necessidade de prevenção. Doença também atinge os homens


postado em 07/10/2019 04:00 / atualizado em 06/10/2019 17:35


 
 
Este é o mês em que o câncer de mama fica na pauta do dia devido à campanha Outubro Rosa. Para muitos, pode ser bobagem criar uma cor para alertar sobre uma doença. Não é. Prova disso é que a campanha pegou tanto que todos os meses do ano têm uma ou mais cores destacando alguma síndrome. Porém, nenhum deles com tamanha força. Muitos não atentam para o fato de que o problema não afeta apenas a mulher, muitos homens também são vítimas desse tipo de tumor. Na semana passada, Mathew Knowles, pai da cantora Beyoncé, revelou que tem a doença.
O tema ganha mais uma força com os 25 anos do projeto Câncer no Alvo da Moda, realizado pelo IBCC Oncologia em parceria com a Hering. Para isso foi feita uma campanha com as tops Isabeli Fontana e Ana Claudia Michels simbolizando o coletivo de mulheres fortes que se dedicam à conscientização sobre o tema.
 
O alerta é importante para estimular as pessoas a fazer exames preventivos. Detectado no início, o câncer de mama tem grandes chances de cura. Isso é fundamental, pois a doença, além de gerar grandes modificações no corpo, na rotina e na saúde, gera impactos psicológicos significativos. Muitas vezes, a pessoa não sabe como lidar com situação tão complicada.
 
O tratamento, além de longo, é bem sofrido, pois os efeitos colaterais da quimioterapia são desagradáveis. É certo que com os avanços da medicina esses efeitos são amenizados. A doença é muito assustadora, mas quando a mulher consegue superar as adversidades e recebe a notícia da cura, ela se transforma. Surge uma nova pessoa, forte e guerreira, ciente de que é vitoriosa nessa batalha extremamente árdua.
 
Os seios são uma parte importante do corpo feminino. Para muitas mulheres, eles são sinônimo de autoestima. Infelizmente, quando se obtém resultado positivo para o câncer de mama, a principal forma de tratamento envolve a mastectomia, cirurgia que retira de maneira parcial ou totalmente a mama. A cirurgia de reconstrução se torna uma esperança. Ela é garantida por lei, e, em alguns casos, pode ser feita na mesma operação de retirada do tumor. Outra novidade na área estética é micropigmentação de mamilos e aréolas. Trata-se da evolução da maquiagem definitiva, o mesmo procedimento usado em sobrancelhas e lábios. Ela suaviza as cicatrizes e redesenha a aréola.
 
Uma informação importante: segundo dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), não há qualquer relação entre câncer de mama e prótese de silicone. A prótese é posicionada no corpo de forma a não atrapalhar o autoexame e a mamografia. Por isso, não existe o risco de algum sinal passar despercebido.
 
O Shopping Cidade promove ações informativas neste Outubro Rosa. Basta entrar no site para seguir o calendário. O encerramento da programação especial será com palestra gratuita de Cláudia Márcia e Silva, mastologista do Hospital da Baleia, marcada para dia 29, às 11h, na área dos cinemas. Ela vai falar sobre prevenção e diagnóstico precoce. Os ingressos estarão disponíveis na plataforma Sympla a partir de 15 de outubro.
 
Infelizmente, nem só mulheres e homens sofrem com essa doença. Segundo dados do Conselho Federal de Medicina Veterinária, cerca de 45% das cadelas e 30% das felinas desenvolvem algum tumor – 85% de caráter maligno. Para quem não é amante dos animais, a informação pode parecer fútil, mas quem tem um pet sabe o quanto a saúde do bichinho é importante. Por isso, é importante fazer exames preventivos nos animais.
 
Já citamos aqui uma fala de Enaldo Lima, oncologista-chefe da Rede Mater Dei de Sáude, que certa vez comentou comigo, quando conversávamos sobre uma amiga vítima da doença, que há algum tempo estão tratando o câncer como epidemia devido à quantidade de casos registrados. Pelo visto, ela tem se alastrado entre outras espécies. Triste notícia.

Isabela Teixeira da Costa/ Interina


Publicidade