Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Shoppings recuperam 60% do número de visitantes, mesmo com COVID-19

Apesar do bom movimento, maioria das pessoas ainda não se sente à vontade para ir às compras


24/08/2020 04:00 - atualizado 24/08/2020 07:30

Shoppings reabriram as portas com várias regras para evitar aglomeração de consumidores e obrigatoriedade de máscara(foto: LEANDRO COURI/EM/D.A.PRESS)
Shoppings reabriram as portas com várias regras para evitar aglomeração de consumidores e obrigatoriedade de máscara (foto: LEANDRO COURI/EM/D.A.PRESS)
O Brasil caminha para retomar a normalidade, mas o trajeto é longo. Segundo estudo da empresa de análise Desbrava Data, os shoppings recuperaram 60% do fluxo normal de visitantes, marca bastante comemorada pelos lojistas. Trata-se, sem dúvida, de um avanço, mas é preciso considerar que quase a metade das pessoas ainda não se sente confiante para ir às compras. Na aviação, a expectativa das companhias é alcançar os níveis pré-pandemia apenas em meados do ano que vem.

Segundo John Rodgerson, presidente da Azul, sua meta é retomar 60% dos 950 voos diários até dezembro, e isso se não houver – tudo indica que não haverá – uma segunda onda de contágio pelo coronavírus. No setor de bares e restaurantes, o movimento não chegou a 30% do que seria considerado normal. Apesar dos imensos desafios, o importante é que a recuperação já começou, o que pode ser comprovado inclusive pela criação de 130 mil vagas de emprego em julho.

Ex-panicat é maior educadora financeira do país

Os vaidosos gestores e analistas do mercado terão de se conformar: a principal educadora financeira do país é a ex-panicat Carol Dias, que possui 5,8 milhões de seguidores no Instagram. A marca nem de longe é alcançada pelas outras estrelas do mercado, como o gestor do fundo Alaska Henrique Bredda (322 mil seguidores) ou o barulhento palpiteiro Rafael Ferri (229 mil). Com linguagem simples e acessível, Carol conquistou uma legião de fãs, especialmente o público jovem.

Para empresas, imagem é tudo

Os departamentos de recursos humanos gostam de inventar tendências. A nova onda são os vídeos de apresentação para concorrer a vagas de emprego. Não basta aos candidatos preencher formulários, passar por entrevistas com gestores ou ter bom currículo. Eles devem produzir e enviar vídeos para os responsáveis pelo processo seletivo. Isso pode parecer moderno, mas há aspectos questionáveis. Não estariam as empresas julgando a aparência dos candidatos? Os tímidos, mesmo se talentosos, não terão vez?

BlackBerry está de volta

A canadense BlackBerry, uma das principais marcas de celulares antes da era dos iPhones, quer recuperar o protagonismo com o lançamento de aparelhos 5G, provavelmente, no primeiro semestre de 2021. O curioso é que o dispositivo contará com o teclado físico que ajudou a construir a fama da empresa. Como nos tempos áureos, a intenção da BlackBerry é focar no mercado corporativo. Não será fácil repetir o sucesso do passado. Apple, Samsung, Huawei e Xiaomi estão muito à frente.


Rapidinhas

  • A Guide Investimentos fechou acordo com o banco americano Raymond James, gigante que tem quase US$ 1 trilhão sob gestão. Com o negócio, os investidores institucionais da Guide terão acesso às pesquisas e análises políticas e econômicas do Raymond James. É a primeira parceria da instituição dos Estados Unidos no Brasil.
  • A Câmara Americana do Comércio (Amcham Brasil) fez uma pesquisa sobre a retomada dos negócios em Minas Gerais. Segundo o estudo, 72% das empresas confiam que as atividades presenciais deverão retornar até o fim do ano. Outras 23% das companhias disseram que reabriram os escritórios e 5% declararam que só voltam em 2021.
  • A Havaianas, famosa pelos chinelos de borracha, quer entrar na cabeça dos consumidores – literalmente. A marca do grupo Alpargatas se associou à americana New Era, maior grife de bonés do mundo, para lançar uma série de produtos. Entre eles, além de sandálias, alguns tipos de chapéus e, claro, bonés.
  • As mensagens de áudio por WhatsApp se tornaram uma febre na era da comunicação instantânea. Agora existe até influencer especializado nisso. É o caso do pernambucano Estevão Ferreira, que ficou famoso graças aos áudios engraçados que relatam suas aventuras pelo Recife. Ferreira alcançou tanta gente que foi contratado para fazer propaganda.

"A iniciativa privada é o grande motor para a recuperação dos investimentos”
  • Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura, em videoconferência para analistas estrangeiros

64 milhões

de brasileiros estão com o nome sujo na praça, o que corresponde quase à metade da mão de obra ativa do país. A pandemia agravou a situação.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade