Publicidade

Estado de Minas APRESENTAÇÃO

Com cara de malvada, Chevrolet S10 Z71 é lançada por R$ 260.490

Foco da nova versão da picape é o estilo diferenciado, que passa longe dos cromados tradicionais. Conjunto mecânico é o mesmo 2.8 a diesel dos demais pacotes


30/10/2021 04:00

Frente
Na dianteira, destaque para os faróis com máscara negra e contornos de LED, além da grade pintada em preto com o símbolo Z71 à direita (foto: Chevrolet/Divulgação)


A Chevrolet apresentou a S10 Z71, a nova versão da sua picape média que traz uma pegada mais jovem e malvada. Este novo pacote se posiciona entre os tradicionais LT e LTZ e tem preço sugerido de R$ 260.490. O modelo já está disponível nas concessionárias da marca e a expectativa é de que a Z71 responda por 10% do mix de vendas da picape média.
 
De acordo com Rodrigo Fioco, diretor de Marketing da General Motors América do Sul, para receber essa chancela o produto precisa ter itens de design exclusivos. Assim, esta nova versão traz mais de 20 elementos de diferenciação em relação à LTZ. A Chevrolet também preparou uma linha de acessórios exclusiva para a Z71.
 
Traseira
A picape tem adesivos nas laterais e na traseira, além de santantônio tubular e rodas de liga leve de 18 polegadas com pintura escurecida (foto: Chevrolet/Divulgação)
 
 
O visual passa longe dos tradicionais cromados. A dianteira tem faróis com máscara negra e contornos de LED, grade preta contendo o símbolo Z71, além de aplique do para-choque e nichos dos faróis de neblina em preto. As laterais trazem molduras nas caixas de roda que deixam o veículo mais robusto, além de retrovisores pretos e adesivos. Já a traseira tem lanternas escurecidas, adesivo e a “gravata” da Chevrolet em preto.
 
Painel
No interior, a cor predominante é o preto, com muito plástico no painel e nas portas, além de práticos tapetes de borracha no piso (foto: Chevrolet/Divulgação)
 
 
Parte importante do visual de toda picape, o santantônio tubular estendido é pintado em preto fosco. Para receber esse componente, foi necessário fazer um reforço estrutural na caçamba. Os estribos laterais também são tubulares em preto fosco, que combinam com o rack de teto. Para arrematar o design, as rodas de 18 polegadas pintadas em preto calçam pneus de uso misto.
O interior também é todo em preto, cor presente no painel e nos bancos revestidos em couro, que contrastam com as colunas em cinza acetinado. Como a ideia é se aventurar, os tapetes são em borracha, para facilitar a limpeza.
 
Bancos
Os bancos dianteiros têm desenho anatômico, com abas laterais no encosto e no assento, sendo o motorista com ajuste manual de altura (foto: Chevrolet/Divulgação)
 

CONJUNTO MECÂNICO O motor aplicado na Z71 é o mesmo do restante da linha S10, um 2.8 turbodiesel com potência de 200cv a 3.600rpm e torque de 51kgfm a 2.000rpm. A transmissão tem câmbio automático de seis marchas e tração 4x4 com reduzida. Com este conjunto, a Z71 acelera até os 100km/h em 10,1 segundos. Seu consumo de combustível é de 8,3km/l na cidade e 10,6km/l na estrada.
 
Vale ressaltar que todo o conjunto mecânico é o mesmo que já vinha sendo usado na S10, já que havia uma vaga expectativa de essa versão trazer uma suspensão mais preparada para o fora de estrada e diferencial traseiro autoblocante, como é oferecido dos Estados Unidos, mercado onde a motorização da linha Z71 também costuma ser superior às das picapes standard.

CONTEÚDO Na lista de equipamentos da S10 Z71, destaque para os seis airbags, assistente de partida em rampa, controle automático de descida, sensores traseiros de estacionamento, indicador de pressão dos pneus, faróis com ajuste elétrico de altura, sistema multimídia com espelhamento do smartphone e câmera de ré.

CONCORRENTES Como a proposta da S10 Z71 é oferecer um visual diferenciado, porém, com o mesmo motor do restante da linha, seus concorrentes diretos são a Ford Ranger Storm 3.2 diesel (R$ 235.890) e a Nissan Frontier Attack 2.3 diesel (R$ 233.290). Dos modelos com desempenho um pouco superior, ainda resta a Volkswagen Amarok V6 diesel Extreme (R$ 299.100), com 258cv. A Toyota Hilux GR-S, que chegou a ter um V6 a gasolina de 234cv, foi descontinuada, podendo voltar em 2022.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade