Publicidade

Estado de Minas LANÇAMENTO

Ford Maverick agora é uma picape híbrida que será importada para o Brasil

Fabricado no México, modelo deve chegar em 2022 para rivalizar com a Fiat Toro. Picape tem potência combinada de 193cv e é construída em monobloco


12/06/2021 04:00

Picape Ford Maverick usa a mesma plataforma monobloco do Bronco Sport, e parece ter interior sofisticado e bom espaço na caçamba, com volume de 943 litros(foto: Fotos: Ford/Divulgação)
Picape Ford Maverick usa a mesma plataforma monobloco do Bronco Sport, e parece ter interior sofisticado e bom espaço na caçamba, com volume de 943 litros (foto: Fotos: Ford/Divulgação)


A Ford lançou nos Estados Unidos sua nova picape Maverick. É isso mesmo. Enquanto você dormia, aquele esportivo estiloso da década de 1970 cedeu o nome para um utilitário de porte intermediário totalmente novo, que naquele mercado toma da Ranger o título de menor picape da marca do oval azul. O modelo é fabricado no México, mesma origem do Bronco Sport, que lhe empresta a plataforma em monobloco. Em um segundo momento, em 2022, a picape também será vendida por aqui pela Ford, que deixou de fabricar veículos no Brasil e passou a atuar como uma importadora.

A origem também pode deixar a Maverick mais competitiva, já que os carros vindos do México não pagam imposto de importação, mas isso não aconteceu com o Bronco Sport. Por aqui, a picape mira na Fiat Toro, que atualmente reina praticamente sozinha no segmento de porte intermediário, já que a Renault Duster Oroch é um mero coadjuvante.

PARRUDA

Como acontece com quase todos os projetos, o visual da picape Maverick já não era segredo, já que suas imagens foram vazadas diversas vezes. O modelo segue as linhas das demais picapes da marca, com carroceria encorpada, capô elevado, faróis em formato de C, além do nome do modelo escrito na tampa da caçamba.
 
 
As dimensões da nova picape são bem superiores às da Toro: 5,07 metros de comprimento (13cm a mais que a futura rival), 1,84m de largura (mesma medida), 1,74m de altura (7cm a mais) e 3,07m de distância entre-eixos (8cm a mais). A título de comparação, a média Ranger tem 5,35m de comprimento e 3,22m de distância entre-eixos.

O painel tem desenho próprio, mas a disposição dos elementos lembra o do Bronco Sport. O volante, o quadro de instrumentos com tela configurável de 6,5 polegadas e o botão giratório que comanda o câmbio são idênticos aos do SUV médio. Ainda chamam a atenção no interior algumas cabeças de parafuso aparentes, usadas propositalmente para dar um ar mais rústico à picape. A tela da central multimídia é de oito polegadas.

HÍBRIDO

São duas opções de conjuntos mecânicos, sendo uma com motorização híbrida, composta por um propulsor 2.5 a combustão interna (ciclo Atkinson) e outro elétrico, com potência combinada de 193cv. A transmissão tem câmbio CVT e tração dianteira. Como opcional, é possível equipar o modelo com o mesmo motor 2.0 turbo do Bronco Sport, com 253cv e 38kgfm de torque, combinado a um câmbio automático de oito marchas e tração integral sob demanda. A suspensão traseira tem configuração multilink, enquanto as versões híbridas trazem a menos sofisticada, eixo de torção.
 
 

NA CAÇAMBA

A caçamba da Maverick tem volume de 943 litros, com capacidade de carga de 680 quilos. As dimensões internas do compartimento de carga são 1,38m de comprimento, 1,35m de largura e 1,08m entre as caixas de roda. A tampa pode ser fechada em várias posições, e existem tomadas de energia de 12V e 110V. O protetor de caçamba traz várias marcações para o usuário fazer divisões e pontos de fixação de carga. Com a ajuda de um QR Code, o usuário pode obter um manual com ideias de uso.

O modelo chega às concessionárias americanas entre setembro e dezembro, no outono dos Estados Unidos, em três versões: XL, XLT e Lariat. O pacote de segurança tem de série sete airbags, controle de estabilidade e frenagem automática de emergência. Como opcionais, é possível equipar a Maverick com sistemas semiautônomos, como assistente de permanência em faixa, controle de cruzeiro adaptativo e alerta de ponto cego.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade