Publicidade

Estado de Minas FACELIFT

Jeep lança o Compass 2022 com mudanças no visual e novo motor T270

O SUV médio líder de vendas no segmento chega com discretas alterações de estilo, mas traz o interior modificado, motor turbo flex, a partir de R$ 139.990


01/05/2021 04:00 - atualizado 30/04/2021 23:48

Vendido em cinco versões e uma série especial, o novo Compass tem duas opções de motorização e câmbio(foto: Jeep/Divulgação)
Vendido em cinco versões e uma série especial, o novo Compass tem duas opções de motorização e câmbio (foto: Jeep/Divulgação)


A Jeep apresentou a linha 2022 do Compass, líder absoluto no segmento de SUVs médios no Brasil, mas que passa a ser incomodado pelo Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos. Sem grandes mudanças visuais externas, o modelo mantém o estilo que o consagrou, mas com alguns retoques pontuais para atualizar a linha. As alterações no interior são mais evidentes, com novo painel e a nova tela de 10,1 polegadas do sistema multimídia. Outra novidade é o motor Turbo 270, que decreta a aposentadoria do 2.0 flex no Compass, mas o modelo mantém a opção do propulsor a diesel. A Série S passa a ser a versão mais premium, equipada com essa nova motorização. Os preços do Compass 2022 vão de R$ 139.990 a R$ 216.990. A Jeep reconhece as qualidades da concorrência, mas acredita na manutenção da liderança do seu modelo.
 
A Série S é a versão mais premium da linha, com o motor T270, câmbio automático de seis marchas e tração 4x2(foto: Jeep/Divulgação)
A Série S é a versão mais premium da linha, com o motor T270, câmbio automático de seis marchas e tração 4x2 (foto: Jeep/Divulgação)
 
 
A história do Jeep Compass começou em 2007, quando o modelo foi lançado mundialmente no Salão do Automóvel de Detroit. Depois, em 2011, o SUV médio foi submetido ao primeiro facelift e passou a ser importado para o Brasil somente na versão Sport. Já em 2016, a Jeep lança a nova geração do Compass e inicia a produção do modelo na fábrica de Goiana (PE). No ano seguinte, já era o SUV mais vendido no Brasil, perdendo a posição somente em 2019 para o Jeep Renegade. Desde o seu lançamento no mercado brasileiro, já foram vendidas 230 mil unidades do Compass, sendo que nos três primeiros meses deste ano foram emplacadas 14.874 unidades, o que corresponde a 67,7% do segmento de SUVs médios.
 
Sem opcionais, a Série S traz rodas de liga leve de 19 polegadas, pintura em duas cores, lanternas em LED e teto solar(foto: Jeep/Divulgação)
Sem opcionais, a Série S traz rodas de liga leve de 19 polegadas, pintura em duas cores, lanternas em LED e teto solar (foto: Jeep/Divulgação)
 
 
Para lançar a linha 2022 do Compass, a Jeep promoveu diversas ações e aproveitou as comemorações dos 80 anos da marca para iniciar a pré-venda de um lote de mil unidades do modelo em uma Série Especial com acabamento externo escurecido em tom grafite, interior em Black Piano, revestimento interno do teto na cor preta e costuras exclusivas, além de badges e tags “80th” na parte externa e interna do carro. Com o preço de R$ 162.990, as mil unidades da Série Especial 80 anos foram esgotadas em 48 horas, e até o momento já foram vendidas mais de 5 mil unidades do modelo antes mesmo do lançamento. As primeiras unidades faturadas devem começar a ser entregues entre maio e junho.
 
O painel ganhou linhas mais retilíneas, com acabamento de boa qualidade e tela da multimídia de 10,1 polegadas(foto: Jeep/Divulgação)
O painel ganhou linhas mais retilíneas, com acabamento de boa qualidade e tela da multimídia de 10,1 polegadas (foto: Jeep/Divulgação)
 

MUDANÇAS O Jeep Compass 2022 não traz modificações significativas em seu visual externo e mantém sua identidade, que é uma das razões de seu sucesso. A grade de sete gomos, marca registrada do SUV, permanece, mas com miolo diferente. Os faróis estão um pouco mais estreitos e a luz diurna em LED, que antes era na parte inferior, passou para a superior. O para-choque dianteiro ganhou novo desenho, com um nicho diferente para os faróis de neblina e entrada de ar menor na parte inferior.
 
As versões de topo de linha passam a contar com painel de instrumentos totalmente digital e configurável(foto: Jeep/Divulgação)
As versões de topo de linha passam a contar com painel de instrumentos totalmente digital e configurável (foto: Jeep/Divulgação)
 
 
A Série S do Compass passa a ser a versão mais premium do modelo, equipada com o novo motor T270, câmbio automático de seis marchas e tração 4x2. É a que traz as modificações mais significativas, com faróis full LED, inclusive os de neblina, grade diferenciada, rodas de liga leve de 19 polegadas pintadas em grafite, teto em preto, carroceria e partes em plástico pintadas na cor steel gray, lanternas em LED e teto solar. A Série S não tem opcionais.
 
Outra novidade no Jeep Compass 2022 é o sistema de recarga da bateria do celular por indução, sem fio(foto: Jeep/Divulgação)
Outra novidade no Jeep Compass 2022 é o sistema de recarga da bateria do celular por indução, sem fio (foto: Jeep/Divulgação)
 
 
O interior traz as modificações mais significativas, tendo o painel com formas retilíneas e apliques em couro, além de volante com novo desenho, além de novos porta-objetos que somam 30 litros de capacidade. As versões mais equipadas trazem o sistema multimídia com tela tátil flutuante de 10,1 polegadas com a nova plataforma de infotainment Jeep Adventure Intelligence Plus desenvolvida no Brasil, que permite cinco perfis de usuários, conexão por Android Auto e Apple CarPlay, Bluetooth para dois dispositivos, além de carregador de celular wireless. O Adventure Intelligence traz ainda a possibilidade da partida remota, com acionamento do ar-condicionado, além de sistema de navegação nativo. Os comandos podem ser dados por assistente pessoal de voz, smartphone ou smartwatch.
 
As demais versões do Compass contam com multimídias com tela de 8,4 polegadas e também com o Adventure Intelligence. O painel de instrumentos digital tem tela de 10,25 polegadas. O novo Compass ainda traz novos itens de condução semiautônoma, entrada USB tipo C, Auto Hold, porta-malas com sensor de presença (abre e fecha a tampa sem o uso das mãos, passando o pé sob o para-choque traseiro), rebatimento automático dos retrovisores e seis air-bags de série desde a primeira versão. Já as versões de topo de linha são equipadas com sete airbags, acrescentando o de joelho para o motorista.
 
O Jeep Compass é construído sobre a Plataforma Global Small Wide, e nas versões T270 flex tem ângulo de entrada de 21,5 graus, de saída 30,7 graus e 20,5cm de altura em relação ao solo. Já nas versões equipadas com o motor 2.0 turbodiesel houve ganho nos ângulos com a modificação dos para-choques, sendo o de entrada de 30,3 graus e o de saída 32,1 graus, com 21,2cm de altura em relação ao solo.

NOVO MOTOR Mas uma das principais novidades do Compass é o motor Turbo Multair T270, um quatro-cilindros com injeção direta de combustível que gera 180cv com gasolina e 185cv com etanol, e torque máximo de 27,5kgfm (g/e). De acordo com a Jeep, o motor produzido em Betim (MG) ganhou nota A na avaliação do Inmetro para consumo e emissões de combustíveis, antecipando o regime Proconve L7. Com esse propulsor, o Compass registrou na cidade 10,5km/l (g) e 7,3km/l (e). Na estrada, foram 12,1km/l (g) e 8,7km/l (e). O modelo acelera até os 100km/h em 8,8 segundos. De acordo com a Jeep, as versões equipadas com o T270 apresentam uma redução de consumo de combustível de 15% a 18% em comparação ao 2.0 aspirado de 166cv que deixa de ser oferecido no Compass.
 
O motor T270 é acoplado ao câmbio automático de seis velocidades, que passa a contar com o modo Sport, com tecla no console, para trocas de marchas em rotações mais elevadas e de forma mais rápida, deixando o SUV mais esperto. As versões 4x2 trazem o Jeep Traction Control +, que tem conceito similar ao Locker, porém, com funcionamento todo eletrônico. Em caso de falta de aderência, o sistema transfere todo o torque para a roda dianteira que está em contato com o solo.

ARLA 32 O motor 2.0 litros turbodiesel continua a ser oferecido na linha 2022 do Compass, mas passou por alterações na calibração para atender às exigências de emissões. Para isso, a Jeep optou por usar o Arla 32, que é um reagente composto por ureia e água desmineralizada, usado no sistema de Redução Catalítica Seletiva para diminuir quimicamente a emissão de óxido de nitrogênio nos gases de escape dos veículos movidos a diesel. Com isso, o Jeep Compass a diesel passa a contar com um reservatório extra (como o tanquinho do sistema de partida a frio) para o Arla 32, que deve ser abastecido a cada 10 mil quilômetros ou uma vez por ano. O indicador de abastecimento está disponível no painel do SUV.
 
As suspensões também foram ajustadas para receber o motor T270, ganhando novas molas e amortecedores com nova calibração. Na prática, de acordo com a Jeep, o Compass ganhou uma direção mais progressiva, com mais conforto em manobras e firmeza em velocidades elevadas, além de maior estabilidade e menor inclinação da carroceria.
 
No quesito auxílio à condução, a novidade é o Advanced Driver-Assistance Systems (Adas), que traz frenagem emergencial automática (AEB), piloto automático adaptativo (ACC), aviso de mudança de faixas (LDW ), monitoramento de ponto cego (BSD), detector de tráfego cruzado em marcha a ré (RCP), sistema de estacionamento semiautomático Park Assist (SPM), comutação automática dos faróis (AHB), reconhecimento de placas de trânsito de velocidade da via (TSI) e detector de fadiga.
 
O modelo conta ainda com o sistema Auto Hold, que dispensa acionar o freio em congestionamentos.
Questionados sobre a chegada dos novos concorrentes no segmento de SUVs médios – Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos –, os executivos da Jeep reconheceram as qualidades dos modelos e disseram que tem espaço para todos no mercado brasileiro, mas afirmaram que o objetivo é manter a liderança com o Compass. Apesar da medida provisória que impede a isenção do IPI para pessoas com deficiência (PcD), a Jeep revelou que vai manter a política de descontos da fábrica para esse público.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade