Publicidade

Estado de Minas NA ESTRADA

Dirigimos o novo Audi Q3, que mudou o visual, cresceu e ficou mais caro

O SUV compacto premium se adequou à linguagem de design da marca e traz novas tecnologias, além do já conhecido motor 1.4 TFSI


31/10/2020 04:00

Modelo ganhou a nova grade Singleframe, faróis e luz diurna em LED e teve as dimensões aumentadas(foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
Modelo ganhou a nova grade Singleframe, faróis e luz diurna em LED e teve as dimensões aumentadas (foto: Enio Greco/EM/D.A Press)

 
 
De Tiradentes (MG)

A nova geração do Audi Q3 foi lançada no Brasil em fevereiro e logo depois a pandemia da COVID-19 chegou impondo uma série de limitações em todo o mundo. Agora, dirigimos o SUV compacto em uma viagem de Tiradentes, no Campo das Vertentes (MG), a Belo Horizonte, quando foi possível verificar de perto as novidades do modelo. Além das mudanças no visual, o novo Audi Q3 cresceu nas dimensões, ganhando em espaço interno. O SUV traz ainda nova central multimídia e sistemas de assistência à direção. O motor é o 1.4 TFSI de 150cv, associado ao câmbio S Tronic. Mas, se no início do ano o Audi Q3 era vendido a partir de R$ 179.990, agora é preciso desembolsar mais R$ 20 mil para levar a versão de entrada para casa.
 
Na traseira, destaque para as lanternas em LED e defletor de ar na parte superior(foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
Na traseira, destaque para as lanternas em LED e defletor de ar na parte superior (foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
 
 
O novo Audi Q3 incorporou as mudanças de design da marca introduzidas pelo SUV grandalhão Q8. A alteração mais marcante está na dianteira, onde o modelo ganhou a grade Singleframe, com desenho octogonal, e faróis em LED. A carroceria tem formas robustas e na traseira destaque para as lanternas em LED e o defletor de ar, que confere discreto toque de esportividade. As rodas de liga leve ganharam novos desenhos e estão disponíveis nas medidas 17, 18 e 19 polegadas, de acordo com a versão.
 
Interior tem acabamento de qualidade e multimídia com tela de 8,8 polegadas(foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
Interior tem acabamento de qualidade e multimídia com tela de 8,8 polegadas (foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
 

DIMENSÕES A nova geração do Q3 cresceu em todas as dimensões, trazendo resultados positivos em termos de espaço interno. No comprimento, o modelo cresceu 9,7cm, chegando a 4,48m. Na largura, o acréscimo foi de 2,5cm, totalizando 1,85m. A distância entre-eixos cresceu 7,7cm, chegando a 2,68m, resultando em mais espaço para motorista e passageiros no interior.
 
Banco traseiro é corrediço, se movimentando em até 15cm, e tem encosto reclinável(foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
Banco traseiro é corrediço, se movimentando em até 15cm, e tem encosto reclinável (foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
 
 
Outro destaque é o banco traseiro corrediço, que pode ser movimentado para frente e para trás em 15cm, além de trazer encosto reclinável. O porta-malas também cresceu e com o banco traseiro na posição normal tem capacidade de 530 litros. Com o banco deslocado para a frente, o volume cresce para 675 litros, e com o encosto rebatido vai para 1.525 litros. E o assoalho do porta-malas pode ser ajustado em dois níveis, permitindo o transporte de bagagens mais pesadas.
 
O porta-malas tem 530 litros de capacidade, mas se empurrar o banco traseiro pra frente, chega a 675 litros(foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
O porta-malas tem 530 litros de capacidade, mas se empurrar o banco traseiro pra frente, chega a 675 litros (foto: Enio Greco/EM/D.A Press)
 
 
Por dentro, o novo Audi Q3 se destaca pelo painel, que também traz o desenho octogonal, uma referência à grade frontal. O sistema multimídia MMI tem tela tátil de 8,8 polegadas, que pode ser comandada também por voz, além de câmera de ré. O volante de base achatada tem desenho esportivo e traz todos os comandos para acesso ao controlador de velocidade, sistema de som, multimídia e computador de bordo. Tem também shift paddles para trocas de marchas manuais. O painel de instrumentos é todo digital e confi- gurável. Testamos a versão de topo de linha Black, que trazia no acabamento interno detalhes em tecido tipo camurça na cor alaranjado, um tanto quanto exagerado.
 
A versão de entrada do novo Audi Q3 é a Prestige (R$ 199.990), que traz de série câmera de ré, controle de descida em ladeira, assistente de partida em rampa, piloto automático com controle de velocidade, faróis de LED, multimídia com conectividade com smartphones por meio dos sistemas iOS e Android, quatro portas USB e tomada 12V. Já a versão intermediária Prestige Plus (R$ 209.990) acrescenta porta-malas com abertura e fechamento elétrico por meio do sistema hands-free (basta movimentar o pé sob o para-choque traseiro), o Keyless Entry (destrava as portas com a aproximação da chave ao veículo), partida no motor por botão, faróis Full LED com ajuste automático de altura, retrovisores elétricos e rebatíveis automaticamente, ar-condicionado de duas zonas e o Audi Virtual Cockpit, quadro de instrumentos digital com uma tela de 10,25 polegadas.
 
O teto solar elétrico panorâmico Open Sky é opcional na versão Prestige Plus, mas de série na versão Black (R$ 229.990), topo de gama, que traz detalhes em preto em diversos pontos, além de assentos dianteiros e volante esportivo revestidos em couro Alcântara. A versão de topo traz como opcionais luzes interiores customizáveis em até 30 opções de cores, sistema parking assist (estaciona o carro automaticamente), pacote ACC Stop&Go (controle de cruzeiro adaptativo, com funções de assistência adaptativa de velocidade e assistência em congestionamento), o Audi pre sense dianteiro (detecta possíveis acidentes envolvendo pedestres, ciclistas e outros veículos, podendo iniciar uma frenagem de emergência).

DIRIGINDO O conjunto mecânico do novo Audi Q3 também mudou. Se antes o modelo era vendido com o motor 1.4 TFSI flex, agora o propulsor só funciona com gasolina. Trata-se de um quatro-cilindros, 1.4 turbo, com injeção direta de combustível, que desenvolve 150cv e 25,5kgfm de torque. Ele atua em conjunto com o câmbio automatizado de dupla embreagem S tronic, que permite mudanças manuais sequenciais de seis marchas por meio das aletas atrás do volante. O motorista tem ainda à disposição o seletor de modos de condução Audi Drive Select, que pode deixar o SUV mais confortável ou mais esportivo, ou ainda mais econômico.
 
Na prática, o novo Audi Q3 é um SUV que agrada pelo prazer de dirigir. Apesar dos seus quase 1.600 quilos, o modelo apresenta respostas rápidas aos comandos do acelerador, com arrancadas e retomadas de velocidade bem seguras. O motor 1.4 não garante performance esportiva, mas, para a proposta do SUV compacto, está de bom tamanho. Na estrada, o modelo apresentou consumo médio de 12km/l.
 
O Audi Q3 proporciona uma viagem tranquila, com boa estabilidade em curvas e conforto ao rodar, filtrando razoavelmente as imperfeições do solo. O câmbio automatizado faz as trocas de marchas de maneira suave, quase imperceptível, sem trancos. A direção com assistência elétrica tem calibragem equilibrada, garantindo leveza em manobras e firmeza em velocidades mais altas. É um SUV compacto urbano com eficiente conjunto mecânico e lista de equipamentos re- cheada. Mas pelo preço que é vendido, não poderia ser dife- rente.

CONCORRENTES No segmento de SUVs compactos premium a concorrência é pesada. A BMW tem o X1 sDrive 2.0i GP, com motor de 192cv e preço de R$ 221.950, mas que não tem todas as tecnologias disponíveis no Q3. O concorrente da Mercedes-Benz é o GLA na versão intermediária 200 Advance, que tem motor mais fraco, de 115cv, e custa R$ 222.900. Já o Volvo XC40 T4 Momentum é equipado com motor de 190cv e custa R$ 203.950.

*Jornalista viajou a 
convite da Audi do Brasil

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade