Publicidade

Estado de Minas MUDANÇA DE NOME

Chevrolet confirma: sai Prisma e entra Joy Plus

Versão de entrada do sedã compacto da Chevrolet passa a ser vendida com a carroceria reestilizada em 2016, trazendo ainda novos itens de série e a opção de acabamento Black


postado em 19/10/2019 04:00 / atualizado em 18/10/2019 18:22

 

O sedã compacto ganhou a carroceria reestilizada em 2016, com visual menos antigo(foto: chevrolet/divulgação)
O sedã compacto ganhou a carroceria reestilizada em 2016, com visual menos antigo (foto: chevrolet/divulgação)

 

A General Motors confirmou o que todos já sabiam: o fim do nome Prisma para o sedã compacto da marca. Com a chegada da linha 2020 do Onix, o novo três volumes foi rebatizado de Onix Plus, mas o fabricante optou por utilizar a velha prática de manter a geração anterior como versão de entrada, porém, com nome diferente. Com isso, o Prisma passa a chamar Joy Plus, mas usa a carroceria que foi reestilizada em 2016, mais atualizada do que a que vinha sendo usada pela versão Joy do sedã compacto. Mas o modelo traz outras novidades. O preço sugerido é de R$ 51.290.

 

A ideia da General Motors é “aprimorar ainda mais a relação custo-benefício do modelo”, que está entre os mais vendidos no mercado nacional. De janeiro a setembro, o Prisma foi o quarto modelo mais emplacado no Brasil, com 65.415 unidades. Em seu segmento, mantém a liderança isolada, com volume de vendas bem maior do que Ford Ka Sedan, Hyundai HB20S, Volkswagen Voyage e outros.

 

 

 

No que diz respeito ao visual, o Joy Plus apresenta mudanças no capô, grade, faróis, tampa do porta-malas, lanternas e para-choques. Tem ainda a opção de acabamento Black, que inclui luz de posição diurna em LED, rodas de aço aro 15 polegadas com calotas escurecidas, maçanetas pintadas na mesma cor da carroceria, logo Chevrolet com fundo preto e moldura da grade e retrovisor em preto brilhante.

 

O interior do Joy Plus também traz algumas modificações. O acabamento do painel é diferenciado, e os bancos têm revestimento híbrido e regulagem de altura. A lista de equipamentos de série inclui ainda ar-condicionado, direção com assistência elétrica, transmissão manual de seis marchas e comando elétrico das travas e vidros. Já o sistema multimídia, o sensor de estacionamento traseiro e o ajuste eletrônico dos retrovisores externos são vendidos como acessórios. O motor é o 1.0 com potências de 78cv (gasolina) e 80cv (etanol), e torques de 9,5kgfm (g) e 9,8kgfm (e).

 

O interior tem acabamento digno dos modelos de entrada no Brasil, com muito plástico duro(foto: chevrolet/divulgação)
O interior tem acabamento digno dos modelos de entrada no Brasil, com muito plástico duro (foto: chevrolet/divulgação)
 

 

A GM informa que o sedã de entrada Joy Plus passa a ser produzido na fábrica da de São Caetano do Sul (SP), onde já é montado, entre outros modelos, a versão hatch do Joy. O Joy Plus chega às concessionárias Chevrolet a partir deste mês em seis opções de cores: branco summit, prata switchblade, vermelho chili, cinza graphite, preto ouro negro e a nova cor azul blue eyes.

 

 


Publicidade