Publicidade

Estado de Minas HONDA CB 250 TWISTER

Ventania com breque

Modelo equipado com freios ABS nas duas rodas tem decoração esportiva, motor flex, painel digital blackout, que reduz o reflexo, pneus sem câmara e câmbio de seis marchas


postado em 28/09/2019 04:00

Téo Mascarenhas
 
(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
 

Quando foi lançada em 2001, a street Honda CBX 250 dividia o motor com a trail Tornado 250. As duas também dividiam a ventania do nome, já que Twister significa uma espécie de redemoinho de vento, assim como Tornado. As duas, porém, saíram de linha para assumir como “sucessoras” a CB 300R, lançada em 2009, e a XRE 300. Porém, em 2015, a CB 300R também saiu de linha, para retornar a Twister 250 modernizada, em uma espécie de sucessora da sucessora. Em 2019, a Twister ganha novo painel, menor peso, visual mais esportivo e também a versão com freios ABS.
Esse vai e vem de modelos tem uma explicação. Em primeiro lugar, o mercado, com reação da concorrência, já que o Brasil é um dos países que mais compra motos com um quarto de litro, ou 250cm³, e em segundo lugar, as cada vez mais rigorosas normas ambientais de emissões (Promot), que barravam os motores mais antigos e poluentes, exigindo propulsores mais novos, com mais tecnologia e eficiência. A nova CB 250 Twister incorpora estes avanços, além das versões equipadas com freios combinados (CBS) e também a topo de linha com sistema ABS.
 
(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
 

MUDANÇAS A versão equipada com ABS tem decoração em laranja e preto, levemente inspirada no protótipo RC 213V, que disputa o Mundial de MotoGP, para conferir um visual mais esportivo. O motor de um cilindro e 249,5cm³, com tecnologia flex, conta com arrefecimento a ar, ajudado por radiador de óleo. Abastecida com gasolina (tanque com capacidade para 16,5 litros e bocal estilo aviação), entrega 22,4cv a 7.500rpm e torque de 2,24kgfm a 6.000rpm. Com etanol, a potência chega a 22,6cv a 7.500rpm e o torque sobe para 2,28kgfm a 6.000rpm.
 
O câmbio de seis marchas, com relações mais curtas, permite retomadas mais ágeis, facilitando a tocada, embora exija mais trabalho do piloto. A sexta marcha é mais longa para permitir velocidades mais altas nas estradas, com menor rotação. Tudo controlado pelo painel digital blackout, que minimiza os reflexos e agora conta com o computador de bordo que mede o consumo de forma imediata, ou pela média, além das outras funções usuais. A CB 250 Twister ABS também conta com rodas de liga leve com aros de 17 polegadas, calçadas com pneus sem câmara.
 
Motor de um cilindro entrega 22,6cv de potência com etanol(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
Motor de um cilindro entrega 22,6cv de potência com etanol (foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
 

SUSPENSÕES A suspensão traseira, do tipo mono com 108mm de curso, tem o recurso equivalente a duas molas “empilhadas”. A parte inicial, mais macia para proporcionar mais conforto, e a parte final, próximo ao fim de curso, mais dura, para suportar pisos mais irregulares, ou uma condução mais esportiva. A suspensão dianteira tem garfo telescópico não invertido com 130mm de curso. Os freios são a disco nas duas rodas (ABS em ambas), sendo ventilado de 276mm de diâmetro na dianteira e rígido de 220mm na traseira.
 
O painel digital blackout conta com o computador de bordo(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
O painel digital blackout conta com o computador de bordo (foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
 
 
O quadro é em tubos de aço do tipo diamond, com o motor fazendo parte da estrutura para reduzir peso. A CB 250 Twister ABS também aderiu à modernidade das setas com LED. Já o farol, com lâmpada convencional, tem formato de escudo e é integrado à mini-carenagem. Na traseira, alças para o passageiro mais anatômicas. O banco em dois níveis fica a 784mm do chão, facilitando o embarque e desembarque, e tem densidade e larguras adequadas para jornadas mais extensas. O peso a seco é de 137kg e o preço sugerido de R$ 15.140.
 
Rodas de liga leve com freios a disco e ABS(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
Rodas de liga leve com freios a disco e ABS (foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
 
 
A suspensão traseira mono tem mola com dois %u201Cestágios%u201D As setas contam com LEDs na iluminação(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
A suspensão traseira mono tem mola com dois %u201Cestágios%u201D As setas contam com LEDs na iluminação (foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
 


Publicidade