Continue lendo os seus conteúdos favoritos.
Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Tem até carro que voa!

Atrações da mostra suíça vão de modelos comuns, como Renault Clio e Peugeot 208, a um Bugatti com 1.500cv. %u201CSafra%u201D de veículos-conceito também é destaque no evento


postado em 09/03/2019 05:07

Aston Martin Lagonda All Terrain Concept(foto: Harold Cunningham/AFP)
Aston Martin Lagonda All Terrain Concept (foto: Harold Cunningham/AFP)

 

A edição 2019 do Salão Internacional do Automóvel de Genebra já abriu as portas ao público com novidades para todos os gostos, se estendendo até o dia 17. Para quem está mais ligado aos carros do dia a dia, desses mais possíveis de se ter na garagem, a mostra suíça guarda um duelo interessante entre os novos Renault Clio e Peugeot 208. É uma pena que a Renault do Brasil não venda mais modelos europeus no mercado brasileiro, mas apenas veículos da romena Dacia e projetos de baixo custo como o Kwid. Quanto ao compacto da Peugeot, é questão de tempo, talvez 2021, para vermos rodando por aqui, mas esperamos que a marca tenha mais respeito com o Brasil, não retirando elementos de segurança importantes como fez com a atual geração.

Quanto ao Clio, a maior novidade é a chegada de uma versão híbrida (E-TECH), que combina motor 1.6 a gasolina e dois elétricos. De acordo com o fabricante, em ciclo urbano, o veículo usa apenas o motor elétrico em 80% do tempo, poupando mais de 40% em combustível em relação a um carro convencional. A Peugeot apresentou o e-208, versão elétrica da nova geração, com motor de 136cv de potência e 26,5kgfm de torque, capaz de acelerar até os 100km/h em 8,1 segundos. As baterias de 50kWh dão autonomia de 340 quilômetros e podem reaver 80% de sua carga em apenas 30 minutos se ligadas a uma tomada de alto desempenho.

SUPERESPORTIVOS Em outro extremo, o Bugatti La Voiture Noire foi apresentado como o carro mais caro do mundo, avaliado em 11 milhões de euros (algo em torno de R$ 47 milhões). O motor é um monstruoso W16 de 8.0 litros, com quatro turbocompressores, 1.500cv de potência e 163kgfm de torque. Seu design envolvente traz elementos inspirados no belíssimo 57 SC Atlantic, que teve apenas quatro unidades produzidas entre os anos de 1936 e 1938.

Outra marca do Grupo Volkswagen, a Lamborghini apresentou o Aventador SVJ Roadster. Apesar de ser conversível, o esportivo é ainda mais potente que o cupê, ostentando um V12 de 759cv e 73,4kgfm de torque, que fazem o veículo acelerar até os 100km/h em 2,9 segundos. Para controlar esse foguete, além de tração integral e suspensão ativa magnética, o veículo também conta com rodas traseiras direcionais. Um teto rígido em fibra de carbono pode ser acoplado ao veículo nos dias de chuva, e guardado sob o capô nos dias de cabelos ao vento.

CONCEITOS Na seara dos conceitos, a Fiat apresentou o Centoventi – em comemoração aos 120 anos da marca –, que antecipa as linhas do Panda e, como não pode deixar de ser, do nosso Uno. O legal desse projeto é o potencial de personalização que o interior modular permite, com várias opções de teto (em tecido, com rack ou teto solar), para-choques, calotas e acabamentos externos. Vários acessórios podem ser obtidos por meio de impressão 3D. O veículo é construído sobre a nova plataforma de compactos da marca, que pode incluir três conjuntos extras de baterias, o que eleva a autonomia de 100 para 500 quilômetros.

Outro conceito carismático é o Volkswagen ID Buggy, que faz parte dos planos de eletrificação da marca. O buguinho usa plataforma modular elétrica e é uma forma de mostrar a versatilidade de aplicações da plataforma, que também poderá servir a pequenos fabricantes, como foi com o velho Fusquinha, que virou bugue, esportivos como o Puma, compactos como o Gurgel BR-800 e muito mais.

A Citroën destacou o pequeno Ami One Concept, sua visão de mobilidade urbana. O veículo ultracompacto tem propulsão elétrica e leva até duas pessoas, podendo ser usado tanto para compartilhamento quanto para aquisição. Já o conceito de motorhome The Citroënist Concept, baseado no SpaceTourer, agrega os valores de liberdade e compartilhamento. A configuração interna permite que duas pessoas durmam a bordo e também oferece um escritório conectado. A mobilidade é ampliada com a disponibilidade de uma bicicleta exclusiva da Martone.

Como toda marca de esportivos, a Aston Martin também procura por um SUV para pagar as contas. O conceito desse provedor já foi apresentado: o Lagonda All Terrain Concept, um utilitário-esportivo com muita personalidade, bem diferente do exótico sedã de mesmo nome lançado nos anos 1970. Não há muito detalhe sobre a motorização do SUV, apenas que será 100% elétrica.

Quer uma coisa realmente futurista? O PAL-V Liberty Pioneer Edition é um carro voador projetado na Holanda. A partir de US$ 500 mil (quase R$ 2 milhões) é possível adquirir o veículo, que é um triciclo com 102cv de potência quando roda pelas ruas. Na hora de levantar voo é preciso baixar as asas manualmente e acionar as hélices, que darão sustentação ao veículo. Diferente dos helicópteros, o Liberty precisa se deslocar para decolar e pousar, alcançando altitudes de até 3.500 metros e velocidade máxima de 180km/h.


Publicidade