Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Ícone modernizado

Com mudanças no visual, novo Chevrolet Camaro fica ainda mais esportivo sem perder a identidade. Ganhou câmbio automático de 10 marchas, mas mantém motor V8 de 461cv


postado em 01/12/2018 05:05

A capota pode ser aberta completamente em apenas 25 segundos, e por comando na chave(foto: fotos: chevrolet/divulgação)
A capota pode ser aberta completamente em apenas 25 segundos, e por comando na chave (foto: fotos: chevrolet/divulgação)



Mexer em um modelo icônico como o Chevrolet Camaro é sempre uma missão delicada. É complicado alterar as linhas de um esportivo que tem imagem tão representativa no segmento dos muscles cars, mas também não se pode parar no tempo e ver a concorrência caminhar para o futuro. Pensando nisso e de olho na nova geração do Ford Mustang, a General Motors resolveu dar um tapa no visual do Camaro, que chega na linha 2019 modernizado, ainda mais esportivo. O motor V8 de 461cv foi mantido, mas agora trabalha em conjunto com o câmbio automático de 10 marchas. O modelo traz ainda controle de arrancada e sistema para “fritar” os pneus no asfalto. A GM revelou que o Camaro chegará ao mercado brasileiro no início de 2019, quando seu preço será revelado.


O Chevrolet Camaro chegou ao Brasil em 2010, em sua quinta geração. Agora, na linha 2019, mostra sua nova cara nas carrocerias cupê e conversível. As linhas são basicamente as mesmas, mas o modelo ganhou modificações pontuais que deram um toque ainda mais esportivo. A dianteira perdeu os elementos cromados e ganhou um “bocão” com a cor preta predominando, conferindo mais agressividade ao modelo. A gravatinha símbolo da marca agora tem o contorno em aço escovado e o fundo vazado, auxiliando na refrigeração do motor. Os faróis ganharam nova assinatura de LED e o para-choque agora tem desenho ainda mais recortado, com enorme entrada de ar.


O capô, que tinha duas saídas de ar na vertical, voltou a ter apenas uma central, como já teve em gerações anteriores. As lanternas traseiras agora são em dois elementos, mais individualizados, e com LEDs. As rodas de alumínio de 20 polegadas têm desenho mais esportivo, com pintura acetinada no cupê e pretas de alto-brilho no conversível, e são calçadas com pneus de medidas diferentes: 245/40 ZR20 (dianteiros) e 275/35 ZR20 (traseiros). São mais largos na traseira, onde se concentra a tração. São pneus do tipo Run Flat, que podem rodar emergencialmente mesmo furados.

DESCAPOTÁVEL No modelo conversível, a abertura da capota pode ser comandada pela chave, sendo aberta completamente em 25 segundos. E a capota também pode ser aberta com o carro em movimento a uma velocidade de até 50km/h. O novo Camaro tem iluminação ambiente em LED com 24 cores, com a opção em degradê. As cores podem mudar de acordo com a vontade do motorista ou em sintonia com a performance do carro. O retrovisor interno passa a contar com tela embutida que mostra a imagem de câmera instalada na traseira. Como o carro tem linha de cintura elevada e vidro traseiro estreito, a visibilidade fica comprometida.


O novo Camaro traz bancos esportivos revestidos em couro, com ventilação, aquecimento e ajustes elétricos, painel customizável, Heads-up Display, sistema de áudio Bose, terceira geração do multimídia MyLink, ar-condicionado dual zone e partida remota da ignição. No quesito segurança, destaque para os oito airbags.


A GM optou por não mexer no motor, que continua o mesmo V8 de 6.2 litros de 461cv e 62,9kgfm de torque. A novidade é o novo câmbio automático de 10 marchas (o mesmo do Ford Mustang), que substitui o outro de oito velocidades. Com esse conjunto, o Camaro acelera até 100km/h em 4,2 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 290km/h para o cupê. O modelo conta com quatro modos de condução, sendo passeio, que privilegia o conforto; o sport, que foca no desempenho esportivo; o pista, para performance máxima em circuitos fechados; e neve, para pisos de baixa aderência. Para segurar a fera, os freios são Brembo, com discos enormes e quatro pistãos de acionamento.

DIRIGINDO Dirigimos o novo Camaro em voltas bem rápidas no circuito da Fazenda Capuava, em Indaiatuba (SP). Pena que o que é bom dura pouco. Mas mesmo assim deu para curtir o brinquedinho, que despeja força descomunal quando se pisa no acelerador. Mas também pode proporcionar uma condução mais amigável na cidade, se o motorista for mais comedido. O câmbio tem um escalonamento mais curto entre as marchas e para quem curte uma tocada bem esportiva, é só deixar o juízo em casa e ir se divertir na pista, pois o motor trabalha em rotações elevadas, com respostas muito rápidas.
O Camaro 2019 ganhou a função de controle de largada, launch control, desenvolvida especificamente para autódromos. Ele permite aceleração máxima com total eficiência na arrancada, com o mínimo de escorregamento das rodas traseiras. Basta pisar firme no freio para segurar o carro, enquanto o pé direito pisa fundo no acelerador, elevando o giro do motor. Um gráfico no quadro de instrumentos aponta o momento exato para liberar o freio. E aí é só curtir a arrancada.


Outro brinquedinho interessante no novo Camaro é o sistema burnout, que permite “fritar” os pneus no asfalto, exercendo a função de aquecimento, sem que o veículo saia do lugar. Além de exigir cuidado na manobra, o sistema é para quem não tem dó do bolso, já que cada fritada é garantia de desgaste prematuro dos pneus, que não são baratos. O modelo traz ainda sistema de vetorização do torque (Torque Vectoring), que usa recursos do controle eletrônico de estabilidade para a máxima performance do carro em curvas, possibilitando que as rodas recebam quantidade certa de força, na medida exata para a otimização da tração. Conta também com um sistema de ressonadores que intensifica o ronco do som do motor dentro da cabine em giros mais altos.


O Camaro 2019 será vendido no Brasil a partir de fevereiro de 2019 nas cores azul Egípcio, o laranja imperial e o amarelo persa, branco summit, preto ouro negro e vermelho tinto. Produzido nos Estados Unidos, a sexta geração do Camaro não teve seus preços revelados para o Brasil, mas deve ficar próximo dos R$ 315 mil, ou um pouco menos, para ficar mais barato que seu arquirrival Ford Mustang.

(*) Jornalista viajou a convite
da General Motors


Publicidade