Publicidade

Estado de Minas ECOLOGIA

Série inédita denuncia devastação da floresta amazônica

Atração estreia neste domingo (16/1), na TV Cultura, e traça um painel do desmatamento na região do Acre, Amazonas e Rondônia


16/01/2022 04:00 - atualizado 15/01/2022 04:46

Cena da série Amazônia: entre a vida e a morte
Fogo e fumaça tomam conta da paisagem amazônica (foto: TV CULTURA/DIVULGAÇÃO)

A série inédita “Amazônia: entre a vida e a morte” estreia neste domingo (16/1), às 16h30, na TV Cultura. A produção, parceria com o Amazon Rainforest Journalism Fund e o Pulitzer Center, revela a situação no novo polo de desmatamento na Amazônia. A região, na divisa dos estados do Acre, Amazonas e Rondônia, é chamada de Amacro. A nova série é dividida em quatro episódios.

A equipe, comandada pela repórter Laís Duarte, viajou de Porto Velho, em Rondônia, à cidade de Lábrea, no Amazonas, pela rodovia BR-319. A estrada corta mais de 100 terras demarcadas e unidades de conservação. Entretanto, a rodovia está sendo reasfaltada, obra que recebe duras críticas dos ambientalistas e dos povos indígenas.

A ambientalista Ivaneide Bandeira, que vive numa espécie de bunker, cercada de grades e câmeras por causa das constantes ameaças de morte que recebe, é entrevistada na série que mostra que a taxa de desmatamento na Amazônia legal brasileira teve aumento de quase 22% em um ano, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Esse é o maior índice de devastação da maior floresta tropical do mundo desde 2006, segundo as medições do projeto que monitora a destruição na Amazônia Legal, o Prodes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade