Publicidade

Estado de Minas TELEVISÃO

Cauã Reymond comemora a oportunidade de viver gêmeos em série e novela

Ator, que se ''multiplicou'' em quatro personagens em ''Dois irmãos'' e ''Um lugar ao sol'', diz que desafio foi importante para sua carreira


14/11/2021 04:00 - atualizado 14/11/2021 21:53

Em cena da novela ''Um lugar ao sol'', o ator Cauã Reymond, com flor na lapela, parte bolo de casamento ao lado da sorridente personagem de Alinne Moraes
Passando-se pelo irmão Renato, Christian quer vencer na vida e se casa com a milionária Bárbara (Alinne Moraes) (foto: Globo/divulgação )

Em “Um lugar ao sol”, novela que acaba de estrear na Globo, Cauã Reymond interpreta gêmeos pela segunda vez. A primeira foi na minissérie “Dois irmãos”, baseada no livro de Milton Hatoum, exibida pela emissora em 2007.

Na trama de Lícia Manzo, os personagens Christian e Christofer/Renato se separam definitivamente com a morte do filho adotivo de Elenice (Ana Beatriz Nogueira). Criado em um abrigo, o irmão assume a identidade do rapaz. Por serem tão parecidos e, ao mesmo tempo, tão diferentes, os papéis deram mais trabalho ao ator.

“Tive a sorte de fazer gêmeos na minissérie 'Dois irmãos'. Receber esse desafio duas vezes é algo raro. Tenho a meu favor o texto da Lícia (Manzo) ser profundo e apontar caminhos sólidos para os personagens. O Maurício (Farias, diretor) também estava muito aberto para discutir as cenas”, conta Cauã.
 
Em cena da novela ''Um lugar ao sol'', a atriz Andréia Horta estende o braço e dá a mão ao ator Cauã Reymond, que usa óculos
Ambição faz Christian abrir mão do amor por Lara (Andréia Horta) (foto: Globo/divulgação )
 

TROCA

No folhetim, Christian vê a oportunidade de ter uma vida melhor com a morte de Renato. Guiado por esse desejo, o protagonista troca o amor por Lara (Andréia Horta) pelo casamento com Bárbara (Alinne Moraes), namorada do gêmeo falecido.

O único elo de Christian com o passado é seu melhor amigo, Ravi (Juan Paiva), que guarda o segredo.

“Foi muito impactante, porque um dos irmãos é adotado e o outro, não. Fica a mágoa, o desejo de ter tido as mesmas oportunidades. Eu me entrego a todos os meus personagens. No meu ofício, dou uma parte enorme de quem sou durante um período de tempo. Que esse trabalho gere muita reflexão”, comenta Cauã.

“Um lugar ao sol” foi totalmente gravada antes de ir ao ar – com finais alternativos para garantir alguma surpresa. O ator acredita que essa experiência contribuiu positivamente para alguns aspectos da trama, mas exigiu um rigor maior da equipe. Ele filmou cenas com até 30 capítulos fora de ordem, a fim de facilitar o trabalho da produção com os protocolos de saúde.

“Pude construir silêncios para o personagem, com a ajuda da direção, por ter um arco dramático bem definido. Durante a pandemia, a gente parou de trabalhar duas vezes, e isso deu uma dramaticidade às situações. Em alguns momentos, filmamos um número de sequências menor. Porém, em outros, fizemos uma novela corrida”, revela.

Para as cenas de Christian e Christofer/Renato juntos, Cauã contou com a ajuda do irmão, Pável Reymond, como dublê. A indicação veio da atriz Alinne Moraes, que conhecia o rapaz por já ter namorado o colega de elenco entre 2002 e 2005.

Cauã conversou com o diretor artístico Maurício Farias, que aprovou o dublê. Pável lhe deu apoio emocional nas cenas. Na verdade, os dois realizaram um desejo da mãe deles, Denise Marques, que morreu em janeiro de 2019.

“Era um sonho da minha mãe. Ela falou, no leito de morte, que queria a gente junto para sempre. 'Um lugar ao sol' trouxe esse lugar sincero”, comenta Cauã.
 

''No meu ofício, dou uma parte enorme de quem sou durante um período de tempo. Que esse trabalho gere muita reflexão''

Cauã Reymond, ator

 

IMPACTO

Durante a preparação para o papel, o ator se deparou com um fato até então desconhecido por ele. Sua mãe havia sido adotada, assim como o seu personagem. A revelação o impactou, contribuindo para a composição dos gêmeos.

“Minha mãe foi adotada em uma situação muito triste. A irmã dela morreu por desnutrição e a família a entregou para alguém. Minha mãe foi de mão em mão, até chegar na minha avó. Descobri isso conversando com Pável, no processo de preparação para a novela. A busca do gêmeo por possibilidades me fez lembrar da trajetória da minha mãe”, afirma.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade