Publicidade

Estado de Minas O QUE A VIDA ME ROUBOU

Amor e preconceito


postado em 19/04/2020 04:00 / atualizado em 17/04/2020 20:38

Alessandro (Sebastián Rulli), Montserrat (Angelique Boyer) e José Luis (Luis Guzmán) protagonizam o folhetim mexicano (foto: Televisa/SBT/divulgação)
Alessandro (Sebastián Rulli), Montserrat (Angelique Boyer) e José Luis (Luis Guzmán) protagonizam o folhetim mexicano (foto: Televisa/SBT/divulgação)
A novela mexicana O que a vida me roubou está de volta à programação do SBT/Alterosa a partir desta segunda-feira (20), em substituição a Meu coração é teu, exibida às 17h15. A narrativa principal da trama gira em torno de uma história de amor interrompida devido a diferenças entre níveis sociais. O trio Angelique Boyer, Sebastián Rulli e Luis Roberto Guzmán protagoniza o folhetim. Ainda estão no elenco Daniela Castro, Sergio Sendel, Grettel Valdez e Osvaldo Benavides que também integram o casting principal da trama.
 
O que a vida me roubou se passa em Água Azul, onde vive a bela Montserrat (Angelique Boyer), uma jovem que sempre foi dominada por sua mãe Graciela, cuja única preocupação é o seu elevado status na sociedade, mesmo que a família esteja financeiramente arruinada. Montserrat, apesar de fazer tudo o que sua mãe lhe diz, secretamente mantém um relacionamento com José Luis (Luis Guzmán), com quem planeja se casar. Mas o marido  “escolhido” para a protagonista é Alessandro (Sebastián Rulli) e a matriarca faz de tudo para aproximá-los.

Mas Alessandro deixa Água Azul e o folhetim mexicano “pega fogo” quando Demétrio, irmão de Montserrat, descobre o relacionamento dela com José Luis e decide contar para sua mãe que tenta de todas as formas separar os dois. A partir daí, a trama mistura paixões e disputas em torno de questões financeiras.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade