Publicidade

Estado de Minas REPORTAGEM DE CAPA

Erika Januza diz que a tenista Marina representa a mulher negra na TV

Atriz de 'Amor de mãe' torce para que sua personagem supere as adversidades, se torne campeã e grave cena com a supertenista Serena Williams


postado em 01/03/2020 04:00


Para a mineira Erika Januza, o mundo dá voltas. Por isso, a atriz espera que os momentos ruins de Marina passem e ela ganhe um futuro vitorioso em Amor de mãe. Na novela das nove da Globo, a personagem já perdeu patrocínio, operou o joelho, recebeu a notícia de que pode nunca mais voltar ao tênis como profissional e terminou o namoro com Ryan (Thiago Martins) após uma traição. No entanto, sua intérprete acredita numa virada na vida da esportista.

“Acho que, no final, ela será campeã no tênis. Meu desejo é que Serena (Williams, tenista) venha para o Brasil e a gente grave uma cena. Depois, que a personagem vá embora para o exterior e o Ryan tenha de aceitar essa decisão. Tomara que Marina fique muito famosa”, aposta Erika.

GARÇONETE Moça humilde, Marina se dividiu entre o esporte e o trabalho como garçonete de bar. A personagem retrata as dificuldades enfrentadas por aqueles que sonham em ser campeões, apesar da falta de incentivo.

“Um atleta de jiu-jítsu me parou outro dia, dizendo que tem de trabalhar o dia inteiro e, quando sai do emprego, ainda precisa treinar. Se fica machucado, não tem tempo pra cuidar nem condições ou patrocínio. Ele me falou que, apesar de serem esportes diferentes, se sentiu representado ao ver os perrengues da Marina”, comenta a atriz.

Além de atletas se identificarem com a trajetória da tenista, a personagem serve de inspiração para outras pessoas. Diariamente, Erika recebe mensagens de fãs pelas redes sociais, contando que decidiram cortar o cabelo como o da personagem.

De acordo com a atriz, o visual de Marina passa a mensagem de empoderamento feminino. Dessa forma, ela vê as mulheres negras se sentindo representadas na TV.

“Quando aconteceu o corte, comecei a chorar. Mas depois de ver o resultado, me perguntei por que não tinha feito aquilo antes. As pessoas cortam o cabelo, me mandam a foto e reposto. Não tenho publicado todas porque são muitas, mas coloco umas cinco por dia. Tem de senhoras a pessoas mais jovens. Nem imaginava que esse seria o look da Miss Universo”, relata a atriz, referindo-se à sul-africana Zozibini Tunzi, vencedora do concurso realizado em dezembro de 2019

''Meu desejo é que Serena (Williams) venha para o Brasil e a gente grave uma cena''

Erika Januza, atriz


SUBURBIA

Erika afirma que não se deslumbra com a profissão. Nascida em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a atriz, de 34 anos, estreou na TV como protagonista da série Suburbia (Globo), em 2012, dirigida por Luiz Fernando Carvalho.

Desde então, a mineira vem batalhando por personagens de destaque. Fez trabalhos importantes na novela O outro lado do paraíso, exibida pela Globo em 2017, e na série Arcanjo renegado, do Globoplay, que já tem a segunda temporada confirmada.

“A Erika de 2020 tem tudo da Erika de Suburbia. Sou mais madura, mas continuo do mesmo jeito daquela que não era nem atriz ainda. Há oito anos trabalho na televisão – Amor de mãe é a minha terceira novela das nove. Antes, ninguém acreditava em mim, diziam que era louca. Não me imaginava como atriz e queria ser modelo. Foi o fato de querer modelar que me trouxe para a carreira de atriz”, conclui. (Estadão Conteúdo)

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade