Publicidade

Estado de Minas

Ruim como ela só


postado em 16/02/2020 04:00 / atualizado em 14/02/2020 12:43

(foto: João Miguel Júnior/globo)
(foto: João Miguel Júnior/globo)
Guilhermina Guinle vive Dominique, a malvada e dominadora de Salve-se quem puder, na Globo

'É muito bom fazer a vilã' 

A inescrupulosa advogada Dominique (Guilhermina Guinle) também quer levar o sobrinho Renzo (Rafael Cardoso) para o mal caminho(foto: Joaõ Miguel Júnior/globo)
A inescrupulosa advogada Dominique (Guilhermina Guinle) também quer levar o sobrinho Renzo (Rafael Cardoso) para o mal caminho (foto: Joaõ Miguel Júnior/globo)
Apesar de se sentir distante de sua personagem, Guilhermina Guinle afirma que atuar com crueldade é grande exercício cênico. Em Salve-se quem puder, atriz dá vida a Dominique

Guilhermina Guinle interpreta Dominique, a grande vilã de Salve-se quem puder. Na novela das 19h da Globo, a advogada faz parte de uma organização criminosa internacional e foi quem atirou contra o juiz Vitório (Aílton Graça). No dia do crime, Alexia/Josimara (Deborah Secco), Kyra/Cleyde (Vitória Strada) e Luna/Fiona (Juliana Paiva) foram testemunhas e agora são perseguidas pela tia de Renzo (Rafael Cardoso). Mesmo com a notícia de que o trio morreu no furacão, ela ainda fica desconfiada e manda o sobrinho vigiar os parentes das mocinhas.

"É muito bom fazer uma vilã. É divertido porque você acaba falando coisas que jamais falaria na vida. Quando você lê o texto, vê aquelas coisas horrorosas. Minha personagem maltrata a empregada, dá ordens o tempo todo, é bem distante de mim. Fica mais legal de fazer, pois é um grande exercício de atriz", comemora Guilhermina.

Na trama, Renzo discorda dos métodos de trabalho de Dominique, mas não consegue se desvencilhar do domínio dela. O rapaz é grato por ela ter lhe proporcionado uma vida confortável. Porém, se de um lado a tia torce para trazê-lo para o time do mal, a governanta Lúcia (Cristina Pereira) se dedica a protegê-lo e incentivá-lo a romper com os caminhos propostos pela vilã. Segundo a intérprete, no fundo, esse lado bom de Renzo deverá prevalecer.

"O personagem do Rafael é um menino bom. A Dominique que quer levá-lo para o mau caminho. Pelo que a gente tem visto até agora, a índole do Renzo é boa. O pai dele sumiu no mundo e o deixou para a tia criar. Apesar de ter capangas, ela deseja que o sobrinho fique ao seu lado, pois é alguém de confiança", observa.

Em sua preparação para viver uma advogada, Guilhermina não buscou a ajuda de filmes ou séries Desta vez, a atriz preferiu contar com o marido, o advogado Leonardo Antonelli, a quem recorreu para saber alguns termos técnicos. Segundo ela, outra dificuldade é ter uma linguagem mais formal, normalmente usada por esses profissionais.

"Ainda bem que tenho um advogado em casa, porque é muita informação que esses profissionais passam num português correto. Então, leio algumas cenas pra ele, pergunto coisas sobre CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), mas a gente fica tenso para decorar e falar a informação certa do texto", entrega.

''É divertido (fazer vilã) porque você acaba falando coisas que jamais falaria na vida. Quando você lê o texto, vê aquelas coisas horrorosas''

Guilhermina Guinle, atriz


PRÓXIMO PROJETO 
Guilhermina Guinle disse que foi convidada por Walcyr Carrasco para a continuação de Verdades secretas, produção prevista para ir ao ar em 2021 no Globoplay. Na supersérie de 2015, ela interpretou Pia Lovatelli, que era a ex-mulher de Alex (Rodrigo Lombardi). A atriz afirma que ainda não tem informações sobre como a personagem voltará, mas acha que Pia pode ter mudanças nessa nova fase.

"Walcyr me convidou. Achei muito interessante e me pergunto como será essa continuação. Foi um dos trabalhos que mais gostei. A gente realmente fazia cinema em televisão. Antes foi com o Mauro Mendonça (Filho) e agora será com a Amora Mautner. Vou olhar no Globoplay como era a Pia para me lembrar, mas, com o tempo, as pessoas mudam. Pode ser uma nova Pia", conta.  

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade