Publicidade

Estado de Minas

Sem medo da 'concorrência'

Sertanejo quer o quinto título do The voice, mas leva a disputa com Lulu, Iza e Ivete de forma amistosa


postado em 04/08/2019 04:10

Michel Teló com Iza, Ivete Sangalo e Lulu Santos no The voice Brasil(foto: Raquel Cunha/divulgaÇÃO)
Michel Teló com Iza, Ivete Sangalo e Lulu Santos no The voice Brasil (foto: Raquel Cunha/divulgaÇÃO)

Em busca do seu quinto título consecutivo, Michel Teló “chega chegando” na oitava temporada do The voice Brasil. O cantor é o único técnico tetracampeão do reality musical da Globo e, por isso, é alvo das estratégias de Ivete Sangalo, Lulu Santos e Iza, que pretendem desbancá-lo. No entanto, o sertanejo conta que a competição não passa de diversão entre eles e o foco principal é o talento de cada membro dos times montados. Mesmo assim, admite que, sempre que puder usar o botão de bloqueio como aliado, para eliminar a concorrência, fará sem medo. Na entrevista a seguir, o cantor de 38 anos entrega se pensa no pentacampeonato, diz o que acha da entrada de Iza no lugar de Carlinhos Brown e explica como está usando o botão de bloqueio como estratégia. Além disso, Teló também se derrete pelo carinho que o público tem pela sua esposa, a atriz Thais Fersoza, e os filhos Melinda e Teodoro. E conta como administra a correria da carreira com o tempo que dedica à família.

Você ganhou as últimas quatro temporadas do The voice Brasil. Neste ano, acredita no pentacampeonato?
Rumo ao penta (risos)! A gente vem para se divertir. De verdade, eu não imaginava que falaria isso. Participei quatro vezes e ganhei em todas. É surreal para mim. Já estou no lucro, mas tenho muito carinho ao fazer o programa. Se deu certo antes, estamos aqui de novo e vamos pra cima, com tudo!

Nesta temporada do The voice, Iza está no lugar de Carlinhos Brown e foi ampliado o uso do botão de bloqueio. Como você encarou as mudanças?
Primeiro, a Iza está sensacional. Ela é uma menina extremamente talentosa, que canta muito, entende de música, conversa com a galera, dá conselhos e sabe o time que quer montar. E os candidatos curtem uma novidade! Quanto ao bloqueio, aumenta a rixa e dá para dar uma zoada nos companheiros. É maravilhoso! O botão do bloqueio é nosso parque de diversão.

Que balanço você faz dos candidatos desta nova temporada?
O nível é impressionante, tem muita voz boa. A cada ano, a gente se pergunta como é que vamos superar o anterior, mas este realmente está incrível, com grandes cantores.

Como você se sente diante do carinho do público por sua família?
É um amor que a gente sente das pessoas para com a Thais, com a Melinda, com o Teodoro, que levamos de uma forma muito natural. Acho que as pessoas se identificaram com isso. Sou suspeito, porque sou pai, mas quando a gente recebe esse carinho tem de agradecer a Deus.

Você vai incentivar seus filhos caso eles queiram seguir a carreira artística?
No começo do ano, eles foram ao meu musical Bem sertanejo, e tem uma parte em que apareço em cima de um touro, cantando. Até hoje, eles cantam aquelas músicas, marcou bastante. O Teodoro e a Melinda pedem para ir aos shows. Eles amam cantar, passam o dia todo assim. É natural essa influência. Teodoro pega um instrumento e sai tocando. O que eles quiserem, a gente vai incentivar, ajudar, ensinar... Thais é uma artista sensacional, uma atriz incrível. Eles vão tê-la como exemplo também. Será uma mistura boa.

Você concilia a TV com a carreira musical e a família. Como administra seu tempo?
O desafio é organizar a agenda. O The voice dura intensos três meses e meio. Também tenho shows nos finais de semana e o musical, que a gente faz algumas temporadas. Esse ano, ainda tem o quadro Bem sertanejo, no Fantástico (Globo). É um projeto muito legal, tenho orgulho de fazer. E o lançamento do meu novo EP, que foi no dia 26 de julho e se chama Churrasco do Teló. É bastante trabalho, mas vou administrando. Quando venho para o The voice, trago a família para o Rio de Janeiro e, às vezes, dá tempo de ir à praia. Faço o que posso para estar junto com eles, porque é a coisa mais importante da minha vida. Esse está sendo o tempo ideal para ficar com a família.  (Estadão Conteúdo)
 

“Participei quatro vezes e ganhei em todas. É surreal para mim... Se deu certo antes, estamos aqui de novo e vamos pra cima, com tudo!”

“A Iza está sensacional. Ela é uma menina extremamente talentosa, que canta muito, entende de música, conversa com a galera, dá conselhos e sabe o time que quer montar”

“O botão do bloqueio é nosso parque de diversão”

“É um amor que a gente sente das pessoas para com a Thais, com a Melinda, com o Teodoro, que levamos de uma forma muito natural”


Publicidade