Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

"Jerônimo vai me dar cacife pra fazer qualquer coisa"


postado em 10/02/2019 05:04

Jesuíta Barbosa é Jerônimo e contracena com Rafael Vitti (João) na novela global Verão 90(foto: João Cotta/Globo)
Jesuíta Barbosa é Jerônimo e contracena com Rafael Vitti (João) na novela global Verão 90 (foto: João Cotta/Globo)

Jesuíta Barbosa impressiona por seu talento, carisma e gentileza. Em Verão 90, novela das 19h da Globo, o ator deixa pra trás as lembranças de trabalhos anteriores para explorar outra faceta na pele do vilão cômico Jerônimo. Na trama de Izabel de Oliveira e Paula Amaral, o personagem foi uma das estrelas do Patotinha Mágica. Porém, com o fim do grupo, guardou ressentimento e alimentou a inveja que sempre sentiu de João (Rafael Vitti). Inconformado com a vida atual, ele rompe com a mãe, Janaína (Dira Paes), e desafia o irmão pelo amor de Manuzita (Isabelle Drummond).

“É uma relação com a mãe que, de repente, vai para um lugar muito difícil. Porque ele assume que não quer mais e ela também. Para mim, é um absurdo quando duas pessoas que são mãe e filho não dão certo. A Dira é muito maternal e eu tenho um carinho grande por ela desde sempre, por vê-la no cinema”, conta o ator.

Segundo o ator, Jerônimo é uma mistura de Laura de Celebridade (2004) com Maria de Fátima de Vale tudo (1988). “Jerônimo é uma nova Laura. Mas Vale tudo também é referência porque tinha a coisa do silêncio, do olhar, do gestual e isso era muito bom. Hoje em dia é tudo tão picotado. Sempre quis fazer novela que tivesse cara de novela e apareceu essa oportunidade. Acho que elas estão se modificando e Verão 90 pode ser uma das últimas que tenha esse formato”, relata.

PROTAGONISTA Mesmo com personagens de sucesso em séries e no cinema, Jesuíta conta que sempre desejou a experiência de fazer uma novela. Segundo o ator, ele queria que sua avó Terezinha pudesse assisti-lo lá de Parnamirim, interior de Pernambuco. No entanto,  também sinaliza que não vê a televisão como o último degrau a ser alcançado. Pelo contrário, o ator avalia que ainda precisa trabalhar muito.
“Queria fazer novela pra minha avó me assistir. Estou aprendendo essa linguagem, que está atingindo a minha memória, principalmente de decorar textos de um dia pro outro. Não sabia que eu tinha essa capacidade. Isso vai me dar cacife pra fazer qualquer coisa”, avalia.

Jesuíta teve papéis de destaque durante sua trajetória televisiva, mas o Jerônimo de Verão 90 é seu primeiro protagonista. Apesar da consciência de que estará com mais frequência na telinha, ele conta que está tentando se acostumar com a ideia de ser mais reconhecido nas ruas. “Estou me tremendo ainda. Aparecer tanto na televisão todo dia... Porque nas minisséries eram papéis que ficavam por ali e depois se revelavam. Aqui é todo dia, me assusta um pouquinho.” (Estadão Conteúdo)


Publicidade