Publicidade

Estado de Minas

Pra lá de Marrakesh

Brasil é um dos mercados estratégicos para o turismo do Marrocos


postado em 10/12/2019 04:00

Alvoroço constante ao entardecer na Djemaa El Fnaa, principal praça de Marrakesh (foto: Miltiadis Fragkidis /Unsplash)
Alvoroço constante ao entardecer na Djemaa El Fnaa, principal praça de Marrakesh (foto: Miltiadis Fragkidis /Unsplash)

 
 
Dotado de tradições singulares e uma rica cultura, o Marrocos atrai cada vez mais visitantes em busca de diferentes experiências em viagem, e o turista brasileiro não é diferente. De acordo com o Turismo do Marrocos, o Brasil se tornou um dos quatro mercados prioritários para a promoção turística do destino, grupo que conta com países potenciais para o aumento de emissão como China, Rússia e EUA.
 
“Trabalhamos a divulgação do Marrocos em mais de 30 países, mas vemos nesses mercados a oportunidade de crescimento. O brasileiro tem mudado a sua percepção de viagem e busca cada vez mais vivenciar culturas diferentes”, explica Abdellatif Achachi, diretor do Turismo do Marrocos para Portugal e Brasil.
 
Dentro da estratégia de promoção turística está o reforço das atrações do Marrocos. Para isso, o órgão de turismo promoveu, aqui no Brasil,  a Semana Marroquina, evento aberto ao público realizado no Conjunto Nacional, em São Paulo. A programação contou com diversas experiências gratuitas, como pintura corporal com hena, artesanato, o famoso calígrafo Filali Baba e o grupo de música marroquina Benjelloun, além de desfiles com o traje tradicional marroquino, o caftã. “Esses são atrativos autênticos do nosso país e, por serem completamente diferentes da cultura brasileira, chamam muito a atenção”, ressalta Achachi.
 
Durante uma viagem ao Marrocos, os viajantes podem vivenciar muito mais dessas características únicas, principalmente na hotelaria. O país conta com excelente capacidade hoteleira, que oferece desde hotéis luxuosos cinco estrelas e de grandes redes até os fabulosos riads, que são casas típicas marroquinas de arquitetura tradicional transformadas em hospedagem. Ao todo, são mais de 2 mil unidades em todo o território.
 
Segundo Achachi, os destinos mais buscados pelos visitantes do Brasil são Marrakesh, Fez e Rabat. “Queremos ir além e mostrar destinos pouco conhecidos, mas que realmente valem a visita, por toda a sua história e autenticidade”, relata. Um dos produtos que mais se destacam é o circuito de Mil Kasbah, no Deserto do Saara. A bordo de um veículo 4x4, o trajeto explora as paisagens de Ouarzazate, Zagora, Vales de Dadès até Erfoud e termina nas dunas de Mezzouga.
 
Em 2018, o Marrocos registrou a visita de 60 mil brasileiros, número que representa um crescimento de 13% comparado ao ano anterior. “Tivemos um excelente resultado para um ano difícil na economia do Brasil”, afirma. O mercado manteve média de 22% de aumento entre 2012 e 2018, crescendo, de maneira exponencial, 3,7 vezes o número de turistas desde o início deste período. Para 2019, a expectativa é manter o crescimento entre 5% e 10%.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade