Publicidade

Estado de Minas FLÓRIDA

Aproveite a diversão muito além dos parques da Disney

West Volusia é uma boa dica para quem quer contato com a natureza e conhecer a cultura norte-americana


postado em 03/12/2019 04:00 / atualizado em 10/06/2020 20:14

Daytona Beach, na costa atlântica da Flórida. Local oferece ótimas alternativas de restaurantes e de passeios(foto: Chris Joy/Visit Florida)
Daytona Beach, na costa atlântica da Flórida. Local oferece ótimas alternativas de restaurantes e de passeios (foto: Chris Joy/Visit Florida)

 
Para quem for passar pelo condado de West Volusia, uma boa opção de cidade para se hospedar é Daytona Beach, na costa atlântica da Flórida. Além de ser perto das principais atrações da região, oferece ótimas alternativas de restaurantes e de passeios. Por lá são realizadas as 500 milhas de Daytona, que abre a temporada da Nascar. Na pista, há um museu que relembra grandes feitos em corridas realizadas no local.
 
Também no condado de West Volusia, a pouco mais de uma hora de carro de Orlando, vale a pena conhecer o  DeLeon Spring, um dos parques mais visitados na Florida. O local, rodeado por uma floresta subtropical que agora é uma reserva nacional, era ocupado por tribos timucua. Os povos nativos batizaram as nascentes de Acuera, cuja tradução é “águas que curam”.
 
Por lá, um bom jeito de começar o dia é tomar café da manhã no The Old Sugar Mill, um ambiente tipicamente dos EUA, frequentado por famílias locais. O tradicional restaurante oferece a opção “cook-your-own pancakes”, em que o cliente escolhe os ingredientes e prepara suas próprias panquecas nas mesas, que são equipadas com chapas. A experiência vale muito a pena, especialmente para os que não vão sozinhos. E não é preciso ser um grande cozinheiro... No fim das contas, tudo dá certo.
 
Depois do café da manhã, há várias atividades, seja na água ou fora dela. Outra alternativa é conhecer mais um parque na região. Uma boa opção é o Blue Spring State  Park, em Orange City, a uma hora e meia de carro de Orlando. Com uma estrutura simples, mas bastante organizado e muito bonito, o local oferece atividades como natação, mergulho, snorkel, passeios de boia, de canoa e caiaque.
 
Outra atração por lá são os peixes-boi, mamíferos que vão para as springs quando as águas do Golfo do México esfriam. Isso porque a temperatura nas nascentes é estável durante o ano quase todo, por volta dos 22oC. O período em que os animais se aglomeram por lá vai de 15 de novembro a 31 de março, durante o inverno no hemisfério norte. Nesse tempo, o acesso às águas é limitado ou proibido em vários desses parques e nascentes.
 
Os esforços de preservação ambiental fizeram com que o número de peixes-boi em Blue Spring aumentasse de forma impressionante. Em 1970, dois anos antes da abertura do parque, pesquisadores identificaram 14 animais na região. Em 2018, a quantidade saltou para 485, recorde durante esse período.

* O repórter viajou a convite do Visit Flórida

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade