Publicidade

Estado de Minas

Não quer pagar caro no réveillon? Então fique de olho nas nossas dicas

Começar a organizar as férias com 2 meses de antecedência pode garantir economia para quem pretende realizar uma viagem nacional


postado em 24/09/2019 04:00 / atualizado em 27/09/2019 11:43

Queima de fogos na Praia de Copacabana: milhares de turistas comemoram a entrada do ano no Rio de Janeiro(foto: Daniel RAMALHO/AFP)
Queima de fogos na Praia de Copacabana: milhares de turistas comemoram a entrada do ano no Rio de Janeiro (foto: Daniel RAMALHO/AFP)

Faltam menos de três meses para o fim do ano e muitos brasileiros já estão planejando as festas de Natal e réveillon. Para quem quer viajar, comprar com antecedência é uma das principais dicas para conseguir passagens e pacotes mais baratos. O fim do ano é considerado alta temporada e, portanto, uma das épocas mais caras para viajar. Porém, com planejamento e ajuda da tecnologia é possível realizar uma viagem com ótimo custo/benefício.
 
Para economizar, é preciso levar em conta, além da temporada, o destino e o deslocamento. De acordo com o buscador de passagens TurismoCity, plataforma que reúne, compara e envia em primeira mão aos usuários voos disponíveis e passagens aéreas promocionais para diversos destinos, comprar com antecedência pode garantir uma boa economia.
 
“Para destinos nacionais, comprar com antecedência de aproximadamente dois meses da data é uma maneira de encontrar passagens com preços mais baratos. Usar buscador de voos e personalizar alarmes de buscas também são dicas importantes para encontrar preços baixos. O TurismoCity, por exemplo, atua por meio de inteligência artificial e permite que os viajantes tenham uma economia de 30%”, explica Paula Rebouças, country manager da empresa.
 

A especialista listou algumas dicas para quem está planejando uma viagem no fim do ano. Confira:

 
Limpe os cookies do PC e troque de navegador Quando estiver pesquisando uma passagem é possível notar que quanto mais procuramos, mais promoções, anúncios e até e-mail marketing começamos a receber. Isto acontece por conta dos cookies, arquivos temporários que ficam no computador a cada busca feita de passagem ou qualquer outra busca. Para conseguir passagens mais atrativas, uma dica é limpar esses arquivos do navegador antes das buscas. Outra opção é utilizar uma nova janela oculta do navegador, que mostrará uma busca inédita, sem levar em conta o seu histórico nas redes.

Utilize comparadores de preços

 
Preços no final do ano podem subir mais de 15%. Antes de comprar uma passagem, uma dica de economia é usar um buscador de voos para comparar os preços disponíveis no mercado. O Turismocity, por exemplo, reúne, compara e envia em primeira mão aos usuários voos disponíveis e passagens aéreas promocionais para diversos destinos. Também ajuda os usuários a decidir quando e para onde viajar, além de criar alertas para um destino específico e faixa de preço. Usuários cadastrados no site recebem ainda as ofertas mais relevantes para o seu perfil em seu e-mail. Ao escolher a promoção, o usuário é direcionado para o site do parceiro onde realiza a compra diretamente.


Consulte as datas com antecedência

 
O ideal é sempre fazer uma pesquisa com base no seu destino. Por exemplo, viajar no verão para o Nordeste é mais caro do que no inverno. Uma dica é verificar as possíveis datas que podem deixar as viagens mais baratas. Até mesmo em feriados prolongados, por exemplo, é possível encontrar boas opções se a consulta for feita antecipadamente. Essa pesquisa pode ser feita de um a dois meses antes da data prevista, para se certificar das oscilações dos valores na semana que está viajando e também o mês.

Opte por passeios  que não gastem tanto

 
Após escolher o destino da viagem, uma dica é criar roteiros, para planejar quanto irá ser gasto também. Por exemplo, pontos turísticos, feiras locais e até passeios ao ar livre – seja na praia ou na cidade grande – são opções que podem ajudar a economizar. Outra dica é levar o próprio lanche para os passeios. Frutas e snacks são uma ótima opção e são mais baratos se adquiridos no supermercado. A alimentação é um dos itens que mais pesam no orçamento do viajante. Então, vale ficar de olho.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade