Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

De BH para o mundo

Belo Horizonte está na disputa do título de Cidade Criativa da Unesco no campo da gastronomia


postado em 11/06/2019 04:10

 

 

Belo Horizonte cumpriu, na semana passada, a primeira etapa para o reconhecimento como Cidade Criativa da Unesco pela Gastronomia. Na terça-feira, dia 4, foi entregue o dossiê de candidatura da capital mineira à designação. O documento, acompanhado de cartas de apoio do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, e de instituições gastronômicas de relevância nacional, será, agora, avaliado pela Divisão de Nações Unidas – Comissão Nacional para a Unesco no Brasil, do Ministério das Relações Exteriores. Entre todas as cidades que concorrem em 2019 nos sete campos criativos da Rede – Artesanato e artes folclóricas, Design, Cinema, Gastronomia, Literatura, Artes midiáticas e Música –, apenas quatro receberão o endosso da instância nacional da Unesco, podendo submeter suas candidaturas em nível mundial. O resultado dessa pré-seleção sairá nas próximas semanas.


Organizado pela Belotur, o dossiê de Belo Horizonte foi construído coletivamente. Durante o processo de candidatura, que começou em abril de 2018, foram realizados três encontros para mobilização da cadeia produtiva da gastronomia. O primeiro, Encontro das Cidades Criativas: Turismo e Gastronomia, reuniu representantes das três cidades que já foram designadas pela Unesco no mesmo campo criativo: Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ). Em 2019 foram dois encontros, com a presença de cerca de 240 lideranças governamentais e da sociedade civil.


Além de apresentar Belo Horizonte e os projetos, estabelecimentos, chefs, instituições de ensino e todas as características que tornam a capital mineira uma cidade criativa da gastronomia, o dossiê mostra esse campo temático como um agente de mudança e transformação socioeconômica, tecnológica e cultural no município. Outro destaque é o empenho da prefeitura em construir um programa de ações públicas em parceria com a cadeia produtiva que abarquem a gastronomia e a cultura alimentar e que promovam o desenvolvimento do setor.


Publicidade