Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Cenários de tirar o fôlego

Ao longo de 250 quilômetros, 68 cânios %u201Crasgam%u201D a paisagem no Sul do país. Local já serviu de locação para produções cinematográficas que ganharam destaque na TV e no cinema


postado em 21/05/2019 04:13

Cavalgar na região dos cânions é fazer uma viagem no tempo(foto: Marden Couto/Esp. para o em)
Cavalgar na região dos cânions é fazer uma viagem no tempo (foto: Marden Couto/Esp. para o em)



A viagem que fiz para Cambará do Sul, no fim do ano passado, foi uma das melhores da minha vida. Já tinha ido à região, há cinco anos, mas a experiência combinada com a hospedagem fez toda diferença. Das duas vezes que fui, combinei o destino com Gramado, que fica a 113 quilômetros. Fiquei quatro dias em cada cidade. Cambará do Sul é a única cidade brasileira com dois parques nacionais – Aparados da Serra e o Serra Geral–, sendo eles, portas de entrada para os deslumbrantes cânions Fortaleza e Itaimbezinho. As paisagens são de cair o queixo.


É tudo muito grandioso, preservado e bonito. Tanto é que já foi cenário de novelas, séries, filmes e comerciais, como A Casa das Sete Mulheres, Esplendor e Chocolate com Pimenta. A região que faz divisa com Santa Catarina tem ao todo 68 cânions em 250 quilômetros de bordas, mas só alguns são abertos à visitação. Além dos cânions, visitei cachoeiras, fiz cavalgada, pilotei quadriciclo e fui em uma fazenda produtora de geleias. Recomendo o destino para quem curte natureza, mas sem abrir mão do conforto.


Publicidade