Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Encantos de Prado

Cidade é tão pequenina quanto apaixonante. Lá tem de tudo: tranquilidade, boa comida, cenários deslumbrantes, praias e até baleias


postado em 19/03/2019 05:08

Para conhecer Prado, no extremo sul da Bahia, bastam alguns dias. A cidade é pequena, com cerca de 30 mil habitantes. E, como estamos falando de Bahia, a primeira dica é sem pressa. Neste paraíso natural é possível apreciar o balé das baleias jubartes, a culinária baiana (hum... aquela moqueca...) e alguns dos cartões-postais mais encantadores do “Baêa”. Não é fácil, mas de antemão é preciso avisar: vale a pena!.


Prado é aquele lugar de ruas de paralelepípedo, sabe? A cidade, litorânea, fica em uma região chamada de Costa das Baleias. E não é à toa. É por aquelas bandas do Oceano Atlântico que os mamíferos gigantes costumam ir para acasalar, dar à luz e ensinar os filhotes a nadar. Cheia de charme, Prado tem aquela pracinha típica de interior, no Centro. Há mais de 30 opções de praias na região. São, aproximadamente, 84 quilômetros de via costeira.


Há praia em Prado mesmo, nem precisa caminhar muito. Tem barraca, cerveja gelada, sucos de frutas nativas e quitutes. Nada mal para quem está no ‘mode morgação’. Para conhecer as outras, melhores e mais bonitas, é preciso enfrentar a estrada. A Praia da Paixão, por exemplo, fica a 9 quilômetros da cidade. É perto, mas não se engane. A dica aos turistas é pagar algum motorista que leve, fique lá e traga o visitante de volta. A estrada é de terra. De uma vez só é possível conhecer a Praia do Tororão, que fica ali, vizinha.


Leve dinheiro em espécie. Nem todos os lugares aceitam cartão, porque não há sinal de internet. No caminho para as praias da Paixão e do Tororão há um desfiladeiro imenso, formando um cânion, lugar perfeito para tirar fotos e sentir a brisa. Esse lugar é chamado de Japara Grande. Em baixa temporada, fica praticamente deserto e turistas usam o local como um mirante. É lindo, mas atenção: quem estiver viajando com crianças não solte as mãos dos pequenos. Não há rede ou grade de proteção.

* O repórter viajou a convite da Pousada Casa de Maria


Publicidade