Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Guardiã da natureza

Cidade abriga a nascente histórica do Rio São Francisco, além de ser produtora do tradicional queijo canastra


postado em 15/01/2019 05:05

Praça da Matriz: religiosidade é marcante na identidade cultural da cidade, que teve seu nome dado em homenagem ao santo católico(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press %u2013 25/9/14)
Praça da Matriz: religiosidade é marcante na identidade cultural da cidade, que teve seu nome dado em homenagem ao santo católico (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press %u2013 25/9/14)



A simpática cidade de São Roque de Minas fica a 330 quilômetros de Belo Horizonte e protege em seu território uma das maiores reservas ecológicas e um dos mais importantes rios do país: o Rio São Francisco, ou Velho Chico, como é chamado, nasce em um ponto da Serra da Canastra, na região de São Roque. O município é conhecido por ser um verdadeiro guardião da fauna e flora de Minas Gerais.


O ecoturismo também atrai aventureiros de todos os cantos do Brasil. Existem diversos roteiros para perfis variados de viajantes. A natureza é um convite para deslumbrar a cidade e a oportunidade de vivenciar inúmeras opções para enfrentar trilhas e nadar em cachoeiras belíssimas.


A cidade localizada no Sudoeste mineiro mantém um ambiente interiorano com as tradições da cultura local, como a arquitetura do século 19 e a produção do renomado e delicioso queijo canastra. Para quem busca um paraíso de tranquilidade e contato com a natureza, o município oferece estrutura com boas e variadas opções de hospedagem e restaurantes para desfrutar do aconchego e de iguarias da culinária mineira. Destaque para a receptividade e delicadeza dos são-roquenses com os costumes locais.


Como toda cidade do interior de Minas, a região central da cidade foi sendo construída no entorno de um templo religioso, a Igreja Matriz de São Roque, de 1762. A religiosidade é marcante na identidade cultural da cidade, que teve seu nome dado em homenagem ao santo católico.


No Centro, é possível ter acesso ao Centro de Visitantes, localizado a 500 metros da portaria de São Roque de Minas. O espaço conta com biblioteca com fotos e documentos da história da cidade. Além disso, os guias explicam todas as regras de acesso, para que o seu passeio ocorra sem nenhum percalço.

GASTRONOMIA O delicioso queijo canastra, produzido há mais de 200 anos, é o destaque da cozinha local. São Roque de Minas concentra o maior número de produtores do estado, o que movimenta a economia da cidade. Muitos fazendeiros abrem os portões das fazendas para receber turistas. A iguaria é um dos mais característicos representantes da gastronomia mineira, tombada como patrimônio cultural imaterial e certificada pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). A marca queijo canastra só pode ser utilizada nos sete municípios que compõem a região: Bambuí, Delfinópolis, Medeiros, Piumhi, São Roque de Minas, Vargem Bonita e Tapiraí.


Publicidade