Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Hospedagem diversa da contratada

É importante que o consumidor guarde todos os documentos que contribuíram para a contratação entre as partes, que demonstrem os serviços e preços assegurados pelo estabelecimento, entre eles o material publicitário e, até mesmo, a troca de mensagens eletrônicas


postado em 08/01/2019 05:05

Nesta época do ano, aumentam as reclamações dos consumidores em relação a hospedagens que não corresponderam ao que fora pactuado na época da contratação. É importante que o consumidor guarde todos os documentos que contribuíram para a contratação entre as partes, que demonstrem os serviços e preços assegurados pelo estabelecimento, entre eles o material publicitário e, até mesmo, a troca de mensagens eletrônicas.


A decepção do hóspede ocorre no momento em que chega ao local contratado e percebe que o serviço disponibilizado não corresponde ao que fora previamente ajustado. As queixas ocorrem por vários motivos: ausência de reserva, quarto disponibilizado em categoria inferior ao combinado, entre outras.


Ao constatar essas limitações, o consumidor não deve restringir a sua insatisfação apenas verbalmente junto ao responsável pelo hotel. Ele deve solicitar, de imediato, o livro de reclamações, que a empresa tem a obrigação de disponibilizar ao hóspede, devendo permanecer “em local visível”, conforme determina o artigo 34, III, da Lei 11.771, de 11/9/2008.


O consumidor deve obter, também, uma cópia do documento, para que detenha um comprovante de sua insatisfação. Caso a reclamação seja em razão de instalação diversa da que fora contratada ou ausência de quarto, o hóspede pode reivindicar seus direitos aceitando outro serviço equivalente ou superior, sem a imposição de pagamento adicional ou, então, cancelar a reserva, sem multas e com a restituição do dinheiro sem prejuízo de eventuais danos morais.


Portanto, caso o seu descontentamento esteja relacionado à hospedagem, independentemente de culpa, cabe ao estabelecimento assumir a responsabilidade, visando amenizar o desconforto de seu cliente, que acreditou e contratou o serviço confiando nas promessas veiculadas em sua publicidade.


Publicidade