Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Cenário de novela

Cidade mineira é berço de um complexo majestoso de cachoeiras, além da hospitalidade, fé e cultura


postado em 18/12/2018 05:03

A região oferece ótimas trilhas para caminhada em meio à natureza(foto: Alfredo Durães/EM/D.A.Press %u2013 5/13)
A região oferece ótimas trilhas para caminhada em meio à natureza (foto: Alfredo Durães/EM/D.A.Press %u2013 5/13)



Carrancas é, sem dúvida, umas das cidades mais encantadoras de Minas Gerais. Com menos de 5 mil habitantes, o município abriga um complexo de águas cristalinas únicas no estado, por isso o título de Cidade das Cachoeiras. Localizada no Sul do estado, na Bacia Alto do Rio Grande, a cidadezinha é berço de cultura local ímpar, com festas e arquitetura marcantes. Encanto que chamou a atenção de diretores de novelas que transformaram a vila em vários cenários de novelas da Rede Globo, como Fim do mundo (1996), Alma gêmea (2004), Império (2014) e Espelho da vida (2018), entre outras.


A pequena cidade entre serras foi rota de bandeirantes e inconfidentes durante a corrida do ouro, no século 18. Inclusive, foram os bandeirantes que batizaram a cidade com esse nome. Segundo relatos da história da formação da cidade, em um dos pontos de mineração era possível ver duas pedras que tinham semelhança com a fisionomia humana. A tradição e a cultura ao longo do tempo estão preservadas entre casas, casarões e fazendas emblemáticas.


Na Igreja Nossa Senhora da Conceição, de 15 em 15 minutos as badaladas do sino ecoam sobre o vilarejo. A construção do século 18 e patrimônio cultural de Carrancas abriga obras atribuídas a Joaquim José da Natividade, discípulo de Aleijadinho, detalhes em ouro no altar, além de belos móveis de madeira. Um destaque para a sua arquitetura externa feita de quartzito, rocha encontrada na região, e suas torres, sutilmente diferentes uma das outras. Outro marco da religiosidade da cidade é a Capela de Nossa Senhora da Conceição do Porto do Saco, construída provavelmente no início do século18 no distrito de Porto do Saco. A pequena capela branca de janelas azuis é tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG) e é o primeiro patrimônio municipal de Carrancas.

IDENTIDADE O interior de Carrancas é formado por várias fazendas dos tempos dos bandeirantes, algumas em atividade, outras transformadas em hotéis-fazenda. Entre as mais tradicionais estão a Fazenda da Serra das Bicas, a Fazenda das Pitangueiras, do Retiro de Baixo, da Cachoeira, do Bananal, Fazenda do Grão Mogol e a Fazenda do Saco. A estação de trens Carrancas também é ponto turístico da cidadezinha.


A cultura regional, o folclore e as festividades, de maioria católica, são tradições marcantes no município, como o congado e a folia de reis. Depois de um dia de muita aventura nas cachoeiras e trilhas da região, nada melhor do que aproveitar tudo o que a cidade oferece. A arte da herança colonial e os costumes das fazendas são marcas no artesanato local. Na cidade, há lojas de artesãos locais com produtos ricos em detalhes e histórias. A culinária conta com o melhor da gastronomia mineira, mas não impede o turista de encontrar pratos contemporâneos e apetitosos.


Publicidade