Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Nova York é cool


postado em 30/10/2018 09:13

Agitada, frenética, envolvente e barulhenta. Na Nova York que nunca dorme, gente do mundo todo se esbarra e se encontra na famosa Time Square(foto: Frederico Teixeira/EM/D.A Press)
Agitada, frenética, envolvente e barulhenta. Na Nova York que nunca dorme, gente do mundo todo se esbarra e se encontra na famosa Time Square (foto: Frederico Teixeira/EM/D.A Press)



Como se num passe de mágica, foi só desembarcar no Aeroporto John F. Kennedy para vir à minha mente a voz de Frank Sinatra cantando New York, New York: “Estes sapatos vagabundos estão ansiosos para se perder bem no meio do coração de Nova York. Quero acordar em uma cidade que nunca dorme”. E quem segue o mestre, se dá bem. Não é à toa que Nova York é considerada por muitos a cidade mais excitante do mundo. No verão ou no inverno, viajando sozinho ou em família, a lazer ou a trabalho, ela lhe oferece pacote completo. Há roteiros para quem curte opções gastronômicas, culturais, esportivas, convívio com a natureza ou adora fazer aquelas comprinhas. E tudo emoldurado pela riqueza das várias culturas que compõem a população local.


E pensar que, há algumas décadas, a situação era bem diferente. Até o início dos anos de 1970, Nova York era vista como uma cidade perigosa. Foi aí que o governo começou a virar o jogo: além de combater a criminalidade, apostou em campanha para atrair mais visitantes. O termo “Big Apple”, inicialmente usado para se referir às graúdas premiações nas corridas de cavalos, foi adotado como expressão oficial, com o objetivo de servir como símbolo brilhante e saudável da cidade.
O resultado, todos conhecemos. Mais populosa do país, com mais de 8,2 milhões de habitantes, Nova York é, desde 2005, a mais segura entre as 25 maiores cidades dos EUA, o que contribui também para ser uma das mais visitadas do mundo. E motivos para isso não faltam.


Talvez os principais sejam as atrações culturais. Para os iniciantes, o primeiro passo pode ser logo no coração da cidade, como já entoava Sinatra: a Times Square, repleta de letreiros luminosos. Chamada de Longacre Square até 1904, adotou o icônico nome depois que o jornal The New York Times se mudou para a região. É lá que estão concentrados os teatros da Broadway. Em cartaz, musicais já aclamados como o fantasma da ópera (ultrapassou a marca de 10 mil apresentações) e Rei Leão (20 anos de exibição) ou outros mais recentes, como Uma linda mulher, baseado no filme homônimo. Se até a atriz Julia Roberts fez questão de prestigiar, não dá pra ficar de fora, né? Depois do espetáculo, boas opções de bares, restaurantes e baladas não faltam. Se você ainda tiver a sorte de passar o réveillon na cidade, pode se juntar às milhares de pessoas que vão às ruas assistir a Times Square Ball Drop, tradição da contagem regressiva para o ano-novo iniciada em 1907!


Publicidade