Publicidade

Estado de Minas TROFÉU INCONFIDÊNCIA

América aposta mais em ritmo que em resultado

Coelho terá uma formação alternativa para enfrentar o Tombense no primeiro jogo das semifinais do Troféu Inconfidência


23/03/2022 13:01 - atualizado 23/03/2022 15:07

 Auxiliar Diogo Giacomini
Na semifinal diante do Tombense, o América levará reservas e o auxiliar Diogo Giacomini (foto: Luiz Martini/América - 25/1/22)


De olho na preparação específica para disputas simultâneas de Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil, o América terá uma formação alternativa para enfrentar o Tombense no primeiro jogo das semifinais do Troféu Inconfidência. O duelo de ida será às 20h, no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé. O auxiliar permanente Diogo Giacomini comandará a equipe reserva em lugar do técnico Marquinhos Santos.

Como terminou o Campeonato Mineiro na quinta colocação (o rival de hoje foi o oitavo), o Coelho tem a vantagem de jogar por um empate ou por vitória e derrota pela mesma margem de gols.
 
 
O alviverde vem de triunfo no Independência sobre o próprio Tombense (1 a 0). Os times voltam a se enfrentar no sábado.

No outro cruzamento do torneio jogam Democrata-GV e Villa Nova. O confronto será às 20h, no Estádio Mamudão, em Governador Valadares, com a vaga à final sendo decidida no domingo, em Nova Lima.

A final do Inconfidência será em jogo único, com mando de campo da equipe que tiver melhor classificação na fase inicial. Em caso de empate, a decisão será nos pênaltis.

A opção do América em ir a campo com uma escalação considerada alternativa – mesclando reservas e jogadores da base – está relacionada à grande maratona de partidas importantes que serão realizadas em abril, além de preservar os titulares, bastante desgastados com os compromissos que garantiram o time na fase de grupo da Libertadores, eliminando Guaraní-PAR e Barcelona de Guayaquil-EQU.

Já o Tombense, frequente nas fases decisivas das últimas edições do Mineiro, decepcionou em 2022. O clube do interior não passou nem perto de se classificar à etapa decisiva do Estadual deste ano. Ficou na oitava posição, com 11 pontos – dois a mais que o Uberlândia, rebaixado ao Módulo II.

OSCILANDO 

Ainda assim, após um desempenho oscilante no início do Mineiro, o Gavião Carcará conseguiu manter um período de boa fase. Antes da derrota para o América, a equipe estava invicta há quatro jogos e, nesse período, somou dois avanços na Copa do Brasil.

A sequência começou com um empate em 0 a 0 com o Icasa, pela primeira fase do principal torneio mata-mata do país. Em seguida, houve empate em 0 a 0 com o Uberlândia e vitória por 2 a 0 sobre a URT, no Mineiro. Por fim, superou o Moto Club por 4 a 2 nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, e garantiu vaga na terceira fase da Copa do Brasil.

* Estagiário sob supervisão do subeditor Eduardo Murta


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade