Publicidade

Estado de Minas SÉRIE B

Jogadores do Cruzeiro voltam aos treinos e se preparam para encarar o Avaí

Com o fim da greve por salários atrasados, os jogadores se preparam para o duelo pela 31ª rodada, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, na sexta-feira


18/10/2021 13:02 - atualizado 18/10/2021 13:02

Wellington Nem (Cruzeiro)
O atacante Wellington Nem têm chances de reaparecer na lista de relacionados para o jogo de sexta-feira contra o Avaí (foto: Gustavo Aleixo/Divulgação)


Depois de quatro dias de greve em decorrência de salários atrasados, o elenco do Cruzeiro treinou ontem, na Toca da Raposa II, de olho no confronto com o Avaí, pela 31ª rodada da Série B. A partida está marcada para sexta-feira, às 21h30, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. A semana começa com muita expectativa por parte da diretoria do clube celeste, que vai se reunir hoje com empresários que prometem pagar parte dos salários de jogadores e pessoal do administrativo.
 
 
Os desfalques do time para o jogo contra o Avaí são o volante Adriano e o meia Giovanni, advertidos com o terceiro cartão amarelo no empate com o Botafogo por 0 a 0, terça-feira, no Independência, pela 30ª rodada. O mesmo ocorreu com o técnico Vanderlei Luxemburgo, que também cumprirá suspensão. Em compensação, a Raposa contará novamente com o atacante Marcelo Moreno, ausente dos três últimos jogos devido à convocação para a Seleção da Bolívia, e do zagueiro Ramon, que não enfrentou o Botafogo por causa do terceiro amarelo.

A comissão técnica ainda pode ganhar o retorno do meia Marcinho, que jogou pela última vez na vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, em 11 de setembro, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Após se recuperar de um incômodo no pé direito, o camisa 11 participou de atividades físicas com o grupo. O atacante Wellington Nem e o lateral-direito Norberto também têm chances de reaparecer na lista de relacionados.

Quem joga?

O técnico Vanderlei Luxemburgo testará a formação nos treinos da semana na Toca, porém, é provável que ele promova o retorno de Ramon no lugar de Léo Santos, fazendo assim dupla de zaga com Eduardo Brock. No meio-campo, ele tem a opção de colocar Ariel Cabral na vaga de Adriano ou deslocar Rômulo para a função e utilizar Cáceres na lateral direita. Na armação, Claudinho e Marco Antônio são os candidatos a substituir Giovanni.

Vanderlei ainda pensará se utilizará Marcelo Moreno desde o início, uma vez que Thiago teve bom desempenho nas três partidas em que foi titular, fazendo um gol na vitória por 2 a 0 sobre o Brasil-RS, em 3 de outubro, no Independência. Assim, uma possível equipe terá Fábio; Rômulo (Cáceres), Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Lucas Ventura, Ariel Cabral (Rômulo) e Marco Antônio (Claudinho); Vitor Leque, Bruno José e Thiago (Marcelo Moreno).

Em 11º na Série B, com 39 pontos, o Cruzeiro tem chance remota de acesso à elite do Campeonato Brasileiro. A distância para o quarto colocado, justamente o Avaí, é de 11 pontos. O clube celeste precisa vencer o Leão e as outras sete partidas restantes, além de torcer por tropeços de vários concorrentes.

Para que o time celeste tenha condições de chegar à 10º posição, será necessário que o Sampaio Corrêa, que soma 40 pontos, não ganhe do Coritiba no duelo de amanhã, às 21h30, no Couto Pereira, em Curitiba. Apesar das duas derrotas consecutivas para Cruzeiro (3 a 0) e Vasco (2 a 1), o Coxa continua na liderança da Série B, com 54 pontos – dois de vantagem sobre o segundo colocado, Botafogo, e cinco a mais que o quinto, CRB.

Além de almejar a posição mais alta na Série B, a Raposa terá a oportunidade de “frear” a reação do Avaí, quarto colocado, com 50 pontos. A equipe catarinense perdeu para o Confiança no sábado, fora de casa, por 3 a 1. O Cruzeiro também pretende dar o troco no adversário com relação à goleada sofrida no turno da Série B, em pleno Mineirão, na noite de 17 de julho, pela 12ª rodada: 3 a 0, gols de Marcos Serrato e Renato (2).

Outro desafio será encerrar um jejum de mais de 10 anos sem superar o Leão. O último triunfo ocorreu em 13 de agosto de 2011, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro: 5 a 0, no estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia. O retrospecto geral do Cruzeiro contra o Avaí aponta três vitórias, nove empates e três derrotas. Os clubes mediram forças pela primeira vez no Campeonato Brasileiro de 2009, quando os mineiros ganharam por 1 a 0.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade